Critic's Choice: Leonard Maltin's Best Movie Themes of the 90's
Kuhn's Choir/City of Prague Philharmonic/David Michael Frank


Selo:
Atlantic Records
Catálogo:
92882
Ano: 2000

20 Faixas (2 CDs)
Duração: 150:40
Cotação:

Comentário de
Miguel Andrade

 

Lançado em 2000, este duplo CD pretende ser uma apresentação de suítes e temas dos melhores filmes da década anterior. Mas deixou grandes obras do cinema de fora, e são incluídas algumas que só pela música se justifica o seu aparecimento aqui. Maltin, um famoso crítico norte-americano faz uma escolha que deixa algo a desejar... e as notas que assina no interior, estão certamente entre as piores que já encontrei num CD! Fico sem saber de onde vem tanta fama. E para quem nitidamente sabe tão pouco de música, espanta-me descobrir que agora também escreve para a conceituada revista de jazz "Down Beat". Mas passando para o que interessa, vamos à música... As interpretações ficam a cargo da City of Prague Philharmonic Orchestra, orquestra de má memória, responsável pelas muitas compilações para a Silva Screen, que variam entre o fraco e o razoável. À sua frente está o compositor David Michael Frank, que assina o tema totalmente dispensável do programa de Maltin. Este tema que abre o primeiro CD, começa menos mal, com um solo para flauta, acompanhado pela orquestra, que faz lembrar a música de James Horner... mas depois resolve avançar para um registro mais pop, com um solo para alto sax, a lembrar os álbuns de pseudo jazz de Kenny G. Uma detestável abertura, mas felizmente temos a tecla de avanço...

O resto é território conhecido e adorado por muitos. E fico feliz por poder dizer que a orquestra se comporta à altura. E mesmo não sendo par para as Sinfônicas de Boston e Londres, que gravaram alguma desta música nas suas gravações cinematográficas (Schindler's List, Saving Private Ryan, Braveheart, Titanic e Basic Instinct), nem para as orquestra freelance de Hollywood, responsáveis pelas gravações originais dos restantes filmes, as interpretações são competentes e inspiradas em geral. Lamenta-se no entanto que o coro usado (o Khun's Choir) não se eleve à qualidade da orquestra. Isso torna-se aparente na suíte de Titanic (a gravação da Varèse Sarabande será recomendável em relação a esta) ou no belíssimo "Hymn to the Fallen" de Saving Private Ryan. De resto James Horner é o mais apresentado no decorrer dos dois CDs. Para além de Titanic, temos excertos de The Mask of Zorro e o "End Credits" de Braveheart. Neste último, embora haja uma boa prestação da orquestra, o solista da gaita de foles  engana-se constantemente... O veterano
Jerry Goldsmith é agraciado com uma suntuosa interpretação de "An Unending Story" de Basic Instinct. Infelizmente a orquestra demonstra a sua dificuldade nas brilhantes fanfarras para metais da suíte de First Knight.

John Williams surge representado com duas das suas partituras para filmes de Steven Spielberg. Uma delas é o incontornável Schindler's List, apresentado na sua versão para concerto. "Three Pieces from Schindler's List" recebe uma interpretação apaixonada, mas fica aquém da recente edição com Gil Shaham e a Boston Symphony, dirigida pelo próprio Williams. O memorial que Williams escreveu para Saving Private Ryan, "Hymn to the Fallen" tem uma interpretação competente, embora seja de lamentar a má prestação do coro, como já referido. A seção de metais brilha no belíssimo coral no início da peça. Outro veterano de Hollywood, Elmer Bernstein, surge via um dos seus temas para The Rainmaker. Uma das melhores faixas do álbum fica na suíte de Maverick de Randy Newman. Coplandesca em estilo, a orquestra toca com a energia necessária para torna a interpretação verdadeiramente memorável. Outras duas suites são menos memoráveis... The Nightmare Before Christmas de Danny Elfman é interessante, mas faltam as vozes e diálogos sarcásticos do original. The Lion King (Elton John, Tim Rice & Hans Zimmer) consegue ser uma das piores interpretações de todo o álbum. A música parece simplesmente não convencer os músicos!

Thomas Newman tem direito a uma fiel interpretação de dois temas de American Beauty. O primeiro deles, com influências étnicas e jazz, é de grande interesse, embora o compositor ande a reciclar este som em trabalhos mais recentes. Mais jazz chega em dois temas para The Firm, de Dave Grusin, interpretados em piano solo. Há ainda espaço para os temas principais de Ed Wood (Howard Shore), Shakespeare in Love (Stephen Warbeck), La Vita e Bella (Nicola Piovani), As Good as It Gets (Hans Zimmer) e The English Patient (Gabriel Yared). Em geral bem interpretados, alguns deles podem ser encontrados em versões alternativas (e preferíveis) noutras compilações, assim como nas suas gravações originais. Um última surpresa fica em Fast, Cheap & Out of Control de Caleb Sampson. Esta inclusão justifica-se pelo precoce desaparecimento do compositor, e os cerca de quatro minutos da peça fazem ter vontade de ouvir mais.

Em resumo, Critic's Choice é um álbum simpático, com interpretações que variam entre o bastante bom e o simples razoável (que provam que a Silva Screen escolheu bem a orquestra e mal os maestros...), e que será interessante para quem não quer os álbuns completos e apenas os temas mais famosos. Será mais para o cinéfilo do que para o melômano, mas mesmo para quem conhece e tem os álbuns originais, poderá gostar de ouvir o tratamento de concerto de algumas das obras. Pois, com a exceção de algumas das suítes, tudo o mais já existe noutras edições. O tipo de CD que é razoavelmente bom, mas longe de ser indispensável.

CDs COMENTADOS