TAKING WOODSTOCK
Música composta por Danny Elfman

Selo: La-La Land Records
Catálogo: LLLCD 1104
Lançamento: 2009
Faixas

1. Taking Woodstock - Titles
2. Elliot's Place
3. At Ease Man
4. Welcome Home
5. The Magic Tickets
6. Get The Money
7. Chocolate Milk
8. Groovy Thing (Office #1)
9. A Happening (Office #2)
10. Groovy Thing (Guitar Solo)
11. Life Goes On
12. The Acid Trip
13. Hash Brownies
14. In The Mud
15. Perspective Extended
16. I Love Her
17. Woodstock Wildtrack #1
18. Woodstock Wildtrack #2
19. Happy Guitars
20. Guitar Improv

Duração: 30:05
Cotação:


Comentário de
Viviana Ferreira

 

Ang Lee, sempre ótimo, já trabalhou com compositores do porte de Alexandre Desplat, Gustavo Santolalla, Patrick Doyle e Tan Dun. Em Taking Woodstock (que no Brasil se chamará Aconteceu em Woodstock), Lee não poderia ter escolhido melhor compositor que Danny Elfman, o querido ex vocalista da banda Oingo Boingo que sempre merece atenção a cada novo trabalho, pela sua originalidade e melodia marcante. Neste score, claro, não foi diferente.

A história de Elliot, um aspirante a designer que se vê preso ao negocio da família, o Motel Catskill, mas que vê sua chance mudar ao oferecer sua cidade para o acontecimento do festival que marcou o mundo- Woodstock -, tem muita guitarra, violão, melodias simples mas cativantes, e um quê que só Danny Elfman consegue obter.

As faixas em si são curtas (a maior duração é da faixa “Groovy Thing”, com 3:35 de duração), mas gostosas de ouvir. Em “Taking Woodstock - Titles” temos uma breve introdução com o som da guitarra, e depois uma melodia nostálgica, que lembra o ostracismo, mas que vai ficando mais viva ao longo de sua duração.

“Elliot's Place” é ótima, pois nos dá de presente uma melodia bem rock folk, com o violão e a guitarra interagindo de forma natural e ágil. A terceira faixa da trilha “At Ease Man” também segue a mesma linha. Aliás, se há uma característica forte deste score, é o seu equilíbrio, onde ouvimos faixas do mesmo nível de qualidade e sonoridade.

“Groovy Thing” (Ofice #1) e “A Happening” (Office #2) são as melhores da trilha, mostrando grande vivacidade e suavidade, num estilo perfeito ao da época, combinando perfeitamente com o clima “Paz, amor e rock and roll” de onde se passa o filme. Outras faixas de destaque são “Hash Brownies”, “Perspective Extended” e “Woodstock Wildtrack (#1 e #2)” que montam um score bacanérrimo e perfeito para ouvir no carro, ou em momentos para relaxar.

Não é uma trilha para ganhar um Oscar, por exemplo, mas é uma trilha perfeita para ouvir no dia-a-dia (o que, diga-se de passagem, não é para qualquer score). Mais um ponto para o ruivinho mais querido das trilhas. Danny Elfman, mais trilhas por favor!

 

CDs COMENTADOS