AVATAR
Música composta por James Horner

Selo: Fox Music/Atlantic
Catálogo: 521681-2
Lançamento: 2009
Faixas

1. "You Don't Dream in Cryo...."
2. Jake Enters His Avatar World
3. Pure Spirits of the Forest
4. Night Iridescence
5. Becoming one of "The People" - Becoming one with Neytiri
6. Climbing Up "Iknimaya - The Stairway to Heaven"
7. Jake's First Flight
8. Scorched Earth
9. Quaritch
10. The Destruction of "Home Tree"
11. Shutting Down Grace's Lab
12. Gathering All the Na'vi Clans for Battle
13. War
14. "I See You" (Leona Lewis)

Duração: 78:52
Cotação:


Comentário de
Viviana Ferreira

 

A parceria entre James Horner e James Cameron já rendeu muitos frutos. Quem não se lembra da trilha de Titanic, que vendeu mais de 26 milhões no mundo inteiro e rendeu dois Oscars à Horner? Mais de dez anos depois do acontecido, James Cameron lança seu encantador e poderoso Avatar, e Horner volta a ser responsável pelo score. Em uma trilha com cara de ganhadora do Oscar, o compositor utiliza instrumentos indígenas e nos entrega uma obra épica e belíssima.

“You Don't Dream in Cryo...” começa com tensão, onde há vozes que lembram a trilha de Horner para Tróia - aliás deve-se salientar que as vozes aqui são muito utilizadas, onde há triste melodia e muito suspense e poder. Com algumas notas que compõem a canção título “I See You”, é um inicio poderosíssimo.

Em “Jake Enters His Avatar World” há utilização forte da orquestra, e em uma parte desta faixa há uso de uma Tin Whistle (muito utilizada na trilha de Titanic), e também de outros instrumentos conhecidos aqui na América do Sul, além do emprego do tímpano e da percussão em geral, combinada com a melodia principal executada por violinos. Lembra muito uma outra trilha sua, a de Apocalypto. Em “Pure Spirits of the Forest” há muito uso novamente de instrumentos indígenas e após cellos acompanhados da percussão, como se traduzisse uma passagem sonora entre os legattos e arranjos mezzo fortes.

Na belíssima “Becoming one of The People - Becoming One with Neytiri” há o uso de voz e percussionistas ao fundo, em uma melodia graciosa e apaixonante ao mesmo tempo… combinando após o uso de instrumentos como o piano e o violão. Lembra um pouco o estilo do compositor em Titanic, no modo com que ele conduz a faixa.

Outro destaque é a tensa “Scorched Earth”, onde Horner encontra sua linha de raciocínio ao nos entregar o emprego da melodia principal sob um outro foco. Já “War” é poderosa, com grande uso de instrumentos de sopro (novamente lembra a trilha de Apocalypto) além das vozes, para dar maior suporte à condução onde há o uso da melodia principal novamente (na primeira faixa era executada pelo oboé, e aqui por trompetes).

A canção titulo do filme, “I See You”, é uma das canções mais belas do ano, onde Leona Lewis brilha com sua linda voz e Horner retorna com um novo hit. Sem dúvida Avatar é uma das trilhas mais bonitas de 2009, e embora continue no estilo “repeat”, James Horner sai-se muito bem neste score épico e inteligente.

CDs COMENTADOS