LETHAL WEAPON (LIMITED EDITION)
Música composta por Michael Kamen e Eric Clapton, interpretada por Michael Kamen (teclados), Eric Clapton (guitarra), David Sanborn (saxofone solo) e a The Los Angeles Motion Picture All Stars Orchestra

Selo:
Warner Bros.
Catálogo:
 MKCD 01
17 Faixas
Duração: 65:35
Cotação:


Comentário de
J
orge Saldanha

 

Em meados dos anos 80, o compositor Michael Kamen, o "Maestro do Rock", já era conhecido das platéias de cinema. Seu nome já aparecera nos créditos de produções aclamadas como The Dead Zone (1983) e Brazil (1985). Mas foi em 1987 que Kamen realmente atraiu as atenções com este score de ação, Lethal Weapon. Máquina Mortífera foi o maior sucesso do astro Mel Gibson após os filmes da série Mad Max, e iniciou uma bem sucedida franchise de filmes protagonizada pelos policiais Martin Riggs (Gibson) e Roger Murtaugh (Danny Glover). Na partitura musical, Kamen aplica a sua formação clássica e a sua experiência com rock e música pop, e cria um painel musical urbano que funciona às mil maravilhas. Convidou seus amigos Eric Clapton (o "Deus" da guitarra) e David Sanborn (saxofone) para solarem nos trechos mais pop da trilha, e providenciou uma base orquestral sólida para vários momentos de ação.

À época do filme, o score foi creditado como sendo de autoria de Kamen, Clapton e Sanborn, mas hoje não resta dúvida de que Clapton e Sanborn colaboraram principalmente com improvisos e em faixas que foram gravadas mas ficaram de fora do filme (algumas presentes no álbum, como "The Weapon", "Nightclub"). Nesta edição, apenas Kamen e Clapton são creditados como compositores. Este primeiro exemplar da série foi bem mais dramático do que os que se seguiram, o que forneceu um bom material de inspiração para Kamen. O score é baseado em dois motivos principais: um para o policial deprimido e suicida Riggs ("Meet Martin Riggs"), um blues melancólico solado por Clapton, e outro para o veterano tenente Murtaugh ("Roger"), no qual o saxofone de Sanborn praticamente repete o refrão "estou muito velho para isso". O compositor utiliza alguns recursos que seriam mais tarde repetidos em Die Hard, como sinos de natal  (coincidentemente os dois filmes se passam nessa época).

Porém, tanto num caso como noutro, foram as músicas vibrantes que chamaram a atenção para a música de Kamen - seja em momentos em que há uma mescla de orquestra com harmonias rock/funk ("Coke Deal", Mr. Joshua"), seja nos predominantemente orquestrais. Destes últimos, "The Desert", em seus mais de sete minutos de duração, pontua a cena em que os dois policiais têm um confronto no deserto com os vilões, na tentativa (mal sucedida) de resgatar a filha de Murtaugh. Apesar de haver intervenções da guitarra de Clapton, é a orquestra que se destaca com vigor, em um dos pontos altos do CD. Outro grande momento orquestral chega em "Hollywood BLv Chase"
, uma das mais sentidas omissões do LP original e que aqui faz a sua estréia em CD. É ouvida na cena em que Riggs, a pé, persegue o vilão Mr. Joshua (Gary Busey), que foge de carro. Indiscutivelmente uma das cenas mais vibrantes do filme, que recebeu um acompanhamento musical à altura - quatro minutos de pura adrenalina.

A faixa "Yard Fight/Graveside", que também estava ausente no álbum original, faz-se agora presente e reúne dois momentos importantes do filme - o confronto final entre Riggs e Joshua, e a emocionante cena em que Riggs, junto ao túmulo da sua falecida esposa, consegue exorcizar os fantasmas de seu passado. De um modo geral, com esta edição limitada de 3.000 cópias (numeradas à mão e disponíveis apenas em sites especializados como www.buysoundtrax.com e www.intrada.com), Kamen produziu um CD que está à altura da sua trilha, com músicas adicionais e mesmo não-utilizadas, e sem dúvida satisfará àqueles que por anos quiseram ouvir ao score do Lethal Weapon original em CD. Caso esta edição seja bem sucedida, o compositor também editará CDs limitados e expandidos dos demais scores da série.

CDs COMENTADOS