METAL GEAR SOLID 2: SONS OF LIBERTY (GAME MUSIC)
Música composta por Harry Gregson-Williams


Selo:
SMG Records
Catálogo:
SMG-030
Ano: 2001

17 Faixas

Duração: 45:57
Cotação:


Comentário de
J
orge Saldanha

 

Dos compositores egressos da Media Ventures de Hans Zimmer, Harry Gregson-Williams tem sido dos mais procurados pelos produtores. Para tanto, a sua colaboração em scores de Zimmer, como The Lion King, Crimson Tide, Broken Arrow e The Rock foi essencial, já que Gregson-Williams revela-se uma alternativa tão boa quanto o compositor de Gladiator - e mais barata. Além do mais, ele criou bons scores para Shrek, AntZ, Spy Game, Enemy of State, etc. Este Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty, é um game para Playstation 2 que dá seqüência às aventuras do soldado geneticamente alterado Solid Snake, protagonista do original de 1997 para PS 1. Discutem se este seria o melhor game de todos os tempos, mas o certo é que MGS2 apresenta uma trama complicada que mistura espionagem, estratégia, clonagem, ação, política e ficção-científica, gráficos perfeitos e vídeos de tirar o fôlego, cinematograficamente dirigidos pelo criador da série, Hideo Kojima.

Assim, por estruturar-se como um filme, seria natural a criação de uma trilha sonora cinematográfica para o game, e o jovem compositor saiu-se bem na empreitada. O CD também inclui músicas criadas pelos músicos japoneses da Konami, mas é o material de Gregson-Williams que forma o núcleo do score. A primeira faixa é "Metal Gear Solid Main Theme", indiscutivelmente o ponto alto da trilha. Apesar de não ser uma composição original de Gregson-Williams, seu arranjo faz toda a diferença. Ela inicia com uma introdução lenta e majestosa, com apoio eletrônico ao fundo, para em seguida entrar na melodia principal, em um ritmo mais acelerado típico de temas de ação. A faixa segue em um crescendo de dramaticidade, até chegarmos a uma conclusão simplesmente  grandiosa, que transforma a música em um hino, com a adição de coral. A partir de então, temos uma série de faixas que mesclam eletrônicos com alguma instrumentação acústica, que para quem já jogou o game, lembram de imediato as cenas correspondentes.

Este CD contém, em sua grande maioria, as músicas ouvidas nos vídeos de transição, que apresentam seqüências essenciais para o desenrolar da trama. Ou seja, uma grande quantidade de composições, que não são de autoria de Gregson-Williams, ouvidas enquanto você participa ativamente da ação, foram reservadas para o volume 2 (também já lançado). Mas há bom material aqui, como a "música de infiltração" em "Opening Infiltration", "Fortune", com um saxofone hipnótico, e várias faixas de ação que lembram a música adicional que o compositor criou para The Rock. O CD conclui com a jazzística "Can't Say Good Bye to Yesterday", de Rika Muranaka, com vocais de Carla White (é a música que encerra o game). A trilha de MGS2 possui um ótimo tema principal e é uma grande melhoria em relação à do jogo original, exclusivamente eletrônica. Ainda assim, não será indicada para qualquer Scoretracker, mas principalmente para quem já experimentou o jogo e aprecia o estilo do compositor.

CDs COMENTADOS