Cinema Serenade 2: The Golden Age
Itzhak Perlman, violino/Boston Pops Orchestra/
John Williams

Selo:
Sony Classical
Catálogo:
SK60773
12 Faixas
Duração: 47:35
Cotação:

Comentário de
Miguel Andrade

 

Dois anos após "Cinema Serenade", na qualidade de maestro laureado da Boston Pops Orchestra, John Williams traz Itzhak Perlman de volta à música para cinema, mas desta vez visitando obras dos fundadores da arte de musicar filmes. A Boston Pops tem um som muito mais quente, com realce para as cordas e madeiras, em grande parte devido ao Symphony Hall, uma sala toda ela revestida de madeira, e esse som é particularmente simpático para com a qualidade sonora das obras dos compositores escolhidos. Novamente Williams põe o chapéu de orquestrador e assina seis dos doze arranjos, sendo Morley novamente a responsável pelos restantes (com apenas uma exceção).

O álbum abre com aquilo que Williams uma vez disse ser "uma das peças mais intoxicantes já escritas", o inesquecível tema de Laura de David Raksin. Max Steiner é recordado pelo tema da sua partitura vencedora do Oscar Now Voyager (arr. Williams) e pelo lendário "Tara's Theme" de Gone With the Wind (arr. Morley). Victor Young também é recordado em duas faixas, na imortal canção "Stella by Starlight", num arranjo de Williams e no tema para My Foolish Heart, também feito canção com letras de Ned Washington, aqui adaptado por Angela Morley. Num excerto de The Quiet Man, Williams e Perlman puseram de lado a música original de Victor Young e optaram pelo magnífico arranjo de Morley da peça tradicional "St. Patrick's Day". Um dos momentos altos fica naquela que para mim é a melhor gravação de "Smile", pequena e ingênua canção de Charlie Chaplin, num arranjo magistral de Williams, que não deixa perder toda a beleza do original.

Williams também transforma o love theme de The Adventures of Robin Hood, que deu um Oscar ao grande Erich Wolfgang Korngold, num mini-concerto para violino, e quase podemos rever na orquestração o fantasma do compositor, assim como noutro love theme, desta feita o de The Lost Weekend de outro grande, Miklós Rózsa. O cinema extra-Hollywood não podia ser melhor representado... o sublime tema "Touch Her Soft Lips and Part" de Henry V, representa uma das colaborações entre o compositor Sir William Walton e o grande ator Laurence Olivier, aqui num excelente arranjo de seu compatriota, o compositor Richard Rodney Bennett. Um dos grandes momentos do CD. Há tempo ainda para visitar Casablanca, através de "As Time Goes By", não composto para o filme, mas o tema que mais ligado ficou às aventuras de Humphrey Bogart, e para o belíssimo "Cathy's Theme" de Wuthering Heights, do lendário Alfred Newman.

Igualmente excelente como o primeiro álbum da série, este "Cinema Serenade 2: The Golden Age" falhou no sucesso comercial, provavelmente por concentrar-se em repertório menos conhecido para a maioria dos ouvintes mais jovens. Lamentável, uma vez que estão aqui alguns dos alicerces da música para cinema. Dois CDs a não perder, com o toque mágico do violino de Itzhak Perlman e alguma da melhor música composta para a sétima arte.

CDs COMENTADOS