THUNDERBALL
Música composta e regida por
John Barry

Selo: EMI/Capitol
Catálogo:
72435-80589-2-5
Ano: 2003
Faixas:
1. Thunderball - Main Title 
2. Chateau Flight 
3. The Spa
4. Switching The Body
5. The Bomb
6. Cafe Martinique 
7. Thunderball 
8. Death Of Fiona 
9. Bond Below Disco Volante 
10. Search For Vulcan 
11. 007 
12. Mr. Kiss Kiss Bang Bang 
13. Gunbarrel/Traction Table/Gassing The Plane/Car Chase 
14. Bond Meets Domino/Shark Tank/Lights Out For Paula/For King And Country 
15. Street Chase 
16. Finding The Plane/Underwater Ballet/Bond With Spectre Frogmen/Leiter To The Rescue/Bond Joins Underwater Battle 
17. Underwater Mayhem/Death Of Largo/End Titles 
18. Mr. Kiss Kiss Bang Bang (Mono)
Duração: 79:
03
Cotação:


Comentário de
Hugo Moya Arancibia

 
007 Contra Goldfinger (1964) teve duas importantes características que seriam determinantes para o desenvolvimento futuro dos filmes de James Bond, uma delas foi a consolidação da fórmula Bond, que estabelece os elementos mínimos necessários para a música de cada título; a outra é o estilo musical de Bond. Este estilo, tal como afirmei em outros comentários, se manteve por várias películas e somente foi variando na medida em que chegaram novos compositores à série, bem como graças à própria evolução de John Barry. No ano seguinte a Goldfinger estreou 007 contra a Chantagem Atômica (Thunderball), e novamente John Barry esteve encarregado da música. Esta manteve quase intacto o estilo de Goldfinger, a ponto de a canção principal "Thunderball", composta por John Barry e Don Black, ser praticamente uma cópia do estilo de sua predecessora. A tal extremo chegou esta situação que Terence Young, o diretor do filme, quando a ouviu chamou-a de “Thunderfinger”. As diferenças básicas foram a música, a letra e o interprete, neste caso o famoso cantor britânico Tom Jones, que tinha um estilo muito parecido com o de Shirley Bassey (claro que em versão masculina).

Esta trilha sonora, no entanto, teve  alguns percalços em sua confecção, o que a debilitou em comparação à anterior. Os principais decorreram do título da canção principal. Em inglês o filme se chama Thunderball, o que significa “Bola de Trovão”, o que não possui significado algum, de modo que compor uma canção com base neste título era praticamente impossível. John Barry, frente a este problema, recordou que na Itália e no Japão James Bond era conhecido como “Mr. Kiss Kiss Bang Bang”, e pensou que esta denominação poderia servir de inspiração para uma canção. Em seguida, Barry pediu a Leslie Bricusse que compusesse a letra para uma canção com este nome e claramente inspirada em James Bond. Uma vez composta a canção, ela foi gravada separadamente por Shirley Bassey e Dionne Warwick. Posteriormente esta canção foi apresentada aos produtores, que optaram pela versão de Dionne Warwick e a elegeram como canção principal. Uma vez resolvida esta situação, Barry passou a compor a partitura utilizando este tema - como era seu costume - como padrão para a instrumentação de várias seqüências.
Pouco tempo antes de terminar a produção do filme e com a trilha sonora quase terminada, os produtores inesperadamente mudaram de opinião, decidindo que a canção principal deveria ter o mesmo nome do filme, e solicitaram a Barry que compusesse outra com esse título.

Nesta ocasião Bricussse não estava mais disponível, e o compositor recorreu a Don Black para compor uma canção chamada “Thunderball”. Black comentou em uma entrevista que buscou em inúmeros livros algum significado para este conceito, mas ele simplesmente não existia. Frente a isso Black decidiu compor uma canção inspirada em James Bond, insinuando que ele era a tal "Bola de Trovão". Esta repentina mudança implicou em que Barry teve de modificar alguns temas da partitura para incluir instrumentalmente a nova canção. Mesmo assim, não foram muitas as passagens do filme em que escutamos esta música, em contraposição à maior quantidade de instrumentações baseadas em “
Mr. Kiss Kiss Bang Bang”. O resto da música incidental é de um estilo muito semelhante à utilizada para Goldfinger, mais algumas inclusões do “Tema de James Bond”, que nesta película foi usado bem menos que nas anteriores. Uma boa quantidade de temas utilizados durante o filme, tais como as seqüências “A perseguição no Junkanoo”, “A Batalha Submarina” e “Créditos Finais” não foram incluídos no disco original, sendo recentemente resgatados e lançados como suítes no CD “Bond Back In Action”. Duas curiosidades:
- Ao que parece, os produtores decidiram trocar a canção principal para evitar um possível processo de Shirley Bassey, por ter sido preterida como a intérprete da canção inicialmente escolhida;
-
Relativamente à música dos créditos finais existem duas versões: a primeira é uma versão instrumental da canção principal, combinada com um breve segmento do “Tema de James Bond”, a outra corresponde integralmente à versão original do “Tema de James Bond”.
Esta edição estendida e remasterizada da trilha sonora original de Thunderball possui muita música adicional,
enquanto os temas originais não sofreram qualquer alteração. Segue a relação das "bonus tracks" incorporadas no novo disco:

1. Gunbarrel / Traction Table / Gassing the Plane / Car Chase

2.
Bond Meets Domino / Shark Tank / Lights Out For Paula / For King And Country
3.
Street Chase
4.
Finding The Plane / Underwater Ballet / Bond With S.P.E.C.T.R.E. Frogmen / Leiter To The Rescue / Bond Joins Underwater Battle
5.
Underwater Mayhem / Death Of Largo / End Titles
6.
Mr. Kiss Kiss Bang Bang (mono)

A grande quantidade de música adicional agregada a esta versão demonstra o assinalado anteriormente, em relação à ausência anterior de músicas que efetivamente são ouvidas no filme. Se há uma crítica a fazer é que os temas não foram separados de acordo com a seqüência que musicam, mas sim agrupados na forma de suítes, com o inconveniente de que, em alguns casos, os temas componentes da suíte não correspondem à seqüências similares ou complementares, resultando em uma união desordenada de segmentos musicais correspondentes a distintas cenas do filme, que às vezes nem sequer respondem a uma mesma motivação (romântica, ação, suspense, etc.).

Em geral a música adicional se ajusta ao estilo da música lançada originalmente, mantendo absolutamente vivo o estilo musical de Bond. Em vários trechos a música corresponde a uma reiteração dos temas lançados no disco original, por outro lado também foram incluídos segmentos musicais que nunca foram utilizados na película (o mais notório é “Shark Tank”).
Entre todas as faixas bônus, creio que o melhor acréscimo resida em “Street Chase”, já que considero esta melodia (que também é utilizada na batalha submarina) uma das melhores composições de John Barry para a série Bond e um dos temas-chave neste filme, fornecendo grandes quotas de emoção a cada cena em que esteve presente. Sem dúvida, este era um dos grandes temas perdidos da série. Em resumo, uma valiosa adição para os colecionadores e para as trilhas sonoras da franquia.

CDs COMENTADOS