BOWFINGER
Música composta por David Newman

Selo:
Varèse Sarabande
Catálogo:
VSD-6040
Ano: 1999
12 Faixas

Duração: 41:26
Cotação:

Comentário de
Jorge Saldanha

 

As comédias prestam-se aos mais variados comentários musicais, que vão desde as trilhas tradicionais do gênero a trabalhos mais experimentais. No caso de Bowfinger (Os Picaretas, 1999), que reuniu os comediantes Steve Martin e Eddie Murphy, o CD apresenta algumas curiosidades: primeiro, 6 canções que marcaram época nos anos 60, interpretadas por gente do calibre de Marvin Gaye, James Brown e Johnny Rivers; em segundo, da faixa 7 à 12, temos o score de David Newman, que para surpresa daqueles que apenas o conhecem por seus trabalhos orquestrais, na maior parte do tempo optou por músicas no melhor estilo funk anos 70.

Temos, então, um mix de canções dos anos 60 e um score típico dos anos 70. Ocorre-me, então, a pergunta - porque não ficarmos em uma década só? A resposta não está no disco e nem fica clara no filme, que se passa na década de 90... Bem, com o material que temos à mão, constatamos que as canções estão mais do que bem representadas em outros discos e coletâneas das mais variadas origens, de modo que sem dúvida o maior atrativo do CD são os 19 minutos de música composta pelo filho do ilustre Alfred Newman. Para interpretá-la, David reuniu a Bowfinger Band, constituída por um grupo de exímios músicos de estúdio, como Mike Lang (teclados), Dean Parks (guitarra), Neil Stubenhaus (baixo) e Gary Grant (trumpete).

Na verdade, cada faixa combina músicas que tocam em momentos distintos do filme, funcionando mais como source music do que como underscore. A maior exceção fica por conta de "Finale/Fed Ex Delivers", na qual Newman retorna ao seu estilo orquestral tradicional. Eis, portanto, uma trilha recomendável apenas aos nostálgicos das sonoridades dos anos 60 e 70, ou para os completistas da discografia de David Newman.

CDs COMENTADOS