UM PLANO BRILHANTE (LOCAÇÃO)
Direção: Michael Radford
Elenco:
Michael Caine, Demi Moore, Natalie Dormer, Lambert Wilson, Nathaniel Parker, Joss Ackland
Distribuidora: Paris Filmes
Duração: 108 min.

Região: 0

Lançamento: 23/07/2008

Nº de discos: 1
Cotações:
Filme
DVD

Carlos Dunham (Comentários), Edinho Pasquale (DVD e Extras)

SINOPSE
A jornalista Cassie (Natalie Dormer) está fazendo uma reportagem sobre as mulheres empreendedoras pioneiras no Reino Unido. Seu desafio é resgatar a história destas pessoas que começaram a quebrar o tabu do mercado ao conseguirem postos de comando ou de destaque nas empresas daquele país. Para sua reportagem ela encontra a ex-executiva Laura Quinn (Demi Moore), uma mulher obcecada pelo trabalho que dedicou-se por muitos anos à Companhia de Diamantes de Londres. Mas sua relação com a empresa e sua vida mudam quando ela descobre, através do servente Mr. Hobbs (Michael Caine), que no lugar de ser promovida na companhia, como ela esperava, ela está prestes a ser demitida. A partir daí ela e Mr. Hobbs começam a executar um audacioso plano para roubar diamantes da empresa.

COMENTÁRIOS
Não raras vezes no cinema, filmes de assalto (que, curiosamente, são filmes "sobre" assalto, mas que, com a mudança de preposição, ganham status de subgênero) acabam por se converter em pequenas jóias de mordacidade e cinismo - John Huston foi mestre nisso, em O Segredo das jóias, e a lista de referências no gênero traz também O quinteto da morte (e seu brilhante e subestimado remake, Matadores de velhinhas), Jogo mortal, Os imortais... é verdade que - e sem querer diminuir o mérito de seus realizadores - não chega a ser difícil transformar filmes desse subgênero em grandes momentos do cinema: só o fato de criar protagonistas ladrões e fazer com que o público se afeiçoe e torça por eles já é meio caminho andado. Quando a trama é situada em uma cidade com fama de sinistra, nebulosa, noturna, então, não é mais meio caminho andado - já são pelo menos dois terços.

É uma pena, portanto, que o diretor Michael Radford (O carteiro e o poeta) tenha se limitado a esses e a outros poucos aspectos fortes do cinema de assalto ao incursionar pelo gênero, neste UM PLANO BRILHANTE. No filme, Demi Moore é Laura Quinn, única mulher a exercer um cargo gerencial em uma grande corporação de diamantes, na Londres dos anos 50. Para fechar um importante negócio com um grupo de russos, Quinn desenvolve uma estratégia (não muito ética, é verdade) que só poderia ser do conhecimento de membros da diretoria.

Como ainda não ocupa tais cargos, a personagem é informada pelo faxineiro da empresa (Mr. Hobbs, vivido por Michael Caine) que, embora sua estratégia tenha sido aprovada, ela estaria prestes a ser demitida. Faxineiro que, por sinal, é o único funcionário da empresa a ter livre acesso aos corredores no qual se localizam os cofres em que são guardados fortunas em diamantes. Mas cuja combinação, anotada e guardada na casa do big boss da firma, ele não teria acesso - mas a executiva, sim, pois irá no dia seguinte a uma festa na residência deste. Numa rápida conversa, o faxineiro e a executiva fazem um pacto sinistro - e acreditam ter arquitetado um plano brilhante. Para eles.

O filme tinha tudo para ser uma pérola de cinismo, principalmente quando se revela a verdadeira motivação que levou o crime abordado pela trama a ser cometido. No entanto, o resultado final ficou muito abaixo do que o filme poderia ser: Radford desperdiçou as boas premissas e toda a verve dessa ótima trama e conduziu seu filme de forma burocrática, sem paixão e sem criar nenhum momento de impacto. Até mesmo a ambientação, fator crucial em filmes desse gênero, mereceria um tratamento melhor. Como resultado, fez um filme correto, que dá para se assistir em casa, em uma noite de chuva, e até mesmo rever algumas vezes. Mas nada marcante.

DVD
UM PLANO BRILHANTE é apresentado em um DVD de boa qualidade técnica. A imagem, em widescreen anamórfico na proporção original 2.35:1, está sem imperfeições, apenas com alguma granulação. Não é fantástica, mas tem boa definição e contraste. O áudio original em inglês está bem distribuído nos 5.1 canais, idem com relação à dublagem em português (em 5.1 e 2.0), embora seja preciso um pequeno ajuste para se obter um bom volume de áudio, principalmente nos canais traseiros e central. Temos legendas em português e inglês, e no geral, vale ser visto, sem grandes exigências.

EXTRAS
Os extras são quase que inexistentes - se serve de “consolo”, a versão americana tem apenas um making of (que não está presente aqui):

  • Sinopse – Tela com texto dispensável.

  • Ficha Técnica – Idem.

  • Trailer do Filme

  • Trailers de Outros LançamentosTraídos Pelo destino e O Homem Mascarado.

MENUS

DVDs COMENTADOS