GLADIATOR
Música composta por Hans Zimmer & Lisa Gerrard

Selo:
Decca
Catálogo:
094-2
Ano: 2000

Cotação:

Comentário de
J
orge Saldanha

 

Gladiador é, sem dúvida, um grande filme "épico", apesar de ser, na verdade, um amálgama de diversos filmes, como Spartacus, Coração Valente, A Queda do Império Romano, etc. Hans Zimmer pode não ter sido a escolha mais óbvia para compor a trilha de Gladiador, e para isso sem dúvida foi decisivo o fato de já ter trabalhado com Ridley Scott mais de uma vez, e sem os atritos que ocorreram entre o diretor e Jerry Goldsmith em Alien e A Lenda. Propositalmente Zimmer afastou-se do padrão estabelecido para a música do gênero, o que lhe rendeu várias críticas; mas a verdade é que o compositor acabou produzindo uma de suas melhores trilhas.

Se o filme rende seus tributos aos antigos épicos romanos sem abrir mão da técnica e linguagem cinematográfica atuais, o score é predominantemente dramático e intimista, com sutilezas que vão desde o uso discreto de violão, para sublinhar a origem espanhola do protagonista Maximus, até a utilização dos vocais quase new age da australiana Lisa Gerrard. Gerrard, aliás, havia entrado no projeto apenas para fornecer as vocalizações, porém sua colaboração foi tão importante que ela acabou recebendo o crédito de co-autora da trilha. Zimmer, além de discretos sintetizadores, incluiu na orquestra intrumentos étnicos (como o duduk, instrumento de sopro presente, por exemplo, nas trilhas de O Corvo e Ronin) e de percussão.

Das quase duas horas e meia de música gravadas para o filme, o CD da Decca contém aproximadamente uma hora, dos quais uns 20 minutos são dedicadas às cenas de ação. Para as cenas de ação (faixas "The Battle" e "Barbarian Horde", no CD), Zimmer desenvolveu uma espécie de valsa mais do que inspirada em "Mars, Bringer of War", da sinfonia "The Planets", de Holst. Muitos criticaram Zimmer por isso, mas a verdade é que o resultado é efetivo no filme e em disco, além de ser conveniente: afinal, Marte é o Deus da Guerra na mitologia romana. Além do mais, outros compositores já se inspiraram em Holst para compor suas trilhas: John Williams em Star Wars e Clif Eidelman em Star Trek VI são exemplos.

Pelo sucesso de vendas, a trilha de Gladiador atraiu até mesmo quem não é tradicionalmente apreciador de trilhas sonoras, nos moldes do que já ocorreu com os álbuns de Blade Runner, Carruagens de Fogo, A Missão e, mais recentemente, Titanic. Posteriormente a Decca lançou "More Music From Gladiator", contendo músicas ausentes deste CD, remixagens de faixas já conhecidas e a versão demo, em sintetizador, de "Gladiator Waltz".

CDs COMENTADOS