Os Aventureiros do Bairro Proibido
Produção: 1986
Duração:
117 min.
Direção:
John Carpenter
Elenco:
Kurt Russell, Kim Cattrall, Dennis Dun, James Hong, Victor Wong, Kate Burton, Donald Li, Carter Wong, Peter Kwong, James Pax, Suzee Pai, Chao Li Chi, Jeff Imada , Rummel Mor
Vídeo:
Widescreen Anamórfico 2.35:1 (1080p/AVC MPEG-4)
Áudio:
Inglês (DTS HD Master Audio 5.1), Português, Espanhol, Francês (Dolby Digital 5.1)
Legendas:
Português, Inglês, Espanhol, Cantonês, Coreano, Francês, Russo, Mandarim, Tailandês
Nº de discos: 1
Região:
A, B, C
Distribuidora: Fox
Lançamento:
05/08/2008

Cotações:
Filme -

Imagem:
Áudio:
Extras/Menus:

Média:

Comentários de
Jorge Saldanha

SINOPSE
Jack Burton (Kurt Russell) é um caminhoneiro durão que concorda em ir ao aeroporto de São Francisco para buscar a noiva (Suze Pai) de seu amigo Wong (Dennis Dun), que acabou de chegar da China. Jack inesperadamente se envolve em uma batalha sobrenatural entre o bem e o mal e tem que salvar a noiva de Wong de um feiticeiro imortal chamado Lo Pan e seus capangas, e conseguir de volta seu caminhão que foi roubado.

COMENTÁRIOS
Tendo se consagrado por seus filmes independentes e de baixo orçamento, a passagem do diretor John Carpenter pelos grandes estúdios foi conturbada. Exceto por STARMAN – O HOMEM DAS ESTRELAS (Sony, 1984), filmes que se mostraram estar à frente do seu tempo como O ENIGMA DE OUTRO MUNDO (Universal, 1982) ou OS AVENTUREIROS DO BAIRRO PROIBIDO (Fox, 1986) não receberam boas críticas e afundaram nas bilheterias. Felizmente, ao posteriormente serem exibidos na TV e lançados em home video, esses filmes foram reavaliados e alçados à categoria de legítimos cults, e é exatamente um deles - OS AVENTUREIROS DO BAIRRO PROIBIDO (BIG TROUBLE IN LITTLE CHINA) - que a Fox está disponibilizando em Blu-ray no Brasil, em lançamento praticamente simultâneo com os EUA.

O filme é uma das raras realizações de Carpenter fora dos gêneros terror e ficção científica, ainda que por vezes flerte com eles. Trata-se, na verdade, de uma bem-humorada aventura que homenageia os filmes de artes marciais e de fantasia chineses. Para tanto, buscou em Hong Kong alguns astros do gênero para interpretarem o trio de vilões conhecidos como “Os Tempestades”. A razão maior de seu fracasso na época do lançamento talvez seja o fato de que os filmes de artes marciais, depois do boom ocorrido nos anos 1970, já haviam saturado as platéias (isso antes de retornarem à moda no final dos anos 1990). Mas além disso, a mistura de estilos parece ter sido indigesta não apenas para a platéia, mas para parte do próprio elenco, que não achou o tom certo entre interpretar seriamente ou de forma cômica. Essa indecisão parece ter atingido até mesmo a equipe de efeitos visuais, que realizou algumas tomadas excelentes para a época, enquanto outras são toscas (se de propósito ou não, talvez nem Carpenter saiba nos dizer).

O fato é que Carpenter realizou uma aventura fora do comum, protagonizada por um herói relutante e atrapalhado, e isto resultou num filme ágil, dinâmico, trazendo muitos combates de kung fu entre gangues chinesas e confrontos de Jack (Kurt Russell) e seus amigos contra a magia do vilão Lo Pan (James Hong). Ator preferido de Carpenter e seu amigo pessoal, Russell como sempre se sai bem como o fio condutor da trama, desta vez fazendo de seu Jack Burton um sujeito bem intencionado mas que só não se dá mal graças à sua enorme sorte. O responsável pelos grandes atos heróicos é, na verdade, seu parceiro Wang (Dennis Dun), exímio e destemido lutador que combate as hordas de Lo Pan para salvar sua amada. O elenco feminino, encabeçado por Kim Cattrall (a Miranda de SEX AND THE CITY), pouco faz além de ser o objeto do resgate dos heróis. Pesados os prós e os contras, OS AVENTUREIROS DO BAIRRO PROIBIDO é um filme onde Carpenter buscou divertir e ser original, e foi bem sucedido em ambos os aspectos. Inovador e com ótimos personagens, não foi bem compreendido em sua época, mas felizmente continua a ser revisto pelos fãs e descoberto por novas audiências - agora na alta definição do Blu-ray.


O BD
Esta edição lançada no Brasil do Blu-ray de OS AVENTUREIROS DO BAIRRO PROIBIDO, exceto pela embalagem, é idêntica à norte-americana. O filme recebeu uma bela transferência anamórfica 1080p/MPEG-4, que deixou um filme de quase 25 anos com cara de novo. Ele foi rodado originalmente na proporção de tela 2.40:1, mas para o Blu-ray ela foi ligeiramente alterada para 2.35:1, o que não chega a ocasionar perdas relevantes. O principal é que agora este filme de Carpenter pode ser visto com clareza e nitidez inéditas em home video. É óbvio que não se pode exigir de um filme mais antigo uma qualidade de imagem idêntica à de um atual, mas neste aspecto a transferência em alta definição não poderia ser melhor. As cores, vivas, são reproduzidas de forma estável, e juntamente com os detalhes, notados principalmente nas maquiagens e roupas de Lo Pan e das atrizes, são acima da média. Os níveis de preto são fortes, e os tons de pele naturais. A película foi totalmente limpa de danos e sujeiras, e a existência de granulação natural evidencia a ausência de DNR. Mais uma vez a Fox deve ser parabenizada por dar a um estimado título de seu catálogo uma excelente transfer HD.

Como em outros títulos em Blu-ray da Fox, este recebeu a habitual faixa DTS-HD MA 5.1 original em inglês. O áudio possui as limitações da época da produção, seja na concepção do sound design como em sua captação, porém recebeu uma mixagem que dificilmente decepcionará, principalmente nos momentos de ação. A trilha musical, composta pelo próprio Carpenter, é fielmente reproduzida, porém normalmente limitada às caixas de som dianteiras. Os efeitos sonoros também nascem nos canais frontais, porém movem-se naturalmente de um lado para o outro, indo até os canais surround. Estes, por sua vez, atuam de forma eficiente na criação de efeitos discretos para criar a ambientação nos momentos mais calmos. O subwoofer não terá uma atuação constante, mas quando necessário cumprirá com louvor sua missão de fornecer graves fortes e consistentes. Além da faixa lossless o filme recebeu dublagens Dolby Digital 5.1 em espanhol, francês e, felizmente, nosso português. Temos menus (bonitos e animados) e legendas disponíveis em p
ortuguês, inglês, espanhol, cantonês, coreano, francês, russo, mandarim e tailandês.

OS EXTRAS
Os extras do BD de OS AVENTUREIROS DO BAIRRO PROIBIDO, apesar de incluírem todo o material que fora disponibilizado no DVD duplo, não são abundantes - pelo menos o que está disponível é bem interessante. A grande maioria possui definição 480p (SD), áudio 2.0 e opção de legendas em português.

  • Comentário em Áudio do Diretor John Carpenter e do Ator Kurt Russel – Os dois velhos colaboradores batem um papo casual ao mesmo tempo em que discutem aspectos do filme. Acima de tudo é uma conversa entre dois amigos, que relembram algumas histórias de seu longo relacionamento. É o melhor extra do disco, que infelizmente não recebeu a opção de legendas;

  • Trilha Sonora Isolada – Como na maior parte de seus filmes, Carpenter compôs a trilha incidental, e ela pode ser ouvida isoladamente em excelente áudio DTS-HD MA 5.1. Ela possui um som eletrônico datado, mas assim como o filme é deliciosa e cult;

  • Cenas Excluídas (SD) – Oito cenas eliminadas, de baixa qualidade de imagem (foram usadas cópias de trabalho), que podem ser assistidas isoladamente ou em conjunto. São muito boas, valem a pena ser conferidas pelos fãs do filme;

  • Final Estendido (SD, 3:05min.) – Este final estendido inclui Jack vingando-se do Trans Am vermelho da gangue chinesa vista no início do filme;

  • Featurette (SD, 7:28min.) – Curta promocional da época do lançamento do filme. Vale principalmente pela curiosidade, e ressalta a falta de um verdadeiro making of;

  • Vídeo Musical (SD, 3:28min.) – Carpenter e amigos, no melhor estilo dos anos 1980, interpretam a canção “Big Trouble in Little China”. É um videoclipe precário, mas até por isso mesmo bem divertido;

  • Entrevista com Richard Edlund (SD, 13:25min.) – Discussão multi-ângulo com o supervisor de efeitos visuais Edlund – as fotos em uma janela PIP podem ser trocadas com o botão “Ângulo” do controle;

  • Trailers e Spots de TV (SD) – Três trailers que totalizam 5:44min. e seis comerciais de TV que somam 4:43min. – sem legendas;

  • Galeria de Fotos dos Bastidores (HD 1080p, 17:33min.) – Único extra em alta definição, é um slideshow com imagens dos bastidores da produção.

DVDs / BDs COMENTADOS