A MORTE PEDE CARONA
Direção: Robert Harmon
Elenco:
Rutger Hauer, C.Thomas Howell, Jeffrey Demunn, Jennifer Jason Leigh, Jeffrey Demunn, John M. Jackson
Distribuidora: Universal / Studio Canal
Duração: 93 min.
 

Região: 4

Lançamento: 22/04/2004

Nº de discos: 1
Cotações:
Filme:
DVD:

Comentários de
Jorge Saldanha

O FILME
Jim (C. Thomas Howell) é um jovem que viaja sozinho de carro pelas estradas desertas dos EUA. No caminho ele encontra outro solitário à beira da estrada, e resolve dar-lhe carona. Mas logo Jim descobre que seu passageiro, John Ryder (Rutger Hauer), é um psicopata que tortura e mata quem lhe dá carona. Jim consegue escapar de Ryder, mas este é apenas o começo de seu pesadelo, já que o assassino continua a perseguí-lo, e o incrimina pela autoria dos assassinatos.

Verdadeiro cult dos anos 1980, que consolidou a carreira internacional do ator holandês Rutger Hauer (o líder andróide de Blade Runner), A Morte Pede Carona (The Hitcher) foi dirigido por Robert Harmon em 1986. De produção modesta mas bem realizado, este road movie bebe de várias fontes (como a do vilão incansável, ao estilo Exterminador do Futuro), porém a mais notável é Encurralado: a exemplo do filme de Steven Spielberg, a trama gira em torno de um sujeito que, viajando sozinho por cenários desertos do interior norte-americano, passa a ser perseguido por um desequilibrado. Se naquele filme o vilão dirigia um caminhão e nunca víamos seu rosto, aqui Rutger Hauer interage abertamente com sua "vítima", apesar de em alguns momentos também estar em sua perseguição ao volante de uma picape preta. Também, o jogo de gato e rato mostrado na tela possui conotações  homossexuais. Este fato fica mais claro a partir da entrada em cena da jovem Nash (Jennifer Jason Leigh), formando um triângulo que leva o personagem de Hauer a extremos (ciúmes?). O filme contou com uma das primeiras trilhas sonoras do trompetista Mark Isham, que compôs um score quase que totalmente eletrônico, no estilo dos criados pelo grupo alemão Tangerine Dream. Se a concepção de The Hitcher foi influenciada por outros filmes, o sucesso deste thriller também acabou influenciando produções posteriores - o final surpresa foi inspiração para Seven - Os Sete Pecados Capitais. Em 2003 foi lançada uma continuação péssima, diretamente em DVD. É melhor esquecê-la, assistir apenas o original e, no máximo, aguardar a refilmagem anunciada para 2007, desta vez com uma garota ao volante.

O DVD
Este lançamento da Universal, com o selo Studio Canal, traz o filme em formato de vídeo
widescreen anamórfico 2.35:1, com áudio em inglês Dolby Digital 5.1, e em português Dolby Digital 2.0. Temos legendas em português, espanhol e coreano. Infelizmente, essa parceria via de regra disponibiliza produtos de segunda categoria: poucos ou nenhum extra, e muitas vezes com problemas técnicos. No caso deste título, se o áudio 5.1 apresenta boa qualidade, com uma espacialidade interessante e boa fidelidade, a imagem apresenta algumas deficiências que não estão ligadas à idade do filme: uma certa falta de nitidez nas cenas mais claras, e nas escuras, a presença acentuada de artefatos de compressão. Além disso, quando a tela escurece por completo, nos televisores maiores serão facilmente perceptíveis ruídos horizontais, que também aparecem em outros lançamentos da parceria Universal / Studio Canal. Boa parte destes problemas é decorrente da utilização de masters PAL que, na transferência, são convertidas para NTSC. Esta prática ocasiona, entre outros problemas, perda de definição, ghosting e aceleração de imagem e som (para muitos imperceptível, para outros não). Quanto à aceleração, ela é comprovada pela comparação entre as metragens originais dos filmes e as presentes nestes DVDs. No caso de A Morte Pede Carona, o filme tem a duração de 97 minutos (o DVD da Região 1 informa uma duração de 98 minutos), mas aqui ele dura apenas 93 minutos. Portanto, ou ele foi cortado (improvável) ou foi convertido de PAL para NTSC, como foi o caso da versão lançada aqui pela Universal de O Exterminador do Futuro 2.

OS EXTRAS
Literalmente nenhum extra, nota zero neste quesito. Não temos nem mesmo trailer, sinopse ou biografia dos atores, presentes no DVD da Região 1. Na falta de um DVD melhor, os fãs deste filme terão mesmo de se contentar com este, até que algum dia seja lançada uma versão decente de The Hitcher.

MENUS

Os menus animados, apresentando cenas do filme, são simples mas interessantes.

DVDs COMENTADOS