Sci Files
www.scoretrack.net

 2001
Uma Odisseia no Espaço

2001 - Uma Odisseia no Espaço é uma das maiores obras do cinema, e uma das melhores do diretor Stanley Kubrick que, juntamente com o escritor Arthur C. Clarke, elaborou um roteiro que é fascinante e misterioso, lotado de analogias.

Em 1964 Kubrick havia terminado as filmagens de Dr. Fantástico, e começou a procurar um roteirista para seu próximo filme. Foi quando ouviu falar de Arthur C.Clarke, e enviou-lhe uma carta. Clarke era fã de Lolita (1962), e o escritor britânico se dispôs a encontrar uma história que servisse ao novo filme do diretor. Ele tirou da gaveta o conto “A Sentinela”, que havia escrito em 1948, onde uma pirâmide era encontrada na Lua - o que sugeria que a Terra fora visitada por alienígenas milhares de anos atrás.

Foi de Carl Sagan (famoso astrofísico que posteriormente criou a obra Cosmos) a ideia de não mostrar nenhum extraterrestre no filme. Em torno de agosto o roteiro estava tomando a forma definitiva, já com  os personagens principais: os astronautas Dave Bowman e Frank Poole, além do computador HAL Quando a ideia da pirâmide foi descartada, Kubrick pensou em outras formas até se decidir pelo monolito retangular. A MGM aprovou um orçamento de seis milhões de dólares, com as filmagens ocorrendo em Londres. O título escolhido - 2001- Uma Odisseia no Espaço - faz alusão ao épico de Homero.

Em 1964 Kubrick tratou de se cercar de um exército de assessores técnicos da NASA, IBM, Boeing, Bell Telephone, General Electric e Chrysler, para lhe ajudarem a criar uma visão futurista do mundo em 2001 com base na sprojeções científicas da época. A participação mais valiosa sem dúvida foi da NASA, que contribuiu para o filme com ideias e designs da estação orbital, da base lunar e das naves.

Parte da equipe técnica reunida por Kubrick mais tarde estaria também no filme Star Wars (1977), de George Lucas. O diretor não quis contratar atores famosos por causa de sua experiência em Spartacus, e colocou nos papeis principais nomes então desconhecidos: Gary Lockwood (Frank Poole), Keir Dullea (Dave Bowman), William Sylvester (Dr. Heywood Floyd) e Daniel Richter (o homem-macaco que encontra o monolito). Douglas Rain fez a voz de HAL.

As filmagens começaram em 29  de dezembro de 1965. A primeira cena filmada foi a chegada do Dr. Floyd à escavação na Lua. As cenas da aurora da humanidade foram as ultimas filmadas. Inicialmente estavam previstas para serem filmadas na África, mas no final foram rodadas na Inglaterra, nos estúdios Elstree. O filme teve duzentas e cinco tomadas de efeitos especiais, um recorde à época. Em termos de comparação, posteriormente Star Wars teve quinhentas tomadas.

O orçamento final do longa ficou em dez milhões e meio de dólares. Novas tecnologias foram criadas no filme, como a do Stiltscan. Foi com esse aparelho que Douglas Trumbull (Contatos Imediatos do Terceiro Grau) fez a memorável cena do portal das estrelas. Alex North foi contratado para compor uma trilha sonora original, o que fez; mas Kubrick não gostou dela e a descartou, substituindo-a por trechos de obras de Chopin, Mendelssohn e Strauss.

O filme estreou com sucesso em 1968, embora não escapasse de várias criticas. Acima de tudo, as indagações metafísicas da obra acabaram contagiando público, juntamente com suas belas imagens. Temos a evolução do homem, o perigo das novas descobertas, o conflito homem x máquina, a imortalidade, a colonização do espaço, etc. As indagações contidas no filme levam o espectador a lidar com essas questões, várias delas atemporais.

Kubrick tentou ser o mais fiel possível à verdade cientifica, e provou que a ficção está próxima da realidade. Apesar de ser uma obra difpicil, 2001 arrecadou mais de quarenta milhões de dólares, e foi uma obra admirada por muitos cineastas como James Cameron, Steven Spielberg, Fellini, Orson Welles e George Lucas. Até hoje muitos consideram 2001 - Uma Odisseia no Espaço, a maior obra de ficção cientifica de todos os tempos.

Guilherme da Costa Radin

VOLTAR PARA SCI FILES