SPIRIT: STALLION OF THE CIMARRON
Música composta por Hans Zimmer, canções por Bryan Adams

Selo: A&M
Catálogo: 06949 3304-2
Lançamento: 2002
Faixas

1. Here I Am (End Titles) (Bryan Adams)
2. I Will Always Return (Bryan Adams)
3. You Can't Take Me (Bryan Adams)
4. Get Off My Back (Bryan Adams)
5. Brothers Under The Sun (Bryan Adams)
6. Don't Let Go (Bryan Adams, Sarah McLachlan)
7. This Is Where I Belong (Bryan Adams)
8. Here I Am (Bryan Adams, Hans Zimmer)
9. Sound The Bugle (Bryan Adams)
10. Run Free (Hans Zimmer)
11. Homeland (Main Title) (Hans Zimmer)
12. Rain (Hans Zimmer)
13. The Long Road Back (Hans Zimmer)
14. Nothing I've Ever Known (Bryan Adams)
15. I Will Always Return (Bryan Adams)


Duração: 60:00
Cotação:


Comentário de
Viviana Ferreira

 

Hans Zimmer é, sem sombra de dúvida um grande compositor. Já fez trilhas sonoras incríveis como em Gladiador, Melhor é Impossível, e é claro, o clássico O Rei Leão, que em 1995 lhe rendeu o Oscar® de melhor trilha sonora. Quando a DreamWorks resolveu produzir o desenho Spirit: O Corcel Indomável, não hesitaram então em contratar Zimmer, que além de grande compositor de trilhas, também era um grande compositor de canções.

Para fazer uma dupla com Zimmer na composição e cantar as canções do filme, foi escalado o cantor Bryan Adams, craque em fazer canções de sucesso para o cinema (como em Robin Hood, com "(Everything i Do) I do it for You", e em Don Juan de Marco com "Have you ever Really Loved a Woman?", ambas canções que chegaram ao 1º lugar da Billboard). Então, com dois ''experts'' de fazer música para o cinema, o que poderia dar de errado? Realmente a trilha sonora é boa, mas abaixo das expectativas. Claro que existem canções incríveis como "Don't Let Go" (em que Bryan faz dueto com a ótima Sarah McLachlan) e "I Will Always Return" (a melhor canção do CD), mas o carro chefe da trilha, que se chama "Here I Am", peca em alguns momentos, como na parte final em que um coro americano ressoa ao fundo da canção... isso no final das contas soa como ''exagerado'', ''preparado'' e ''produzido'' demais.

Na parte instrumental, Hans Zimmer utiliza orquestra em todas as canções e capricha na suavidade em "Rain" (a melhor das quatro instrumentais), de uma maneira divertida e gostosa. Mas mesmo assim até o trabalho de Zimmer sai abaixo do esperado, talvez por tentar repetir o feito único da maravilhosa trilha sonora de O Rei Leão. Mas acontece que nenhuma trilha sonora é igual a outra, muito menos marcante como algumas! O fato é que, parece, ao ouvir a trilha sonora de Spirit (que é sim uma trilha belíssima), a Dreamworks colocou toda a responsabilidade de ''sucesso'' nas costas de Adams e Zimmer, que fazem um bom trabalho, mas que não chega a ser espetacular.

Resultado disso é que o filme teve uma receptividade morna, "Here I Am" fez um sucesso apenas ''considerável'' (chegou ao 5º lugar da Billboard) e Zimmer nem sequer foi indicado ao Oscar
® pela trilha. Indicado ao prêmio de Melhor Animação, Spirit perdeu para o belo A Viagem de Chihiro, um filme japonês. Concluindo, a trilha de Spirit - O Corcel Indomável é bela, mas totalmente apagável.

CDs COMENTADOS