THE TERMINAL
Música composta e regida por John Williams


Selo:
Decca
Catálogo:
B0002924-02
Ano: 2004

Faixas:
1. Tale of Viktor Navorski
2. Dinner With Amelia
3. Legend Is Born
4. Viktor and His Friends
5. Fountain Scene
6. Wedding of Officer Torres
7. Jazz Autographs
8. Refusing to Escape
9. Krakozhia National Anthem and Homesickness
10. Looking for Work
11. Gupta's Deliverance
12. Finding Coins and Learing to Read
13. "Destiny" ... "Canneloni" ... and the Tale of Viktor Navorski (Reprise)
14. Happy Navorski Ending!

Duração: 59:04
Cotação:


Comentário de
Iordan Stoitchkov

 

O que poderia haver de interessante em um filme a respeito de um sujeito que fica preso num aeroporto? Na verdade, pouca coisa. Mas quando o diretor é Steven Spielberg, as coisas mudam de figura. Colhendo os louros obtidos por Catch Me If You Can, a grande dupla Spielberg / Williams volta mais uma vez a incursionar no campo da comédia romântica. Ainda que The Terminal não tenha obtido o êxito esperado, como teve sua colaboração anterior, o diretor e o compositor aproveitaram bem os recursos oferecidos por um roteiro deste tipo, centrando-se no aspecto das emoções humanas. Com seu score para The Terminal, John Williams agrega mais uma obra-prima ao seu genial repertório. Resulta verdadeiramente admirável a forma como o compositor é bem sucedido, ao dotar uma história tão simples com uma música tão imaginativa. Também resulta incrível como o maestro é capaz de voltar a nos surpreender com uma partitura, que é extremamente detalhada, também simples, mas nunca simplista.

"The Tale of Viktor Navorski" introduz o tema principal desta obra, no qual alguns percebem um tributo às clássicas composições de Nino Rota. Este tema se caracteriza por seus solos de clarinete e seus acompanhamentos de cordas, em um estilo alegre e jovial que conhecemos do Williams de Accidental Tourist ou da já mencionada Catch Me If You Can. "Dinner with Amelia" nos apresenta o desenvolvimento do tema de amor entre o personagem interpretado por Catherine Zeta-Jones e o de Tom Hanks. "Beleza" é a palavra que melhor define este tema. A orquestra de Williams nos emociona com seus delicados giros instrumentais, sem cair nunca no sentimentalismo barato. "Jazz Autographs" incursiona no campo das melodias menos tradicionais, daquele "Johnny" Williams. Aqui um dueto entre piano e baixo faz a delícia do tema. "Krakozhia National Anthem" marca uma mudança substancial no espírito do álbum, para apresentar uma fanfarra do suposto (e fictício) país de origem do protagonista.

"A Happy Navorski Ending" volta ao desenvolvimento do tema principal do filme - esse tema tão cativante - para encerrar a obra com variações do mesmo ao melhor estilo instrumental. The Terminal não se parece em nada com as grandes obras sinfônicas dos filmes de ação e aventura de John Williams. Talvez seja por esse motivo que os fãs não receberam bem, e com a necessária atenção, a este excelente score. Contudo, dentro de sua sutileza e detalhe, é onde reside a sua maior genialidade. Em um campo tão difícil de composição, como é o da comédia romântica, John Williams demonstra, mais uma vez, que até mesmo uma partitura sua menos impactante pode ser melhor que a composição mais fervorosa de qualquer um de seus jovens colegas.

CDs COMENTADOS