DRACULA - PAGES FROM A VIRGIN'S DIARY
Direção: Guy Maddin
Elenco:
Zhang Wei-Qiang, Brent Neale, Tara Birtwhistle, Dave Moroni
Distribuidora: Zeitgeist Films

Região: 1

Ano: 2003

Nº de discos: 1
Cotações:
Filme:

Imagem:

Áudio:

Extras:

Comentário de
Luiz Felipe do Vale Tavares

o filme
Seria ainda possível criar mais uma nova adaptação para as telas da obra clássica de Bram Stoker, Drácula? Sem dúvida. Mas se teria como criar algo totalmente novo e original? Difícil. Felizmente, aconteceu. Após anos e anos com a decadência do cinema de horror, com vampiros punks modernos (Blade) e criaturas CGI - geradas por computador – (Van Helsing), finalmente chegou a cura para os fãs do horror clássico. Dracula - Pages from a Virgin's Diary, dirigido por Guy Maddin em 2002, é o filme de vampiro que muitos cinéfilos estavam esperando desde a fantástica adaptação de Coppola em 1991. Mas o que torna esse novo filme tão diferente dos demais? É um filme mudo, em branco-e-preto (com algumas cenas tingidas de cor) e com balé. Mas não pensem que é balé filmado, com câmera estática na frente do palco. É um verdadeiro filme, onde a câmera se encontra livre para percorrer qualquer parte do cenário. Guy Maddin, um diretor canadense conhecido pelo emprego de técnicas experimentais no cinema, decidiu filmar uma adaptação dos palcos, sob a forma de balé, mas isso não era suficiente. A grande motivação era criar uma verdadeira homenagem aos filmes mudos, principalmente do Expressionismo Alemão, com cenários góticos, atuações exageradas, efeitos fantásticos de sombra e todos os demais elementos inesquecíveis dessa fase do cinema. Também optou por usar um discreto teor erótico e muita sensualidade. Guy Madden filmou utilizando dois formatos de película, 16mm e 8mm, e depois, durante a edição, envelheceu o filme, inserindo granulação, riscos, sujeiras e cortes abruptos (como se fossem frames perdidos), como se fosse um filme dos anos 20 já deteriorado pelo passar do tempo. O resultado é belíssimo e um prato cheio para os cinéfilos. O elenco é excelente, com destaque para Zhang Wei-Qiang (Drácula) e Brent Neale (Renfield). Realmente é outro fator diferencial o personagem Drácula ser interpretado por um ator asiático, mas é uma atuação fenomenal, magnética, que não deixa nada a dever para os anteriores intérpretes do personagem. Ainda, Zhang é um excelente dançarino e rouba todas as cenas em que aparece. Já Brent Neale cria um memorável Renfield baseado nos personagens de O Gabinete do Dr. Galigari e o vampiro de Lon Chaney em London After Midnight. Sendo o filme mudo, o acompanhamento musical é feito de forma brilhante com o uso exclusivo das Primeira e Segunda Sinfonias de Mahler. Concluindo, Dracula - Pages from a Virgin's Diary é estranho, incomum, e certamente não irá agradar ao grande público. Porém, uma vez dentro do “clima” necessário para assistí-lo, a experiência é gratificante e inesquecível.

O DVD
Lançado em DVD nos EUA pela Zeitgeist Films, Dracula - Pages from a Virgin's Diary é apresentado no formato letterbox, na proporção aproximada de 1.85:1. Infelizmente, o filme não é apresentado em widescreen anamórfico, falha imperdoável da distribuidora. É difícil julgar a qualidade de imagem, pois a intenção do diretor era apresentar a pior qualidade possível. O filme é extremamente granulado, com algumas cenas fora de foco, e com muitos arranhões e sujeiras. Mas, como tudo isso foi opção artística, intencional, faz parte do programa e realça suas qualidades. O áudio é apresentado em estéreo (Dolby Digital 2.0), mas é absolutamente suficiente, uma vez que só há música e alguns efeitos sonoros (portas abrindo e fechando, passos etc).

OS EXTRAS
A seção de extras é excelente. Temos uma trilha de áudio com comentários do diretor Guy Maddin, explicando como as cenas foram rodadas e de quais filmes mudos ele se inspirou; vídeo de entrevistas com o diretor e os produtores; montagem de vídeo mostrando a construção dos cenários; entrevista no rádio com o diretor; e uma belíssima coletânea de fotos tiradas durante as filmagens.

IMAGENS




DVDs COMENTADOS