THE PRIZE WINNER OF DEFIANCE, OHIO
Música composta e regida por John Frizzell


Selo:
Milan Records
Catálogo: 36143

Ano: 2005

Faixas:
1. I'm Sitting on Top of the World (k.d. Lang)
2. Bye Bye Blues (Les Paul & Mary Ford)
3. The Affadasies
4. Main Title
5. Anatomy of a Contest
6. Wrap Your Troubles in Dreams (Dee Carstensen)
7. Tulips
8. Feet First
9. Ryan Family Album
10. We Won!
11. Do You Ever Wish…
12. Rag Mop (The Ames Brothers)
13. Making a Break for Goshen
14. Wheel of Fortune (Kay Starr)
15. Forgive Him
16. Spilled Milk
17. Hittin’ the Road
18. The World is Waiting for the Sunrise (Les Paul & Mary Ford)
19. Shopping Spree
20. I'm Sitting on Top of the World (Woody Harrelson)
Duração: 49:45
Cotação:


Comentário de
J
orge Saldanha

 

Toda a vez que eu ouço algo a respeito de John Frizzell, a primeira coisa que me vem à cabeça é... Alien Resurrection (1997). Não há dúvidas que sua partitura para aquele filme foi a mais fraca de toda a franquia Alien. No mesmo ano Frizzell fizera uma entrada interessante no ramo com Dante's Peak, mas foi com aquele trabalho sci-fi que ele perdeu sua grande oportunidade de entrar para a lista do primeiro time de compositores de Hollywood. Desde então, o compositor vem trabalhando em filmes de baixo orçamento, comédias como Beavis and Butthead do America e The Goodbye Girl, bem como em algumas produções mais respeitáveis do nível de Gods and Generals.

Agora chega esta pequena história sobre a vencedora de uma competição nos anos 50, dirigida por Jane Anderson e estrelada por Julianne Moore e Woody Harrelson. A trilha sonora do filme incorpora algumas canções do período como "Rag Mop" (The Ames Brothers), "Bye, Bye Blues", "The World is Waiting for the Sunrise" (Les Paul & Mary Ford), a balada "Wrap Your Troubles in Dreams" (Dee Carstensen), e duas versões de "I'm Sitting on Top of the World" (K.D Lang e o ator que se revela também cantor, Woody Harrelson).

Além das canções, este álbum da Milan também traz uma porção expressiva de um inspirado e surpreendente score de Frizzell, que descreve este trabalho como "muito temático, ainda que orquestrado em um modo delicado e exposto. Freqüentemente o violino é acompanhado apenas por harpa e piano. Instrumentos como o ukelele foram incorporados para refletir a música popular daquela época. O score é intimista mas traz um forte senso de Americana com ele". De fato, o filme é musicado através de um pequeno ensemble de cordas, sopros, piano, harpa, percussão, destacando violino solo e violão. Há ótimas interpretações de músicos como Sara Watkins (violino) e Sean Watkins (violão), da banda Nickel Greek.

O score inicia na faixa 3, o divertido ragtime/charleston "The Affadasies", uma prévia das alegres tonalidades que permeiam esta música. Com o "Main Title" entra o tema central e tocante, introduzido por piano. O tema é bem desenvolvido através de violão, violino e percussão de jazz. "Anatomy of a Contest" é um ótimo exemplo da versatilidade de Frizzell, uma peça completamente orquestral que mescla crescendos criativos com toques de jazz. O lado mais dramático da partitura chega com a reflexiva "Tulips", onde o violão é um destaque e encontramos referências ao tema principal. "We Won" traz belos momentos para as cordas, piano e solo de cello. Uma melodia acessível domina, e as texturas permanecem transparentes.

Harpa, violão e piano abrem "Forgive Him", e seguidos pelas cordas e o violino solo, todos assumem o centro das atenções. Esta faixa é um melódico desenvolvimento de "Do You Ever Wish". Em "Spilled Milk", temos um suave violão e cordas, mas é o piano que domina com acordes esparsos, abertos. "Ryan Family Album" é construída em torno de um simpático rock & roll, quase rythm & blues, com vozes ajudando a lhe dar tons leves. "Making a Break for Goshen" mantém as tonalidades divertidas e jazzísticas, onde destacam-se os solos de violino, baixo e violão. "Hittin' the Road" é uma visita curta mas intensa ao tema principal, onde o rock & roll retorna, desta vez de modo mais incisivo. Aqui as vozes masculinas são substituídas por um coro feminino.

Enfim, se você adquirir este CD terá sete interpretações de vários artistas incluindo K.D. Lang, Les Paul & Mary Ford, Ames Brothers e Woody Harrelson, e as 13 faixas de Frizzell. Apesar das minhas reservas quanto a alguns dos trabalhos anteriores de John Frizzell, a verdade é que o compositor deu a este pequeno filme um score refrescante e sensível. Eu sinceramente espero que, de algum modo, esta trilha sonora o ajude a conquistar trabalhos de maior visibilidade.

CDs COMENTADOS