STAR WARS: THE CLONE WARS
Música composta por Kevin Kiner

Selo: Sony Classical
Catálogo: 88697-35616-2
Lançamento: 2008
Faixas

1. Star Wars Main Title/A Galaxy Divided (Contains "Star Wars" Theme by John Williams)
2. Admiral Yularen
3. Battle Of Christophsis
4. Meet Ahsoka
5. Obi-Wan To The Rescue
6. Sneaking Under The Shield
7. Jabba's Palace
8. Anakin Vs. Dooku
9. Landing On Teth
10. Destroying The Shield
11. B'omarr Monastery
12. General Loathsom/Battle Strategy
13. The Shield
14. Battle Of Teth
15. Jedi Don't Run!
16. Obi-Wan's Negotiation
17. The Jedi Council
18. General Loathsom/Ahsoka
19. Jabba's Chamber Dance
20. Ziro Surrounded
21. Scaling The Cliff
22. Ziro's Nightclub Band
23. Seedy City Swing
24. Escape From The Monastery
25. Infiltrating Ziro's Lair
26. Courtyard Fight
27. Dunes Of Tatooine
28. Rough Landing
29. Padmé Imprisoned
30. Dooku Speaks With Jabba
31. Fight To The End (Contains "The Force" Theme by John Williams)
32. End Credits (Contains "Star Wars" Theme by John Williams)

Duração: 67:26
Cotação:


Comentário de
Viviana Ferreira

 

Quando se fala em Kevin Kiner é impossível não associá-lo a CSI: Miami, seriado de imenso sucesso nos EUA protagonizado por David Caruso e que tem uma trilha que se mostra um dos pontos fortes do seriado. Agora chega a vez de um novo compositor agregar-se à franquia Star Wars, em mais uma produção televisiva, e o escolhido para a tarefa foi Kiner.

 

Em Star Wars: The Clone Wars, Kiner nos traz 32 gloriosas faixas interpretadas pela Orquestra Filarmônica da cidade de Praga, de modo aterrador de único. O longa, que é o piloto da série feita exclusivamente em computação gráfica Star Wars: A Batalha dos Clones (mas que foi lançado nos cinemas), é produzido claro, por George Lucas, e vem com o intuito de mostrar mais uma peça da saga, agora mais uma vez de modo animado.

 

As 32 faixas, que somam quase 70 minutos em um CD belamente produzido pela Sony, são pura maestria, e sem surpresa, em determinados momentos, ouvimos os acordes do tema magnífico de John Williams, interpretado desta vez de modo não tão usual. Não se espere aqui uma interpretação ao nível do da Orquestra Sinfônica de Londres, assim como também não espere um score típico dos filmes, compostos por Williams. Mas a verdade é que a partitura se adéqua perfeitamente ao tom da animação, e não há como negar - ela é muito bem escrita.

 

Após ouvirmos a abordagem de Kiner para o famoso tema da saga, logo nos encontramos em “Battle of Christophsis”, que misturando vozes com cada elemento de forma perspicaz e absoluta, torna-se soberana e magnética. Em “Meet Ahsoka”, o compositor utiliza a guitarra, ajudando a dar à faixa (e ao score) um tom único em relação às trilhas do cinema. A partir de determinado momento da faixa, o mar revolto de melodia torna-se uma calmaria com staccatos e pianinhos. Já em “Anakin Vs. Dooku” o suspense se sente no imperialismo da guerra, absoluto e consoante a batalhas.

 

O que ouvimos em “B'omarr Monastery” são tons baseados na percussão, até uma parte de sua duração total, quando então os violoncelos se unem para “escurecer” um pouco a melodia. Outra faixa de destaque é “Jedi Don't Run!” que inebria, transcende e impera. Outras faixas que também brilham são “Ziro Surrounded”, “Ziro's Nightclub Band” (que tem um jazz maravilhoso) e “Infiltrating Ziro's Lair” (que lembra um pouco o estilo de Bernard Herrmann). Impressionante também é a penúltima faixa do score, “Fight To The End”, onde Kevin pula de um efeito para outro nadando nas melodias com uma maestria impecável.

 

Alguns fãs da saga Star Wars poderiam reclamar de que mais temas ouvidos no cinema poderiam ter sido utilizados no score de Kiner. É possível, até porque Williams não criou um, mas vários temas que podem ser considerados como assinaturas da franquia. Mas não podemos esquecer que este não é o Star Wars que conhecemos, mas sim uma derivação animada, e não se pode esperar que tudo pareça - e soe - igual. De modo geral, a cada faixa Kevin se supera, mostrando o quanto ele consegue dominar aspectos tão diferentes em si mesmos. Kevin, mais trilhas por favor!

 

 

 

CDs COMENTADOS