G.I. Joe: Rise of the Cobra
Música composta por Alan Silvestri

Selo: Varèse Sarabande
Catálogo:
302 066 980 2
Lançamento: 2009
Faixas

1. Clan McCullen
2. MARS Industries
3. Delivering The Warheads
4. General Hawk
5. It Had To Be NATO’s Fault!
6. King Cobra
7. What Happened To Her?
8. I Promise
9. The Pit Battle
10. They Intend To Use Them
11. Snake Eyes
12. I Have A Target In Mind
13. The JOEs Mobilize
14. Northern Route
15. Who Are You?
16. Deploy The Sharcs
17. Final Battle
18. Just About Close Enough
19. The Rise Of Cobra
20. I’m Not Giving Up On You
21. End Credits


Duração: 71:41
Cotação:


Comentário de
Tom Hoover

 

G.I. Joe chega à tela grande saudado com entusiasmo por aqueles que o viram. Neste filme de estreia, A Origem de Cobra, uma escolha estelar foi feita através da contratação de Alan Silvestri para compor seu score. Certamente Alan não é estranho para os blockbusters de verão, e nem está desprovido de todas as ferramentas necessárias para entregar o que um filme desses necessita. De fato, o seu forte é na área da escrita temática, assegurando que você ficará com algo memorável depois de ter visto (e ouvido) o filme. Esta trilha sonora é um pouco longa para o meu gosto, mas, mesmo assim, traz mais de 70 minutos de música que merece ser ouvida.

Eu era um dos muitos, tenho certeza, que estava ansioso para verificar o que Alan Silvestri tinha em mente para a música de G.I. Joe: Rise of The Cobra. Afinal, temos aqui um compositor que constantemente - e impressionantemente - sempre acerta no alvo. Acho que sua aptidão para compor temas é das mais fortes no ramo, e esta habilidade parece estar crescendo. Então, eu estava realmente otimista quanto ao trabalho que realizaria, mas ele o fez da forma que eu esperava? Bem, parcialmente ...

Rise of The Cobra é uma trilha sonora que tem de ser ouvida até sua conclusão para ser valorizada plenamente. Toda a estrutura do score parece ser destinada a um clímax que aguarda o ouvinte nas seis faixas finais, que entregam tudo o que eu queria deste trabalho, e até mais. O problema é que existe um longo tempo para que cheguemos a estes momentos de glória de Silvestri.

Alguns obstáculos incluem um design de som ultrapassado, decorrente do emprego por Silvestri de influências eletrônicas no score. O objetivo era o de lançar um vibe moderno e tecnologicamente avançado sobre os personagens do filme, mas para mim estas adições de sintetizadores foram excessivas. Eu também senti que Silvestri teve dificuldades em achar o ritmo certo na dinâmica do score. Ele ficou um tanto desconjuntado com os arranques e paradas de algumas das faixas iniciais. Elas são, contudo, um meio para atingir um fim.

O ponto alto desta trilha sonora compensa a nossa espera. A música orquestral de Silvestri para o último ato é da melhor qualidade, é material poderoso. Limpando os restos do underscore eletrônico anteriormente ouvido, o último grupo de faixas deste álbum permite que Rise of The Cobra torne-se uma sólida recomendação. Especificamente, recebo uma verdadeira carga de adrenalina ouvindo "End Credits", com sua empolgante reprodução de temas que são trazidos de forma fluída, energética. A partitura definitivamente atinge seu ápice no momento em que a faixa final se encerra, e eu senti como se a música tivesse sido totalmente levada até aquele ponto. Evidentemente, pode-se perguntar onde esta música memorável estava até então, mas me atrevo a dizer que Silvestri tinha que construir seu trabalho lentamente para que esse final fosse tão efetivo. Vindo G.I. Joe 2, você terá uma dose mais estável do que foi ouvido na parte final deste álbum. Como ele está, com suas idas e vindas, eu aceito alegremente a viagem, e fico feliz ao poder-lhe recomendar esta trilha sonora.

Tenha em mente de que Alan Silvestri poupa o melhor material da trilha sonora de G.I. Joe para seu final. Este não é um álbum que irá conquistá-lo desde o início, mas no momento em que a missão for concluída, você estará se sentindo energizado pelo grande poder do trabalho orquestral de Silvestri.

CDs COMENTADOS