Fiddler on the Roof - 30th AnNiversary Edition
Música de Jerry Bock, Letras de Sheldom Harnick/Solos de Violino por Isaac Stern/Música Adaptada e Regida por
John Williams

Selo:
EMI/ Capitol Records
Catálogo:
72435-352266-2-7
Ano: 2001

19 Faixas

Duração: 45:21
Cotação:


Comentário de
Miguel Andrade

 

Para comemorar o 30º aniversário de um dos mais queridos musicais que saíram da Broadway (aqui via a fábrica de sonhos Hollywoodiana), o filme O Violinista no Telhado foi lançado em DVD, e a EMI, para acompanhar, relançou a adaptação da partitura vencedora do Oscar (o primeiro de John Williams, partilhado com o compositor do musical Jerry Bock). A capa do CD é o primeiro indício do fantástico restauro... Desde a última vez que tive o LP original de 1971, que a colagem da capa não era tão nítida. E isto, claro está, aplica-se ao mais importante do álbum, que é a música. A cuidada remasterização expôs nuances orquestrais antes inaudíveis, que fazem aumentar o nosso respeito por John Williams enquanto orquestrador (neste trabalho, com o auxílio de Alexander Courage).

E é com enorme contentamento que ouço algumas das canções mais famosas da história recente da Broadway no seu rico arranjo cinematográfico, finalmente com um som que parece ter sido gravado ontem (talvez um pouca exagerada a afirmação, mas comparada com a edição em CD original...). E estes arranjos de Williams transformam um excelente trabalho numa obra prima! Basta comparar a edição da RCA (com o cast da Broadway) com a versão cinematográfica para entender a expansão sob o original criada por Williams. Porém, onde a EMI poderia ter realmente satisfeito a todos, falhou parcialmente. Apenas há nove minutos de música anteriormente indisponível, quando ainda havia muito para ser lançado, nomeadamente o underscore de Williams. Para os fãs fica apenas uma faixa, o "First Act Finale".

De resto as adições são arranjos de canções ou temas, assim como um demo da canção não usada "Any Day Now" (curiosamente gravada com a London Symphony -- o resto da música foi gravada com uma orquestra de estúdio, também em Londres). Outro ponto que poderia ter sido mais bem aproveitado foram as notas. Embora Didier C. Deutsch seja competente como sempre, poderia ter falado mais sobre a música, concentrando-se menos em questões históricas. A artwork é de resto excepcional. Assim sendo, ficamos com os virtuosos solos do recentemente desaparecido Isaac Stern, cuidadosamente expandidos por Williams e com canções como "Tradition" , "If I Were A Rich Man", "Sunrise, Sunseth", "Matchmaker", entre outras, que são hoje clássicos. Quem tem o CD original de 1988 poderá querer deixar passar esta nova edição, mas para todos os outros interessados na história dos musicais made in Hollywood, ou em Williams, é essencial.

CDs COMENTADOS