AUSTIN POWERS 1 & 2 (SCORES)
Música composta e regida por George S. Clinton


Selo: RCA

Catálogo:
63735
Ano: 2000
17 Faixas

Duração: 47:49
Cotação:

Comentário de
Jorge Saldanha

 

Os dois primeiros filmes do hilário agente secreto britânico dos anos 60, Austin Powers, no rastro de seu sucesso de bilheteria, tiveram nada menos do que 4 CDs lançados, contendo canções apresentadas nos filmes, ou por eles inspiradas. Do score de George S. Clinton, apenas pequenos fragmentos estavam disponíveis. Finalmente, a gravadora RCA lançou as partituras dos dois filmes em um único CD - e apesar de curtas, elas permitem apreciar o ótimo trabalho realizado pelo compositor, ao recriar o som das trilhas sonoras do anos 60.

Como os filmes são uma sátira às séries de espionagem, como 007 e Flint, Clinton moldou sua música às memoráveis trilhas compostas por John Barry, Burt Bacharach, Jerry Goldsmith e Henry Mancini  nos anos 60. O som é predominantemente jazzístico, com a orquestra sendo complementada por percussão (bongôs), guitarra, saxofones e órgão Hammond. O estilo Mancini, à la Pantera Cor de Rosa, é muito utilizado, porém as maiores referências são feitas a trilhas de James Bond, como You Only Live Twice. Graças à habilidade do compositor, a combinação destes estilos consagrados acaba por recriar o som de uma era onde, no cinema, o pop uniu-se a formas mais clássicas de música, dando origem a um sem número de ótimas trilhas. E esta é a genuína música Austin Powers, ao mesmo tempo leve, pop, jazzy e, sim, sexy!

Os filmes de Austin Powers iniciam com "Soul Bossa Nova", de Quincy Jones. No primeiro, a gravação original foi utilizada, mas para Austin Powers 2: The Spy Who Shagged Me, o compositor recriou o arranjo original para uma abertura digna (porém debochada) dos antigos musicais de Hollywood. Se o legítimo "Bond Sound" foi criado por John Barry, a música de Austin Powers composta por George S. Clinton ficará definitivamente associada ao personagem, tanto quanto o refrão Yeah, Baby!

CDs COMENTADOS