THE MUMMY RETURNS
Música composta e regida por Alan Silvestri


Selo:
Decca
Catálogo:
440 013 983-2
Ano: 2001
19 Faixas
Duração: 73:34
Cotação:


Comentário de
J
orge Saldanha

 

A Múmia foi o melhor filme de verão de 1999 e um estrondoso sucesso de bilheteria. Apesar de, oficialmente, ser uma refilmagem do clássico dos anos 30, o filme de Stephen Sommers efetivamente inspirou-se nos antigos seriados de aventuras, o que levou às inevitáveis comparações com a trilogia Indiana Jones, de Lucas e Spielberg. A produção de 1999 contou com um grande score de Jerry Goldsmith, que apesar de ser tematicamente forte, assemelhava-se mais a O Vento e O Leão (do próprio Goldsmith) do que às partituras que John Williams criou para o herói vivido por Harrison Ford. Para a inevitável continuação, O Retorno da Múmia, o diretor Sommers  reuniu praticamente toda a equipe e elenco do filme anterior, sendo uma das poucas exceções Goldsmith. Alguns dizem que o veterano compositor não aceitou o trabalho por motivos de saúde, mas na realidade, Sommers não gostou das declarações públicas negativas de Goldsmith sobre A Múmia, o que levou à contratação de Alan Silvestri (Predador, trilogia De Volta Para o Futuro, O Segredo do Abismo, etc.).

Dada a atual fase não muito inspirada de Goldsmith, parece que foi uma decisão acertada. Silvestri optou por composições mais épicas (tipo Os Dez Mandamentos), também  distanciando-se da série Indiana Jones e dos temas de Goldsmith, nos mais de 100 minutos de música que compôs (dos quais por volta de 70 estão presentes no álbum). The Mummy Returns inicia com uma batalha em larga escala, ao som de "The Legend of the Scorpion King", típica faixa de ação contínua, com orquestra e coral, que estabelece um padrão para o restante do trabalho. Mas apesar de a aventura ser o elemento dominante do score, este ainda é um filme sobre múmias, e Silvestri cria alguns momentos de horror com "Scorpion Shoes". Em "Evy Kidnapped" o compositor utiliza pela primeira vez seu tema heróico principal, que não faria feio em um capa-e-espada musicado por Korngold.  Em "Medjai Commanders" Silvestri apresenta um tema épico para evocar o deserto, e não por acaso imagens de Lawrence of Arabia nos vêm à mente. "Evy Remembers" (flashback!) inicia nos mostrando o lado suave da partitura, para em seguida retomar o ritmo enérgico de faixas anteriores.

Um dos pontos altos do CD (e são vários, como "My First Bus Ride", excelente faixa de ação) é "Sandcastles", para uma cena que é totalmente conduzida pela música, com muito ritmo, coral e uma melodia cativante. Passando pela tensa "Pygmy Attack" (múmias anãs!) e a bela "Come Back Evy" (emoção!), chegamos a "The Mummy Returns", a grande suíte final do score que, em seus oito minutos de duração, combina os principais temas e faixas de ação. The Mummy Returns pode não ser o melhor trabalho de Silvestri, mas sem dúvida é o mais ambicioso, um grande score romântico na tradição dos grandes filmes de aventura de Hollywood. O compositor gravou dois terços da partitura em Londres, com a Sinfonia of London Orchestra and Chorus, de brilhante performance. A parte correspondente ao terço final do filme ele gravou em Los Angeles, com uma orquestra de estúdio. Infelizmente, devido à pressão do tempo para lançar a trilha juntamente com o filme, as gravações de LA ficaram de fora do álbum. Em troca, encerra o CD a dispensável canção "Forever May Not Be Long Enough": como em O Tigre e O Dragão, temos aqui uma canção pop que prejudica o clima musical construído em duas horas de projeção. Não tenha dúvida, após a faixa 18, aperte a tecla "stop" de seu player!

CDs COMENTADOS