STARGATE ATLANTIS: THE COMPLETE FIRST SEASON
Direção: Vários
Elenco:
Joe Flanigan, Torri Higginson, Rachel Luttrell, David Hewlett, Rainbow Sun Francks, Paul McGillion, Robert Patrick, Robert Davi, Colm Meaney, Richard Dean Anderson, Amanda Tapping
Distribuidora: Sony/MGM
Duração: 873 min.

Região: 1

Lançamento: 15/11/2005

Nº de discos: 5
Cotações:
Filme:
DVD:

Comentários de
Jorge Saldanha

A SÉRIE
Uma equipe de pesquisadores da Terra utiliza-se do Stargate para uma viagem em princípio sem volta até a longínqua galáxia de Pegasus, onde encontram a mítica cidade perdida de Atlântida. A cidade era a base de operações da raça que criou os portais, conhecida como Ancients (Antigos ou Anciões, em português), possuidores de tecnologia milhares de anos mais avançada que a nossa. Contudo, esta tecnologia não impediu que os Ancients fossem derrotados por alienígenas predadores, os Wraiths (Espectros), que chegando a bordo de suas enormes naves-colméia, devastaram planetas inteiros alimentando-se da energia vital de seus habitantes. Sem poder voltar para casa, os exploradores utilizam o Stargate de Atlântida para explorar os sistemas estelares vizinhos, mas ao fazê-lo interrompem a hibernação dos Wraiths, que agora sabem da existência da Terra.

Stargate Atlantis, série derivada de Stargate SG-1, estreou nos EUA em 2004 (em 2005 no Brasil, no canal pago Fox), e graças à boa receptividade já segue firme rumo à sua terceira temporada. O sucesso do programa deve-se ao fato de saber preservar certas qualidades da série mais velha, e ao mesmo ser original o suficiente para trilhar um caminho próprio. O conceito de explorar novos mundos através dos portais permanece, mas com a diferença de que agora a equipe está isolada num ambiente alienígena desconhecido – a majestosa cidade de Atlântida, inicialmente submersa no oceano de um mundo perdido e depois trazida à tona pelos exploradores. Além disso, a situação é de constante ameaça e luta pela sobrevivência, uma vez que os protagonistas devem fazer de tudo para juntar recursos para fazer frente à ameaça dos Wraiths, cada vez mais próximos de Atlântida. Outra boa idéia foi colocar como protagonistas, além daqueles criados especialmente para SGA, personagens recorrentes de SG-1 que já haviam causado boa impressão naquela série. Joe Flanigan (que parece o Alec Baldwin quando jovem) é o audacioso Major John Sheppard, que possui várias similaridades com o Jack O'Neill de Richard Dean Anderson (que faz uma ponta no episódio piloto), mas que progressivamente mostra possuir características únicas. Torri Higginson interpreta a líder da equipe, a Drª. Elizabeth Weir, que por um curto período comandou o Projeto Stargate. David Hewlett é o cientista neurótico e “pé-no-saco” Rodney McKay, que em SG-1 várias vezes andou às turras com Samantha Carter (Amanda Tapping). Rachel Luttrell é a athosiana Teyla Emmagan, cujo conhecimento dos Wraiths é de extrema valia. O outro membro principal da equipe é o Tenente Aiden Ford (Rainbow Sun Franks), que ajuda Sheppard nos assuntos militares. Temos também o Dr. Carson Beckett (Paul McGillion), o médico que possui DNA dos Ancients, e o Dr. Radek Zelenka (David Nykl), cientista que vive competindo com McKay. Entre os episódios da temporada, destaco o piloto em duas partes “Rising”, uma aventura movimentada com a participação especial de Richard Dean Anderson, Michael Shanks e Robert Patrick, que mostra como os heróis chegaram em Atlântida e introduz os Wraiths; “Hide and Seek”, no qual McKay coloca uma espécie de escudo protetor Ancient mas não consegue desativá-lo; “Underground”, que introduz os inimigos humanos Genii, liderados por Cowen (Colm Meaney) e Kolya (Robert Davi); “The Storm” e “The Eye”, que combinam drama e tensão quando Atlântida, ameaçada por uma tempestade de proporções bíblicas e sem energia para acionar os escudos, é evacuada e posteriormente invadida pelos Genii; “Before I Sleep”, episódio sobre viagem no tempo que inicia com a descoberta em Atlântida de uma Weir bem mais velha, mantida em animação suspensa; e as dramáticas duas partes de “The Siege”, que encerra a temporada, quando a frota dos Wraiths finalmente alcança Atlântida e os terrestres têm de defender a cidade do ataque devastador, utilizando o que restou do sistema defensivo dos Ancients.

O DVD
Stargate Atlantis: The Complete First Season traz cinco DVDs contendo os 20 episódios da temporada em ótimas transferências anamórficas 1.78:1, sempre claras e bem detalhadas, apesar de alguma granulação surgir nas cenas mais escuras. O áudio Dolby Digital 5.1 em inglês pode não ser tão sofisticado quanto o de um filme, porém nas cenas de ação apresenta efeitos surround bem dinâmicos. De um modo geral é uma sólida faixa multicanal, que realça a excelente música criada por Joel Goldsmith. Apesar de ser um lançamento dirigido à Região 1, surpreendentemente também inclui uma faixa de áudio 2.0 em português do Brasil, que sem surpresa é bem mais discreta. Além de outra faixa de áudio 2.0 em espanhol, temos também legendas em português-BR, inglês e espanhol. Sem dúvida, atrativos para os brasileiros que gostam da série mas não dominam o inglês.

Extras
Há uma boa quantidade de extras neste box, porém sem legendas em qualquer idioma. Neles, dá para notar que os diretores e roteiristas (e ocasionalmente o próprio elenco) se preocupam demais em serem comediantes, muitas vezes deixando de lado as informações sobre a produção e se concentrando nas piadas (muitas, engraçadas só mesmo para eles):

Comentários em áudio – Há faixas de comentários presentes em nada menos que 14 episódios, com os diretores, principais membros do elenco e roteiristas – sem dúvida, são os extras mais interessantes, se você tiver paciência de ouvi-los;
Featurettes – Há oito pequenos documentários de bastidores,
em formato full/letterbox e áudio em inglês, dedicados a alguns aspectos da produção ou determinados episódios. São eles “Stargate Atlantis Set Tour with Martin Wood and Peter DeLuise” (11:21, uma visita aos sets da série com dois diretores, que arruínam o extra com suas gracinhas), “Diary of Rainbow Sun Francks” (9:15, uma espécie de vídeo-diário feito pelo ator que faz o Tenente Ford), “Wraithal Discrimination: It’s Not Easy Being Green” (11:28, focado nos vilões da série - que suspeitamente parecem com o Marilyn Manson -, nos atores que os interpretam e na criação da maquiagem), “Mission Directive: The Storm/The Eye” (5:59, interessante mas infelizmente curto demais), “Mission Directive: Sanctuary” (11:34, um dos melhores ao mostrar o uso efetivo de efeitos visuais), “Mission Directive: Before I Sleep” (13:55, outro bom documentário focado na produção do episódio), “A Look Back at Season 1 with Martin Gero” (17:23, longo demais, serve apenas para promover o roteirista, outro que se faz de engraçadinho), e “Mission Directive: The Siege” (11:12, quando você imaginava que teria boas informações de bastidores sobre os dois episódios finais da série...);
Desenhos de Produção e Galerias de Fotos – Cada disco contém uma coleção de mais de 50 fotos da série, dos bastidores e alguns poucos desenhos de produção;
Previews Prévias de alguns lançamentos da Sony-MGM em DVD, como Seinfeld: Seasons 5 and 6, Ringer: Lord of the Fans, Steamboy, Final Fantasy VII: Advent Children, Mirrormask, e Stargate SG-1.

MENUS
 Os menus dos discos são animados, mas não particularmente bonitos ou caprichados.

DVDs COMENTADOS