BUFFY, LEMBRANÇAS DA BOCA DO INFERNO

Uma retrospectiva da inesquecível criação de Joss Whedon
PARTE 2


4ª Temporada


Buffy, a universitária

Buffy, Willow e seu namorado Oz começam a estudar na Universidade de Sunnydale. Xander decide dar um tempo nos estudos, e Giles, desempregado desde a destruição da escola, continua sendo o Sentinela de Buffy. Oz termina com Willow, sai da universidade e decide tentar encontrar a paz longe de Sunnydale. Green deixou a série em 1999 para se dedicar à sua crescente carreira no cinema, que incluía um papel no filme de Austin Powers. Essa saída deixou os fãs e os colegas de elenco chateados (Green se reencontrou com Gellar na seqüência de Scooby-Doo). Enquanto isso, Buffy lutava para encontrar um meio de conciliar sua vida na universidade com suas obrigações de Caçadora. Curiosidade: muitos dos cenários da universidade eram os mesmos da escola, devidamente disfarçados.


Os espectros de "Silêncio"

Em dezembro de 1999 (maio de 2000 no Brasil), o episódio "Silêncio" ("Hush") teve 28 minutos de... silêncio, e alguns dos mais assustadores fantasmas de Sunnydale. Eles arrancavam os corações das pessoas (diretamente dos corpos ainda vivos) e roubavam as vozes de todos os moradores. O altamente criativo episódio — os Scoobies se comunicavam apenas com sinais, computadores e anotações em papel — garantiu a Whedon sua única indicação ao Emmy de Melhor Roteiro - Série Dramática. Com essa honra, Whedon disse, "Eu fiquei um pouco surpreso por 'Silêncio' ter sido indicado, porque há poucos diálogos nesse episódio".
 


Scoobies lésbicas

Com o passar dos episódios, os produtores de Buffy resolveram ousar, ainda mais em se tratando de uma série juvenil. A introdução da tímida bruxa lésbica Tara (Amber Benson) em 1999 iniciou um arco de dois anos onde Willow descobre um lado escondido de sua personalidade, e no processo, sua alma gêmea. O relacionamento pioneiro demorou um tempo para se tornar explícito na tela, mas quando as duas finalmente se beijaram, Hannigan disse que, "Após um take, Joss disse, 'Agora nós podemos ter um beijo que diga menos que vocês vão dormir juntas daqui a cinco minutos?'".
 


Adam

Riley (Marc Blucas), um assistente da universidade, introduz Buffy à Iniciativa, um grupo fundado pelo governo que trabalha secretamente para perseguir os monstros da cidade. Buffy ajuda a Iniciativa até sua líder, a professora de psicologia, construir uma criatura monstruosa e poderosa: Adam, feito com pedaços de pessoas e de demônios. Adam então mata sua criadora e tenta prosseguir com o seu plano de construir um exército de criaturas monstruosas. A Iniciativa tem algum sucesso com Spike, que retornou a Sunnydale com sua nova amante, Harmony, buscando um anel mágico capaz de proteger os vampiros do sol e torná-los imortais. Buffy rouba o anel (e o manda para Angel em Los Angeles), e a Iniciativa captura Spike e implanta um chip controlador em sua mente, que o impede de ferir humanos.


Faith também retorna

Faith acorda do longo coma e decide se vingar de Buffy. Usando uma mágica caixa de troca de corpos deixada por seu ex-chefe (o prefeito Wilkins), Faith se transfere para o corpo de Buffy. Em seu novo corpo Faith resolve se divertir, inclusive transando com Spike. Mas ao usar o corpo de Buffy, Faith começa a criar uma consciência dos seus atos. As garotas acabam se unindo contra as suas vontades para combater os seguidores de Adam, e finalmente desfazem as trocas dos seus corpos. Faith vai embora, disposta a pagar por suas más ações.

5ª Temporada


Dawn e Buffy

Na temporada de 2000, Buffy conheceu Dawn, sua irmã caçula nascida magicamente e que foi profetizada ainda na terceira temporada, interpretada com a tristeza perfeita por Michelle Trachtenberg. Uma ex-colega de elenco de Gellar na novela "All My Children", Trachtenberg era mais conhecida por seu papel no filme Inspetor Bugiganga. Graças à sua origem mística, todos – inclusive ela própria, Buffy e sua mãe – ganharam memórias falsas, como se Dawn sempre tivesse estado entre eles. Como outros importantes personagens de Buffy, Dawn tinha seus segredos - ela era a chave para o futuro do universo.
 


Glory, a deusa

A maior vilã da temporada, Glory, chega à cidade e aterroriza os Scoobies com sua força brutal, sedenta em destruir e localizar sua "chave", que na verdade é Dawn. Ela tem a capacidade de sugar o conhecimento das mentes dos habitantes de Sunnydale. Mas Glory não é apenas Glory — ela é metade mulher, metade homem. O homem, Ben, é um médico do hospital e um grande fã de Buffy. Juntos, Glory/Ben são um deus, algo que a turma nunca tinha enfrentado antes. Para piorar as coisas, uma doença misteriosa começa a afetar a mãe de Buffy, Joyce Summers (Kristine Sutherland).
 


O destino de Joyce

A dor da perda é brilhantemente explorada na série com a morte de Joyce. O episódio "Este Corpo" ("The Body") relembra algumas das emoções e experiências que Whedon sentiu após sua mãe morrer, e serviu também para determinar o clima diferente, mais adulto, que teriam as próximas duas temporadas. Os fãs lançaram uma campanha para Buffy ser indicada ao Emmy (que não deu certo). Riley, o namorado de Buffy, fica confuso e frustrado pela ausência da Caçadora e o futuro do relacionamento deles, e decide ir embora da cidade. E a situação fica ainda pior quando Spike, o ex-inimigo de Buffy, percebe que está apaixonado por ela e toma coragem para contar-lhe o que sente, para a surpresa e o desgosto de Buffy.


O destino de Buffy

Glory descobre a verdadeira identidade da irmã de Buffy, e Dawn é seqüestrada. Quando o sangue de Dawn começa a cair num portal aberto por Glory, coisas estranhas acontecem — demônios começam a surgir, raios caem e o caos toma conta do mundo, que está prestes a se transformar numa dimensão infernal. Buffy percebe que, por ser a irmã de Dawn, ela poderá por um fim nessa ameaça. A Caçadora diz adeus à sua irmã, pula em direção ao portal para uma dimensão diabólica e morre novamente — no 100º episódio da série. Mas a história iria continuar. No início de 2001, o principal assunto foram as complicadas negociações durante a renovação do contrato que iria garantir as duas temporadas finais de Buffy.


Buffy, a Caça Vampiros

A WB americana não quis pagar mais para manter a série que serviu de inspiração para muitas outras (Charmed, Roswell, Smallville); Gellar disse que ela não continuaria caso a série deixasse a WB; os produtores a forçaram a desmentir isso; os executivos da emissora começaram a questionar se lealdade valia mais do que o dinheiro. No final da história, a UPN (da Paramount) comprou a série e pagou o valor pedido pela produtora 20th Century Fox (US$ 102 milhões), e, em maio de 2001, Buffy deixou a emissora que lhe serviu de lar por cinco anos.

6ª Temporada


É a vez de Buffy retornar

Em sua nova emissora a série reinicia, já em sua fase final e mais dark. É um período em que Whedon troca as questões da adolescência – algo que já iniciara na temporada anterior – para retratar problemas típicos da idade adulta. Com Buffy morta, Willow convence os Scoobies a tentar ressuscitá-la. Mas antes que Willow consiga completar o feitiço de ressurreição no túmulo de Buffy, vampiros atacam o grupo. E os Scoobies fogem para tentar se protegerem. Após a batalha, uma confusa e ressuscitada Buffy tenta sair de sua sepultura. Ela está de volta... ou quase.
 


Buffy, a trabalhadora

De volta dos mortos, Buffy enfrenta o Rei dos vampiros, Drácula em pessoa. Mas um desafio ainda maior a espera — sustentar ela e Dawn. Além de lidar com o estresse de comandar uma casa, lidar com a assistência social e lutar contra os vampiros, a "morta-viva" Caçadora tenta encontrar um novo trabalho. Após abandonar a universidade, Buffy arranjou um emprego no "Palácio Carne Dupla" — uma rede de fast-food onde a misteriosa carne e os estranhos funcionários também fazem parte do cardápio. Joss Whedon anunciou na metade de 2001 que ele estava escrevendo as músicas para um episódio musical de Buffy. "A reação foi que todos ficaram muito excitados com isso", disse ele, "exceto alguns dos meus atores, que estão apavorados".


Buffy, a cantora

Alyson Hannigan admitiu que ela era um dos assustados, mas o restante do elenco estava encantado com a idéia — Amber Benson (Tara) cantou o triunfo do seu amor por Willow, Anthony Stewart Head (Giles) ponderou a angústia da separação do Sentinela e sua Caçadora, e Gellar liderou o elenco na música "A Vida é um Show", um tributo ao eterno tema da série de aproveitar o melhor do dia. Em mais um dos grandes episódios da série, os moradores de Sunnydale começam a cantar e entram em auto-combustão. Buffy e seus amigos terão que encontrar o demônio amante da música que está causando essas tragédias. Enquanto revelam secretos pensamentos e sentimentos através da música e da dança, os Scoobies descobrem que a origem do feitiço está ligada a um colar que Dawn roubou da Magic Box - a loja de magia de Giles e Anya. Buffy luta contra o demônio cigano — que ameaça levar Dawn de volta ao inferno com ele — e finalmente revela que ela foi trazida de volta não do inferno, mas do céu.


Spike e Buffy

Quando Angel foi embora para Los Angeles, o plano era substituir sua vaga ao lado de Buffy com o belo e feliz Riley. Mas isso não funcionou muito bem. O que realmente deu certo foi a química entre Buffy e Spike, exibida ainda em "Metamorfose — Parte 2" ("Becoming, Part Two", 2ª temporada) e recapturada com um feitiço da paixão em "Uma Ligeira Tristeza" ("Something Blue", 4ª temporada). Os roteiristas decidiram investir nessa história e, repentinamente, Buffy e Spike foram protagonistas de ousadas cenas de sexo. James Marsters comentou esse relacionamento ainda em 2001: "É mais divertido ser um total cretino, mas ser meio vilão é melhor do que estar morto. E eu tenho mais chances de beijar Sarah quando sou bonzinho, então...".


A Willow má

Lidando com a magia negra durante toda a temporada, Willow finalmente se torna má quando Warren — o líder de nerds inicialmente inofensivos que se tornaram perigosos feiticeiros — atira em Buffy e acaba matando Tara, a namorada de Willow. Willow se torna uma bruxa extremamente poderosa e decide se vingar. Após esfolar Warren ainda vivo, Willow resolve destruir o mundo. Sentindo que algo está errado em Sunnydale, Giles retorna da Inglaterra. Enquanto ele tenta usar sua mágica do bem e Buffy e Dawn são capturadas, Xander enfrenta Willow sozinho. Ele usa o seu amor por Willow para salvá-la (e salvar também a humanidade). A temporada terminou com os produtores passando todo o verão tentando acalmar os partidários de Willow e Tara.

7ª Temporada


As Potenciais

Rumo ao final. A Sunnydale High é reconstruída no mesmo terreno amaldiçoado da antiga escola. Um novo diretor, Robin Wood (D.B. Woodside), chega à cidade, e emprega Buffy como conselheira da escola. Ele é o filho de uma Caçadora que foi morta por Spike, e também tem algumas habilidades como ela. Spike retorna com uma nova alma — e como um novo homem. E as Potenciais, garotas de todo o mundo com o potencial de se transformarem em futuras Caçadoras, começam a ser perseguidas e mortas. Várias sobreviventes chegam a Sunnydale para serem treinadas por sua líder, Buffy, para enfrentarem o mais poderoso vilão de todos, cuja chegada é anunciada por estranhos sinais. Andrew, o único sobrevivente dos três nerds que ameaçaram os heróis na temporada anterior, junta-se aos Scoobies.
 


Caleb

O Primeiro é o Mal mais maligno e poderoso que já existiu. Trabalhando com o Primeiro estão os seus seguidores, homens que não tem olhos ou línguas, e cuja missão era a de perseguir e matar todas as Potenciais; os ubervamps, os primeiros vampiros, que são mais difíceis de matar do que os vampiros atuais e vivem na Boca do Inferno; e Caleb (Nathan Fillion, astro de outra série de Whedon, Firefly), um padre incrivelmente forte que decidiu se unir às forças do mal. O Primeiro, que não tem forma, surge com a aparência de qualquer pessoa morta, inclusive de Buffy. Wood tenta vingar-se de Spike, mas fracassa e recebe um aviso de Buffy: se tentar novamente matar seu mais forte aliado na luta contra o Primeiro, quem morrerá é ele.


Faith reforça a Turma no final

Willow encontra um novo amor em Kennedy, uma das Potenciais. Após ajudar Angel na 4ª temporada de sua série, Faith retorna, agora sem ser a vilã da história, para ajudar Buffy, os Scoobies e as Potenciais na luta contra o Primeiro e suas forças. O próprio Angel, de folga após o fim da 4ª temporada de sua série, também passa por lá para dar uma mãozinha. Buffy encontra um poderosa arma, que somente pode ser usada por uma Caça Vampiros, que era mantida oculta por forças místicas. Os Scoobies e seus aliados se preparam para uma batalha de vida e morte contra o pior mal que já saiu da Boca do Inferno. Quem morrerá? Quem sobreviverá? A série finalmente chega ao grande final, deixando um sentimento de melancolia  no coração dos fãs. Um ano após, Angel também chegaria ao seu fim, com cinco temporadas produzidas.

Será que algum dia retornaremos ao universo de Buffy em produções inéditas? Será que Joss Whedon vai mesmo conseguir fazer o filme do Spike? Por enquanto, estas perguntas não tem respostas. Até que elas cheguem, assista as reprises de Buffy e Angel no canal Fox, ou compre as temporadas das duas séries que a Fox está lançando no Brasil, em DVD, a partir de abril / 2006.

Voltar para a Parte 1

http://www.foxvideobrasil.com.br/

VOLTAR PARA A BIBLIOTECA