CLOSE ENCOUNTERS OF THE THIRD KIND (COLLECTOR´S EDITION SOUNDTRACK)
Música composta e conduzida por John Williams

Selo:
Arista
Catálogo:
19004
Ano: 1998

Duração: 78:00
Cotação:

Comentário de
Jorge Saldanha

 

Lançada no mesmo ano de Guerra nas Estrelas (1977), a trilha de Contatos Imediatos do 3º Grau, composta para o famoso filme de Steven Spielberg,  consolidou o status de Williams como o maior compositor do cinema em atividade, após obras de exceção como Os Cowboys, Inferno na Torre, Tubarão e o próprio Guerra nas Estrelas. Spielberg, já durante as filmagens de Tubarão,  estava desenvolvendo as idéias para o seu longa seguinte, que teria por tema OVNIS e contatos com seres alienígenas. O diretor sabia que a música teria um papel crucial na construção e sustentação dramáticas das imagens que surgiriam na tela, e assim ele resolveu convocar Williams bem no início da fase de pré-produção do filme. Spielberg queria tratar a música não apenas como um elemento estrutural chave, mas também como um personagem de relevo.

Assim, Close Encounters, além de ser um dos destaques na duradoura colaboração Spielberg/Williams, é um daqueles raros casos em que cenas ou seqüências inteiras são concebidas e filmadas, em função de um score previa e especialmente criado pelo compositor. A primeira tarefa do compositor foi criar a memorável série de 5 notas que seria a base para a comunicação entre terrestres e alienígenas. Em seguida, veio a porção final em que vemos a chegada de uma gigantesca nave-mãe, na qual foi incorporado o pequeno motivo de 5 notas. Com um toque de mestre, Williams também utilizou a famosa canção do desenho Pinóquio, "When You Wish Upon a Star", para simbolizar a inocência e a pureza do protagonista Roy Neary (Richard Dreyfuss), a quem os ETs escolhem para acompanhá-los em sua jornada.  De um modo geral, a partitura  apresenta um amálgama de estilos, que vão do medo (atonalidade) ao melódico e à magia (tonalidade), um enorme contraste ante a heróica e estupenda (se bem que mais tradicional) partitura de Star Wars.

Os 45 minutos do LP original da Arista e a versão em CD da Varèse Sarabande, apesar de prestigiados, apresentavam marcantes diferenças em relação à música ouvida no filme. Muitas composições haviam sido agrupadas para formar faixas mais longas, outras foram compostas especialmente para o disco, e outras simplesmente ficaram de fora. Já o relançamento da Arista, com seus 78 minutos de duração, apresenta as faixas na ordem de sua aparição no filme, além de incluir músicas inéditas e até algumas não utilizadas. A gravação, remasterizada, parece que foi feita ontem, e a embalagem do CD, em papel especial metalizado, é uma das mais bonitas que surgiram em 1998. O lançamento coincidiu com o da nova versão em VHS e laserdisc do filme, e que agora está sendo apresentada também em DVD.

CDs COMENTADOS