GET SMART
Música composta por Trevor Rabin

Selo: Varese Sarabande
Catálogo: 302 066 904 2
Lançamento: 2008
Faixas

1. Smart Dreams
2. Get Smart Theme*
3. Cake Factory
4. Theme (look one)*
5. Max Denied
6. Max Takes A Bow
7. Dropping Like Flies
8. Theme (look two)*
9. Agent 23 (Paul Linford) 10. Max Ejects*
11. Skydiving*
12. Laser Hallway
13. Entering Moscow
14. Rooftop Fight‡ (Paul Linford and Trevor Rabin)
15. Max Calls 99
16. Theme (look three)*
17. The Big Chase*
18. Wish We Had More Time
19. Smart Exit*
20. Theme (look four)*
*Incorporates "Get Smart" Theme composed by Irving Szathmary

Duração: 42:17
Cotação:


Comentário de
Viviana Ferreira

 

Dos shows movimentados como guitarrista do grupo Yes, à influência notória de Arnold Schoenberg e Tchaikovsky, o sul-africano Trevor Rabin tornou-se um respeitado compositor de trilhas que necessitam de ação, como nos filmes 60 Segundos, Duelo de Titãs, A Lenda do Tesouro Perdido e mesmo numa comédia como esta, que necessita muitos momentos de ação, com complementos de humor. E isso Trevor consegue, ao misturar os sons que o influenciaram e não caindo na mesmice.

Baseado na clássica série dos anos 1960, Agente 86 (Get Smart) acompanha o Agente do CONTROLE Maxwell Smart (Steve Carell) e sua parceira Agente 99 (Anne Hathaway) em sua primeira missão para derrotar a organização criminosa KAOS, que pretende assassinar o presidente americano. Compor a trilha original não deixou de ser um grande desafio para Trevor Rabin, já que ele nunca assistiu à série até começar a trabalhar na sua adaptação para o cinema. O compositor iniciou criando uma inspirada versão contemporânea do tema original da TV, de Irving Szathmary. E para criar o score, Trevor primariamente usou uma abordagem dramática e de ação, no lugar da comédia.

O CD da trilha sonora de Agente 86 contém oito faixas unicamente de Rabin, com as outras incorporando o tema original de Szathmary ou sendo de autoria (ou em parceria) de Paul Linford. Nas suas composições Trevor mistura influências novas e até sensibilidades de jazz, que denotam mais o seu espírito de banda e uso completo da orquestra, fazendo um som único e criativo. É o que vemos em “Cake Factory”, ao contrapor o som do violão e dos violinos, denotando uma mistura ótima.

“Entering Moscow” é a faixa mais bem composta de toda a trilha, e mesmo sendo curta ela denota a facilidade de Trevor em ser eclético, completo e melodioso. Em “Smart Dreams”, temos uma típica música de filmes de ação, o que notoriamente foi fácil para o compositor. “Max Takes a Bow” é linda, e “Wish We Had More Time” é uma peça com uma qualidade na desenvoltura que não é qualquer compositor que consegue atingir.

Depois de ouvir estas ótimas composições, posso concluir que Agente 86 é nada mais do que uma grata surpresa, vinda de um guitarrista apaixonado por música clássica.

 

 

CDs COMENTADOS