THE SPIRIT
Música composta por David Newman

Selo: Silva Screen Records
Catálogo:
SILCD1283
Lançamento: 2008
Faixas

1. Spirit/Main Title
2. Lorelei 'Angel Of Death'
3. Enter Silken Floss - Octopus Kicks
4. Just A Fight
5. 'You're An Accident'
6. Spirit Reflects
7. 'Egg On My Face'
8. Sand/Octopus Lair
9. 'I Am Soreley Disappointed'
10. Spirit Finds Sand/Falling/Hung Up
11. Plaster Of Paris Dance
12. Spirit And Plaster Run
13. Lorelei 'You Are Mine'/Spirit Wants
14. Stand Off/Spirit Just Keeps Coming
15. Shootout
16. Octopus Buys It
17. Spirit Kisses Sand
18. It's You I Love/She Is My City


Duração: 48:19
Cotação:

Comentário de
Tom Hoover

 
Minhas impressões sobre o score de David Newman para The Spirit - O Filme são positivas; há um certo senso artístico associado à trilha sonora, e ela se desenvolve bem neste tom. De um modo geral a música está alinhada com o conceito de um super-herói clássico, mas David a enriquece adicionando um toque de film noir que cria uma atmosfera misteriosa e cativante. O saxofone e a voz solo feminina, em particular, desempenham um papel chave no score.

O tema principal de The Spirit traz um agitado motivo de cordas que está longe de ser espetacular, mas é suficientemente identificável para se impor por conta própria. Nele David encontrou a abordagem musical adequada para representar este personagem e a própria cidade. A inclusão da gaita de boca torna esta saga mais colorida, além de adicionar um sabor de western clássico ao filme. Tendo em mente o conceito do Bem contra o Mal no Velho Oeste, o uso da harmônica torna-se ainda mais interessante de se ouvir. Sem surpresa, este estilo certamente tem ecos de velhos trabalhos de Morricone (o trailer do filme usou a música de Ennio para Os Intocáveis).

Para verdadeiramente imergir em The Spirit, você deve saber que a trilha sonora demora um pouco de tempo para liberar sua energia, após as faixas atmosféricas que que aparecem inicialmente. No entanto a música tem uma direção bem clara e, já no final do álbum, é um score dramático de super-heróis. Então, a trilha pega tamanho ímpeto que, quando termina, lhe deixa desejando que dure pelo menos mais meia hora! Deixar este gosto de "quero mais", certamente, é o sinal de um bom score, e The Spirit possui este mérito. O maior elogio que posso dar a este trabalho de David é que a música conta uma história; ela não precisa estar presa ao filme para que alguém possa apreciá-la.

Você passará um tempo muito agradável e interessante escutando a música de The Spirit. Talvez de forma refrescante, graças à abordagem de Newman, ela é diferente de outros scores do gênero, menos bombástica, e ganha uma pontuação alta por seu estilo e arte. E considerando que o score de Newman é um trabalho particularmente artístico, diria que a Silva Screen fez um grande favor aos fãs de trilhas sonoras ao dar a ele um lançamento necessário e adequado.

 

 

CDs COMENTADOS