THE NOTEBOOK
Música original composta e regida por
Aaron Zigman

Selo: New Line
Catálogo:
39031-2
Ano: 2004

Faixas:
1. Main Title
2. Overture
3. "I'll Be Seeing You" (Billie Holiday)
4. "Alabamy Home" (Duke Ellington) 
5. Allie Returns 
6. House Blues/The Porch Dance/The Proposal/The Carnival 
7. Noah's Journey 
8. "Always And Always" (Benny Goodman & His Orchestra) 
9. "A String Of Pearls" (Glenn Miller & His Orchestra) 
10. On The Lake 
11. "Diga Diga Doo" (Rex Stewart And The Ellingtonians) 
12. "One O'Clock Jump" (Benny Goodman & His Orchestra) 
13. "I'll Be Seeing You" (Jimmy Durante) 
14. Noah's Last Letter 
15. Our Love Can Do Miracles
 
Duração: 66:54
Cotação:


Comentário de
J
orge Saldanha

 

Diário de Uma Paixão (The Notebook, 2004) é um drama romântico baseado em um  livro de sucesso de Nicholas Sparks, ainda inédito no Brasil. Livro e filme narram a história de um jovem casal, Noah e Allie, que acabam separados por diferenças de classe social e a II Guerra Mundial. Após quatorze anos separados, eles se reencontram e retomam seu romance. Estrelado por Ryan Gosling, Rachel McAdams, James Garner e Gena Rowlands, The Notebook é dirigido por Nick Cassevetes (filho do falecido ator e diretor John Cassevetes), que escolheu o compositor/produtor/arranjador Aaron Zigman para compor um score que em parte recria elementos da música dos anos 40.

Zigman é um nome desconhecido por aqui, mas ao longo dos anos ele trabalhou intensivamente como produtor musical, arranjador e produtor de artistas do calibre de Seal, Aretha Franklin, Natalie Cole, Phil Collins, Tina Turner e Carly Simon. O trabalho de Zigman também se fez presente em trilhas sonoras como
Mulan, A Gaiola das Loucas (versão americana) e Pocahontas, mas The Notebook contém apenas a sua segunda partitura original. A primeira foi composta para outro filme de Nick Cassevetes, Um Ato de Coragem (John Q, 2002), estrelado por Denzel Washington, mas desta vez a música original teria de ser ouvida juntamente com grandes composições dos anos  40, interpretadas por músicos norte-americanos amplamente reconhecidos.

O álbum contém não uma, mas duas versões de "I'll Be Seeing You", interpretadas respectivamente por Billie Holliday e Jimmy Durante. Cada uma tem as suas qualidades, onde os vocalistas dão luz e significado próprio à mesma canção. Duke Ellington surge na quarta faixa com "Alabamy Home". Benny Goodman e sua Orquestra interpretam "Always and Always" e "One O'Clock Jump". "A String of Pearls" chega até nós na interpretação do grande Glenn Miller e sua Orquestra, e Rex Stuart canta "Diga Diga Doo". Confesso que não conhecia a maior parte destas músicas (exceto pelos clássicos de Glen Miller), e este CD serviu para mim como uma interessante apresentação para o som do período.

Agregando-se a estas clássicas canções, Zigman providenciou um score que engrandece o filme com belos e inspirados temas, como o "Main Title" em solo de piano, e "Overture", peça baseada em cordas. Também, uma das mais interessantes qualidades desta partitura de Zigman é a forma como ela apresenta os elementos clássicos necessários para emular a música da época, e como a partitura combina e se integra com a coletânea de canções. O score é interpretado pela orquestra de estúdio Hollywood Studio Symphony, aumentada por alguns grandes instrumentistas de jazz: Dan Higgins, Gary Grant, Bill Reichenbach, Warren Luening, Dean Parks, Jimmie Wood, Charlie Loper e Robert Zimmitti.

E como toque final para recriar o som da época, a música de jazz do score foi gravada com equipamento dos anos 40. Além do jazz ("House Blues / The Porch Dance / The Proposal / The Carnival" é uma admirável e deliciosa suíte de oito minutos), os temas de Zigman são bem simples mas dramáticos, suaves e líricos, capazes de tocar e comover o ouvinte de um modo muito efetivo e elegante. Ouça "Allie Returns", "Noah's Journey", "On the Lake" ou o finale "Our Love Can Do Miracles" e você descobrirá porque o compositor está rapidamente firmando-se em Hollywood, graças aos seus scores líricos e evocativos.

CDs COMENTADOS