EXTERMÍNIO 2
Direção: Juan Carlos Fresnadillo
Elenco:
Catherine McCormack, Robert Carlyle, Rose Byrne, Jeremy Renner, Harold Perrineau, Imogen Poots
Distribuidora: Fox
Duração: 104 min.

Região: 4

Lançamento: 30/01/2008

Nº de discos: 1
Cotações:
Filme
DVD

Comentários de
Jorge Saldanha

SINOPSE
Seis meses após uma mutação do vírus da raiva ter dizimado Londres, transformando as pessoas em zumbis enlouquecidos, o exército dos EUA apresenta-se para ajudar a repovoar a cidade e o Continente Britânico. Todos os infectados morreram de fome, mas um dos refugiados que regressam carrega um segredo terrível que ameaça reacender a explosão mortal, trazendo de volta a sede de sangue, a carnificina e o caos.

COMENTÁRIOS
Em 2002, o diretor britânico Danny Boyle resolveu provocar os cinéfilos com o que seria sua visão pessoal dos filmes de zumbi. Em EXTERMÍNIO ele prestou suas homenagens aos clássicos de George Romero, ao mesmo tempo em que reinventava o gênero - no lugar de mortos-vivos apalermados, os monstros agora eram pessoas que, contaminadas por uma fortíssima cepa do vírus da raiva, enlouqueciam e atacavam com fúria qualquer um que ainda não estivesse contaminado. Rodado com baixo orçamento, o filme gerou um lucro considerável e virou cult. Não seria surpresa, portanto, que logo viesse uma seqüência. Assim, cinco anos depois chegou EXTERMÍNIO 2, agora dirigido pelo espanhol Juan Carlos Fresnadillo já que Boyle estava ocupado com SUNSHINE - ALERTA SOLAR, e serviu aqui apenas como produtor-executivo e diretor de 2ª unidade. Não há grandes nomes no elenco - os atores mais conhecidos são Robert Carlyle, que já trabalhara com Boyle em TRAINSPOTTING e A PRAIA, e Harold Perrineau, da trilogia MATRIX e da série de TV LOST.

O filme já começa em alta rotação, num chalé isolado que passa a ser invadido pelos infectados, que querem atacar as pessoas que lá se refugiavam. Após, somos levados para uma zona de Londres controlada pelo exército norte-americano, onde os sobreviventes da epidemia são realocados. Passaram-se 28 semanas desde que a Inglaterra começou a ser devastada pelo vírus, e a epidemia é considerada extinta, já que todos os contaminados morreram de fome. Uma sobrevivente do ataque ao chalé é encontrada na zona de Londres que está em quarentena, e logo se descobre que, apesar de imune ao vírus, ela é transmissora, e seu marido Don (Carlyle), que até então a considerava morta, é contaminado. A partir daí o pesadelo recomeça, a epidemia se alastra e o exército passa a eliminar todos que estão na região - infectados ou não. Um grupo de sobreviventes, entre os quais o casal de filhos de Don, consegue fugir de Londres, mas sempre sob a ameaça dos contaminados e do exército.

Um dos aspectos interessantes destes filmes é o de colocarem, em determinado momento, os militares no papel de algozes - algo que remete diretamente ao filme de Romero DIA DOS MORTOS, que aliás foi recentemente refilmado. Agora a bola da vez são os militares ianques, numa referência direta à ação das forças de Bush no Oriente Médio. Mas analogias à parte, o filme, que contou com um orçamento maior do que o original, oferece altas doses de adrenalina em cenas frenéticas e que por vezes beiram o trash - aquela em que o helicóptero decepa uma horda de zumbis com suas hélices já pode ser considerada clássica no gênero, e a de Londres sendo devastada por napalm despejado por caças, à noite, é impressionante. EXTERMÍNIO 2, no mínimo tão bom quanto o original, é obrigatório para quem curte o gênero. E com o gancho deixado ao final, pelo jeito não vai demorar para que tenhamos um terceiro filme da série.


DVD
Extermínio 2 recebe da Fox uma edição em DVD similar à do filme original – em DVD simples de boa qualidade técnica e com extras em quantidade apenas razoável. A maior diferença é a embalagem, que agora é a famigerada Amaray slim, adotada como padrão pela distribuidora. A ótima transferência mostra o filme em seu formato original widescreen anamórfico na proporção 1.85:1. Diferentemente do original, que foi gravado em vídeo digital, Extermínio 2 utilizou película e o resultado final é uma imagem com alta nitidez, e as anomalias presentes (como granulação e cores esmaecidas) são intencionais. Há muitas cenas escuras, mas em nenhum momento sentimos que estamos perdendo algum detalhe. Apesar dos limitados recursos de produção, a equipe conseguiu realizar um filme visualmente interessante, com efeitos visuais extremamente bem feitos. O áudio Dolby Digital 5.1, tanto em inglês como em português e espanhol, proporciona uma experiência auditiva dinâmica e eficaz. O som apresenta graves potentes, e efeitos surround que acentuam a emoção nas cenas de ataques. A trilha sonora “roqueira” de John Murphy, em parte igual à do filme anterior, ganha fidelidade e destaque. Temos legendas nos mesmos idiomas das opções de áudio.

EXTRAS
Antes do carregamento do menu são automaticamente reproduzidos alguns trailers de lançamentos em DVD da Fox, que podem ser evitados usando o controle remoto. Já quanto aos verdadeiros extras, não são muitos mas, qualitativamente, merecem ser conferidos. À exceção dos comentários em áudio e do trailer de cinema, todos possuem áudio original 2.0 com opções de legendas em português.

  • Comentários em Áudio – A faixa de comentários traz o diretor/roteirista Juan Carlos Fresnadillo e o produtor/roteirista Enrique Lopez Lavigne. Apesar do pesado sotaque espanhol, ambos fornecem um articulado e objetivo panorama do filme, que inclui aspectos da história e o lado técnico da produção.

  • Cenas Excluídas (5:15 min., letterbox) – São apenas duas cenas, com imagem inferior, que podem ser vistas opcionalmente com comentários de Fresnadillo e Lavigne (que, ao contrário dos diálogos das cenas, não foram novamente legendados). A primeira (e mais longa) mostra a major Scarlet almoçando com a família Harris. A outra traz, no final do filme, um sonho do garoto Andy, onde ele embarca num trem e reencontra sua mãe.

  • Alerta Vermelho: O Making Of de Extermínio 2 (13:05 min., widescreen) – Apesar de curto este making of cobre de forma dinâmica a produção, mesclando entrevistas, cenas de bastidores e trechos do filme. Apesar de não dirigir, Boyle participa ativamente, louvando o trabalho do colega Fresnadillo, que não se limitou a copiar o original.

  • Os Infectados (6:55 min., widescreen) – Como o nome indica, este featurette está focado nos zumbis – mais especificamente, nos extras que os interpretaram. Também vemos o ótimo trabalho de maquiagem e os pedaços de corpos usados na cena do helicóptero, além dos ensaios da coreografia de seus movimentos.

  • Entrando em Ação (7:10 min., widescreen) – Trata das eficazes e por vezes impressionantes cenas de ação, que não raro exigiram grande esforço físico do elenco.

  • Graphic Novels (widescreen) – Aqui temos duas curiosidades que agradarão principalmente aos fãs de quadrinhos: são duas curtas adaptações em vídeo de histórias da graphic novel “28 Days Later: The Aftermath”. Basicamente não há animação, apenas uma sucessão de quadrinhos com a adição de vozes em "Extermínio - 1º Estágio - Desenvolvimento " (7:35 min.) e "Extermínio - 3º Estágio - Dizimação " (4:45). Talvez por falta de espaço, os estágios 2 (“Epidemia”) e 4 (“Quarentena”) ficaram de fora.

  • Trailer (2:12, letterbox) – Encerrando os extras, temos o trailer original de cinema.

MENUS
O menu principal, ao ser carregado, é animado e tem até música de fundo. Contudo, ao entrarem as opções de menu, ele imediatamente se torna mudo e estático, num trabalho de autoração que deixa a desejar.

DVDs COMENTADOS