UNCORKED
Música Composta por Jeff Danna


Selo:
La-La Land
Catálogo:
LLCD 1001
11 Faixas

Duração: 29:30
Cotação:


Comentário de
J
orge Saldanha

 
O novo selo La-La Land Records, com mais esta edição limitada, resgata merecidamente um agradável score composto em 1998 por Jeff Danna, Uncorked (At Sachem Farm). Se não me engano, este filme, produzido pela atriz Minnie Driver em parceria com sua irmã Kate (e que foi uma das últimas aparições do ator inglês Sir Nigel Hawthorne), é inédito no Brasil. O score centraliza-se em torno de uma simples e atraente melodia, a qual é interpretada por vários instrumentos ao longo da partitura, em especial o violão do próprio Danna. Com uma forte influência celta, que reflete as origens britânicas de uma família que vive em uma fazenda da Califórnia, na música de Uncorked o compositor utiliza-se de instrumentos típicos europeus que posteriormente utilizaria no score de O, tais como dulcimer e hurdy gurdy. Em "Arboreum", faixa que abre o CD, temos pela primeira vez o motivo principal, em uma interpretação delicada de flauta e xilofone. Em "Stilt Walk" ouvimos típica música celta, rítmica e movimentada, onde as cordas sobrepõem-se a uma base percussiva.

"Kendal Says Goodbye" introduz o lado mais nostálgico do score, onde o motivo central é solado pela rabeca (aquele violino típico da música caipira norte-americana). A primeira música composta por Danna para o filme foi "Ross Concert", a faixa nº 5 do CD. Nela o compositor apresenta, ao violão, a melhor interpretação do tema central, e demonstra que também é um ótimo instrumentista. Segue-se mais uma faixa nostálgica, "The Crane", baseada em um ciclo de três notas tocadas ao piano, que apresenta intervenções da rabeca e do clarinete. "The Murder Pillar" é sombria, música de suspense tradicional conduzida pelas cordas, e que apresenta alguns efeitos eletrônicos interessantes. Atmosférica, inicia em um crescendo e encerra-se em tom melancólico. Em "Discovery" temos Danna ao piano, onde se destaca o solo da flauta com um suave acompanhamento da harpa. O tema recorrente volta, interpretado ao xilofone.

A celta "Love of Heaven" foi composta por Jeff em parceria com seu irmão Mychael, e apresenta os vocais da cantora Sara Clancy, e sem dúvida é uma canção que se integra perfeitamente à música incidental do filme. "Red Wine" é uma dança celta com cordas e percussão, mas que possui um contrastante final sombrio. A partitura, em grande parte reflexiva e nostálgica, encerra-se de modo otimista no "End Title",  onde sobre uma base de baixo e bateria, violão, sopros e violino conduzem uma versão mais pop e alegre do tema recorrente. Indiscutivelmente, Uncorked é mais uma prova de que Jeff Danna consegue, com economia de recursos, efetivamente capturar em sua música a essência dos sentimentos que permeiam um filme. Exatamente  isso é o que falta na música de cinema contemporânea, onde scores como este são na verdade bem-vindos oásis em um árido panorama.

CDs COMENTADOS