BUFFY, LEMBRANÇAS DA BOCA DO INFERNO

Comemorando a retomada dos lançamentos em DVD, no Brasil, da inesquecível criação de Joss Whedon, fazemos uma retrospectiva desta série que já é considerada um clássico moderno da TV
PARTE 1


O Filme com Kristy Swanson

Buffy » O Filme
Buffy no cinema

Lançado em Julho de 1992, o filme Buffy, a Caça Vampiros, estrelado por Kristy Swanson (O Fantasma) e Luke Perry (Barrados no Baile), com personagens e roteiro criados por Joss Whedon, faturou apenas US$ 17 milhões na bilheteria americana. Curiosamente, o filme tinha no elenco alguns nomes que anos depois estariam consagrados em Hollywood: Ben Affleck (que aparece apenas alguns segundos como o "jogador de basquete nº 10"), a vencedora do Oscar Hilary Swank (uma garota esnobe e popular) e David Arquette (o marido da Courteney Cox de Friends, que teria mais visibilidade ao lado da esposa na franquia Pânico), como o melhor amigo de Perry.

A Série com Sarah Michelle Gellar


Buffy na televisão

Alguns anos depois Whedon conseguiu sinal verde para desenvolver Buffy, a Caça Vampiros como uma série de TV, a ser produzida pela Fox e exibida nos EUA pela Warner. Quando estava escalando o elenco para o piloto da série em 1996, os produtores inicialmente queriam que Sarah Michelle Gellar, então prestes a completar 19 anos, fizesse o papel de Cordelia Chase, enquanto Charisma Carpenter originalmente fez o teste para o papel de Buffy, antes de conseguir o de Cordy. Neste piloto que nunca foi ao ar, Willow foi interpretada por Riff Regan, mas com a insistência da Warner americana, ela foi mais tarde substituída por Alyson Hannigan.

1ª Temporada


A "Turma do Scooby"

Após a troca da atriz que interpretaria Willow, e tendo como tema musical o rock instrumental da banda Nerf Herder, a Warner iniciou nos EUA a exibição da primeira temporada de Buffy, uma mid season com apenas 12 episódios que estreou por lá em Março de 1997. Uma emissora pequena e ainda em seus primeiros anos no ar, a Warner substituiu a novela Savannah por Buffy, estrelada por Sarah Michelle Gellar, que coincidentemente era uma atriz das soap operas, as novelas americanas. Gellar disse na época que, "Quando as pessoas descobriram que eu estava numa série chamada Buffy, a Caça Vampiros, elas diziam, 'Ah, não se preocupe, há sempre a possibilidade de você fazer um piloto para uma série da próxima temporada'".
 


Buffy e Angel

Buffy Summers é uma adolescente de 16 anos aparentemente comum, que cursa o colegial na cidade de Sunnydale. Mas a garota tem um segredo: ela é a Caça Vampiros, que nasce a cada geração para combater as forças do Mal. Buffy é ajudada pela "Turma do Scooby" - seus amigos Xander (Nicholas Brendan), Willow (Alyson Hannigan) e Cordelia (Charisma Carpenter), e seu Sentinela Giles (Anthony Stewart Head), o bibliotecário do colégio. Buffy conhece o misterioso Angel (David Boreanaz), que começa a lhe dar dicas sobre onde encontrar os vampiros da cidade. Ela descobre que Angel é um vampiro, mas diferente: ele tem alma, que faz com que ele seja bom. A personalidade dividida de Angel gerou algumas interessantes complicações através das temporadas — assim como a dificuldade de Buffy em ter um namoro normal.


Sunnydale High

Com forças do Mal liberadas e atraídas pela Boca do Inferno, localizada embaixo da Sunnydale High, causando mortes brutais e atividades demoníacas, a escola revelou ser um local muito perigoso para os alunos. Seus diretores também não tiveram muita sorte. Na primeira temporada, possuídos pelo maligno espírito de uma hiena, alguns alunos devoraram o diretor Flutie. A maioria dos futuros diretores tiveram destinos semelhantes. Na primeira temporada, o maior vilão era o Mestre, o grande "pai" dos vampiros em Sunnydale, que por razões místicas ficava preso no subterrâneo.

 


Buffy, a ressuscitada

Apesar de uma profecia afirmar que ela morreria nas mãos do Mestre, Buffy decidiu enfrentá-lo para salvar o mundo. Ela foi mordida pelo Mestre e jogada numa grande poça d'água. Xander conseguiu reviver a recém-morta Caçadora ao lhe fazer a tradicional respiração boca-a-boca. Essa não seria a última vez que Buffy morreria durante seu arriscado trabalho. Com um novo poder, Buffy encontra o Mestre e o mata com a tradicional estaca em seu coração.

2ª Temporada


Spike e Drusilla

A primeira temporada da série foi um sucesso surpreendente, especialmente entre o público adolescente (que mais tarde começou a ter uma importância maior para a emissora), e retornou para uma segunda temporada completa, sendo então exibida nas noites de terça a partir de setembro de 1997. O compositor Christophe Beck, a partir desta temporada e até a quarta, criou temas e trilhas incidentais memoráveis. A chegada de Spike (James Marsters), um vampiro loiro com estilo punk-rock, e sua amante Drusilla (Juliet Landau), uma vampira que previa o que iria acontecer, trouxe uma nova complexidade emocional para a série – além é claro de personificarem o melhor tipo de vilões: maus e divertidos.


Kendra, a Caça Vampiros

Chegando em Sunnydale após seu Sentinela morrer, Kendra — uma Caçadora chamada para assumir a "vaga" após a morte de Buffy na 1ª temporada — tenta matar Angel. Com a regra da existência de uma única Caçadora sendo quebrada com a ressurreição de Buffy, Kendra e Buffy lutam juntas, mas enfrentam as diferenças dos seus estilos de Caçadoras. Drusilla acaba matando Kendra, sendo a primeira vez que a série mostrou a morte de um importante aliado de Buffy - e certamente não seria a última. Willow, por sua vez, começa a namorar o músico de rock Oz (Seth Green), que seria mais um garoto comum não fosse o fato dele se transformar em lobisomem nas noites de lua cheia.


Um namoro complicado

O mundo estava ameaçado de ir para o inferno quando Buffy e Angel fizeram amor pela primeira vez, em janeiro de 1998. Para Angel, o momento de "verdadeira felicidade" permitiu que ele se livrasse da maldição cigana que lhe devolveu sua alma. Retornando ao seu maléfico alter-ego, Angelus apronta em Sunnydale, matando Jenny (a professora que era namorada de Giles), conquistando Drusilla e tentando ajudar no plano dela e de Spike para acabar com o mundo. Após a estranha transformação de Angel, Buffy lutou contra sua mágoa e as forças do Mal — sua eterna luta na série. Ela conseguiu vencer, mas foi forçada a matar o namorado e mandá-lo para o inferno, logo após Willow magicamente restaurar a alma dele.

3ª Temporada


Faith, a Caça Vampiros

A Caça Vampiros Faith (Eliza Dushku) surge após a morte de Kendra, e logo chega provocando confusão em Sunnydale. Ela é rude, agressiva, sexy e cheia de atitude. Giles fica às voltas com duas Caçadoras adolescentes que vivem competindo entre si. Mas ele é expulso do Conselho de Sentinelas, e Wesley (Alexis Denisof) é enviado para Sunnydale para assumir o seu lugar. Após acidentalmente matar um humano, Faith perde o controle. Como nunca foi uma pessoa muito estável, Faith se une ao lado negro e se torna leal a Wilkins, o demoníaco prefeito da cidade. Surge a bela demônio vingadora Anya (Emma Caulfield), que nas próximas temporadas teria um relacionamento sério com Xander.


Angel, o retorno

Angel retorna inesperadamente, enlouquecido pelo período em que passou no inferno. No início, Buffy o mantém em segredo — mas a "Turma do Scooby" logo descobre que ele está de volta, e eles não estão nem um pouco contentes com isso. Spike também retorna. O grande vilão é agora um vampiro melancólico, já que Drusilla o abandonou. Ele seqüestra Xander e a aspirante a bruxa Willow, para fazer um feitiço do amor que acaba revelando o romance que existia entre os dois. Infelizmente, esta é a única aparição de Spike em toda a temporada.


Final das aulas explosivo

Faith, após um confronto mortal com Buffy, foi para o hospital, em coma. O maligno prefeito Richard Wilkins III vive a culminação de seu plano - transformar-se num demônio em forma de cobra durante o discurso de formatura na Sunnydale High. Após devorar o diretor Snyder, a serpente é atraída até a biblioteca por Buffy e seus amigos, onde é explodida juntamente com a escola. O mundo estava salvo novamente, e as férias de verão finalmente tinham chegado. Após a tragédia de Columbine, os executivos da Warner ficam preocupados com a violência escolar e pularam dois episódios: "O Alcance da Voz" ("Earshot"), onde Buffy enfrentou um aluno que ameaçou matar todos na escola; e "O Dia da Graduação — Parte 2" ("Graduation Day, Part Two"), onde os estudantes se armaram para derrotar o prefeito Wilkins.


A "Turma do Scooby" formada

Os fãs protestaram ao publicar um anúncio de página inteira no prestigioso jornal "Daily Variety" (especializado em Hollywood), dizendo que a WB "desrespeitou" os fãs e desvalorizou sua capacidade de "distinguir entre a realidade e a fantasia". O final da temporada foi ao ar apenas em julho de 1999, enquanto "O Alcance da Voz" somente em setembro de 1999, duas semanas antes da estréia da 4ª temporada. No Brasil, os episódios foram ao ar apenas em dezembro pelo canal pago Fox. Encarando o dramático dilema de manter os amantes Buffy e Angel afastados para o bem da boa televisão, o criador Joss Whedon criou um spinoff (série derivada) só para o vampiro do Bem.
 


Angel ganha a sua série

Ele mandou Angel, a líder de torcida Cordelia Chase e o Sentinela Wesley a Los Angeles para estrelar Angel, que estreou em outubro de 1999 nos EUA — e em março de 2000 no Brasil, também na Fox. O spinoff, que teria histórias mais adultas que as mostradas em Buffy, também foi um sucesso. Mas muitos fãs nunca perdoaram Whedon por ele ter separado o casal favorito deles, levando-o a mandar uma mensagem aos fãs na 4ª temporada, que imploravam por um reencontro entre os dois: "Vocês sabem, eles agora estão em suas séries. É um amor eterno, não me entendam mal. Eu percebi isso, mas há tantas coisas que podemos fazer".

Seguir para a Parte 2

VOLTAR PARA A BIBLIOTECA