HOUSE - QUARTA TEMPORADA
Direção: Vários
Elenco:
Hugh Laurie, Lisa Edelstein, Omar Epps, Jennifer Morrison, Robert Sean Leonard, Jesse Spencer, Bobbin Bergstrom, Kal Penn, Peter Jacobson, Olivia Wilde, Anne Dudek
Distribuidora: Universal
Duração: 720 min.

Região: 1, 4

Lançamento: 19/11/2008

Nº de discos: 4
Cotações:
Filme

DVD

Comentários de
Jorge Saldanha

SINOPSE
Prepare-se para revelações chocantes, as tradicionais grosserias e casos médicos ainda mais misteriosos. Acompanhe o sarcástico Dr. Gregory House (Hugh Laurie) enquanto ele enfrenta casos médicos impossíveis e, ao mesmo tempo, avalia os novos membros de sua equipe (Kal Penn, Peter Jacobson e Olivia Wilde), destilando sua habitual irreverência e exercitando seus diagnósticos precisos. Esteja pronto para mais uma dose de ironias e provocações do Dr. House.

COMENTÁRIOS
Ao final de sua terceira temporada, House estava no pico de seu prestígio de público e crítica, mas o criador do programa, David Shore, decidiu não se acomodar com o sucesso. Assim, numa jogada surpreendente, ele afastou a equipe que conhecíamos desde o início da série. Eric Foreman (Omar Epps) demite-se ao perceber que estava cada vez mais parecido com seu chefe, em relação aos pacientes; Chase (Jesse Spencer) é despedido por House, por já ter aprendido tudo que podia com ele; e Cameron (Jennifer Morrison), não querendo ser a única a permanecer na equipe, opta por uma nova posição no hospital Princeton-Plainsboro. No início desta quarta temporada, pressionado por Cuddy (Lisa Edelstein) e Wilson (Robert Sean Leonard), House testa mais de 30 médicos a fim de selecionar três deles como seus novos assistentes. Ele os coloca competindo entre si, como num reality show, e o que poderia acabar prejudicando a série acaba tornando-a ainda melhor. A injeção de – trocadilhos à parte - "sangue novo" melhorou o programa, tornando a busca pela solução dos mistérios médicos ainda mais dinâmica e, por vezes, divertida. House nunca foi mais sádico com sua equipe, e a humilhação a que se submetem os candidatos às três vagas gera situações memoráveis e engraçadas.

Ao final do processo de seleção, House fica com uma equipe não muito diferente da antiga – a misteriosa e esperta Drª. Remy Hadley (Olivia Wilde), a quem ele chama apenas de "Treze" (seu número durante o processo de seleção); o Dr. Lawrence Kutner (Kal Penn), um jovem que, como House, não hesita em correr riscos para acertar o diagnóstico; e o Dr. Chris Taub (Peter Jacobson), um cirurgião plástico cujas fortes opiniões freqüentemente levam House a repensar suas abordagens em relação aos casos. A equipe é completada pelo Dr. Foreman, que retorna a pedido de Cuddy com a missão de manter House em rédeas curtas. Já a Drª. Amber Volakis (Anne Dudek) é demitida por sua teimosia em reconhecer seus erros nos diagnósticos, mas sua popularidade entre os fãs a manteve na série, numa participação importante como a namorada secreta do Dr. Wilson.

Como a maioria das séries norte-americanas, House foi atingida pela greve dos roteiristas de 2007. Mas isso não significa que ela tenha sido prejudicada, já que temos 16 episódios de alto nível, interessantes e com ritmo ágil, sendo que vários deles sem dúvida podem entrar para a lista dos melhores de toda a série.
Dentre eles, destacamos "Sozinho", o primeiro da temporada, onde Wilson seqüestra a guitarra de House a fim de obrigá-lo a contratar uma nova equipe; "Espelho, Espelho Meu", que marca a volta de Foreman; "Congelada", onde House e sua equipe devem tratar de uma paciente (Mira Sorvino) via webcam, já que ela está no Pólo Sul; "Jogos", que traz uma memorável cena final entre House e Cuddy; "Feio", episódio com um belo trabalho de câmera em preto e branco; e, obviamente, os episódios finais "A Cabeça de House" e "O Coração de Wilson", onde um acidente de ônibus deixa House sem qualquer memória do acontecimento, e isso poderá levar o triângulo Wilson/Amber/House a um desfecho trágico.

Claro que o desempenho de Hugh Laurie, que sabe como ninguém explorar os intrincados aspectos da personalidade de House, continua sendo o maior trunfo da série. Sem ele não teríamos este que é, atualmente, o mais rabugento, detestável e ao mesmo tempo adorado médico da televisão. House tem outros méritos para ser uma das melhores séries em exibição, mas sem dúvida é Laurie que a torna imperdível.


DVD
A partir do box da terceira temporada, a Universal passou a lançar House, no Brasil, em condições técnicas equivalentes às dos lançamentos da série na região 1. Assim, os quatro DVDs que integram o box (acondicionados em dois estojos Amaray duplos, envoltos numa luva de cartolina) trazem os 16 episódios da quarta temporada em vídeo widescreen anamórfico na proporção original 1.78:1, e com áudio original em inglês Dolby Digital 5.1.

Apesar de ter achado a imagem dos episódios um pouco mais escura que o normal (o que pode ser corrigido com um rápido ajuste da TV), as transferências dos episódios são ótimas, caracterizadas por suas cores vivas e estáveis, pretos sólidos e ausência de artefatos de compressão. O áudio original em inglês Dolby Digital 5.1
(também disponível em 2.0), para uma série de TV, não poderia ser melhor, sempre proporcionando diálogos claros, ambientação surround adequada e graves fortes. Como de hábito, há disponível o áudio em português Dolby 2.0, para aqueles que preferem assistir às séries dubladas. Temos legendas em português e inglês.

EXTRAS
Infelizmente, a exemplo do que já fizera na terceira temporada, a Universal eliminou por completo os extras, que no box norte-americano consistem de cinco featurettes, erros de gravação e uma prévia da quinta temporada. Pelo jeito, esta é a diretriz da distribuidora para diminuir os custos com autoração e legendagem no Brasil. Sorte de Heroes, que por alguma razão está escapando da "tesoura" nos extras. Mas vamos ver até quando...

MENUS
Os bonitos menus são animados, mas a música tema que fica tocando de fundo está num volume excessivamente alto, o que pode ser um aborrecimento para quem possui um home theater mais potente. Também, foram eliminados os sub-menus de seleção de cenas em cada episódio.

DVDs COMENTADOS