DEMOLIDOR, O HOMEM SEM MEDO - VERSÃO DO DIRETOR
Direção: Mark Steven Johnson
Elenco:
Ben Affleck, Jennifer Garner, Colin Farrell, Michael Clarke Duncan, Jon Favreau, Scott Terra, Ellen Pompeo, Joe Pantoliano, Leland Orser, Lennie Loftin, Erick Avari, Derrick O'Connor, Paul Ben-Victor, David Keith, Frankie J. Allison, Coolio
Distribuidora: Fox
Duração: 133 min.

Região: 4

Lançamento: 05/07/2005

Nº de discos: 1
Cotações:
Filme:
DVD:

Comentários de
Jorge Saldanha

O FILME  
De dia um advogado cego, à noite o justiceiro mascarado conhecido como O Demolidor, Matt Murdock (Ben Affleck) é um cara que, após ter perdido a visão em um acidente de infância com uma substância química, desenvolveu habilidades especiais, como agilidade e senso de equilíbrio fantásticos. Mas nada se compara à sua audição, que é uma espécie de sonar que lhe permite “enxergar” através das ondas sonoras. Ao defender um junkie da “Cozinha do Inferno” (Coolio), acusado de assassinar uma prostituta, Matt descobre pistas que apontam para o Rei do Crime (Michael Clarke Duncan), o maior gângster da cidade – e o responsável pela morte de seu pai (David Keith). Para piorar as coisas, Nikolas Natchios (Erick Avari) e sua filha, a bela especialista em artes marciais Elektra (Jennifer Garner), a mulher que ele ama, tornam-se alvos do assassino Mercenário (Colin Farrell), que está a serviço do Rei do Crime. Quando foi lançado nos cinemas em 2003, Demolidor, O Homem Sem Medo teve podados mais de 30 minutos de duração. Toda a subtrama envolvendo o assassinato da prostituta, na qual o rapper Coolio interpreta o acusado, desapareceu, e muitas cenas do ótimo Jon Favreau (“Foggy”, o colega de Matt) também ficaram no chão da sala de montagem. Adicionalmente, um pouco da violência foi retirada. Mas para compensar e tentar dar maior consistência ao que sobrou, foram rodadas algumas curtas seqüências adicionais, como a cena de sexo de Matt e Elektra, e aquela onde Matt fala com o padre no confessionário. Como resultado, Demolidor não foi muito bem recebido e ficou bem longe do sucesso de outras adaptações de super-heróis da Marvel, como X-Men e Homem-Aranha. Além de muitos contestarem a atuação de Affleck como o herói (não vi maiores problemas aí), o filme ficou com perceptíveis lacunas de roteiro. No final de 2004 a Fox decidiu dar uma chance à montagem original do filme, e lançou em DVD, na Região 1, esta Versão do Diretor que agora chega por aqui e resgata as cenas perdidas (mas que não inclui as cenas de sexo e do confessionário). Além da reinclusão da subtrama, temos também as versões integrais e um pouco mais violentas das lutas, o uso de algumas palavras mais “fortes”, a divertida chegada do Mercenário no aeroporto, a aparição silenciosa de uma freira (a mãe de Matt?), uma nova cena onde o padre tenta convencer Matt a se confessar (ele se recusa), e outra onde Matt interroga um policial sobre seu envolvimento com o Rei do Crime, no processo destruindo o carro do cara. Como saldo final... Colin Farrell e Jennifer Garner ainda roubam a cena de Affleck, e certos problemas (como alguns efeitos e uso de cabos mal feitos, e coisas que simplesmente não têm explicação - como o Demolidor é capaz de dar aqueles saltos gigantescos e, ainda por cima, cair no chão sem quebrar as pernas?) permanecem. Mas apesar de tornar-se mais longo, Demolidor torna-se um filme melhor, mais divertido e bem amarrado - agora fica mais claro como Matt e a própria polícia descobrem que Wilson Fisk é o Rei do Crime. O relacionamento de Matt e Elektra adquire um caráter platônico, mas que faz bem mais sentido, e o conflito entre a formação católica do herói e seus atos como um justiceiro é explorado de forma mais incisiva.

O DVD
Se você é fã do filme e possui o DVD duplo com a versão dos cinemas (também comentado
AQUI), um aviso: não se desfaça dele para comprar este simples, com a Versão do Diretor. No lançamento anterior, a versão do cinema possui uma faixa de áudio DTS que é simplesmente impecável, e um disco adicional repleto de extras. Por outro lado, se você é mesmo fã do filme, esta nova versão é obrigatória. A montagem de 133 minutos, reconstruída a partir dos negativos originais, representa a visão original do diretor, que posteriormente foi prejudicada por pressão do estúdio. A qualidade da transferência anamórfica 2.35:1 é muito boa, apesar de não ser igual à da versão exibida nos cinemas – há perceptíveis alterações nas cores e mesmo no contraste de algumas cenas, mas nada que comprometa. Quanto ao áudio, diferentemente do DVD lançado na Região 1, não temos uma faixa DTS em inglês, apenas Dolby Digital 5.1 em inglês, português e espanhol. Contudo, o áudio Dolby 5.1 está muito bem mixado, com excelentes efeitos surround, diálogo límpido e um bom canal de graves. Também nas legendas os idiomas são inglês, português e espanhol. Para terminar, uma referência aos menus animados, que conforme a seção escolhida, apresentam um dos personagens principais no topo de um edifício.

OS EXTRAS
Não tem graça comparar os extras desta Versão do Diretor com os do DVD anterior, duplo. O que você ganha aqui com um filme melhor, perde nos extras. O ideal é ter os dois lançamentos, e considerá-los como um só box com três DVDs. Mas vejamos o que temos:

Comentário de áudio com o Escritor/Diretor Mark Steven Johnson
– Johnson, com a participação do produtor Avi Arad, aponta as diferenças entre esta e a versão exibida nos cinemas. Os dois, em uma conversa por vezes divertida e informal, revelam porque as mudanças foram feitas, o respeito pela fonte original, etc. Fica claro que os dois ficaram bem contentes com esta versão completa do filme. Infelizmente a Fox permanece reticente em colocar legendas em português nos comentários de áudio, portanto este é um extra que somente será apreciado por quem entender o idioma bretão;

Dando o que lhe é de Direito: O Making Of de Demolidor - O Homem Sem Medo (Versão do Diretor)
– Antes de ser um verdadeiro making of, este é um featurette de pouco mais de 15 minutos, com legendas em português, onde o diretor Johnson e os produtores Gary Foster e Avi Arad comparam as versões do cinema e do diretor, destacando e explicando suas diferenças. O curioso é que Gary Foster foi o executivo da Fox que forçou as alterações que resultaram na versão exibida nos cinemas.

DVDs COMENTADOS