SIN CITY - A CIDADE DO PECADO
Produção: 2005
Duração:
147 min.
Direção:
Robert Rodriguez, Frank Miller, Quentin Tarantino
Elenco:
Mickey Rourke, Bruce Willis, Elijah Wood, Jessica Alba, Benicio del Toro, Brittany Murphy, Rosario Dawson, Clive Owen, Rutger Hauer
Vídeo:
Widescreen Anamórfico 1.85:1 (1080p/AVC MPEG-4)
Áudio:
Inglês (DTS HD Master Audio 5.1), Português, Espanhol (Dolby Digital 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol
Nº de discos: 2
Região:
A, B, C
Distribuidora: Disney
Lançamento:
24/07/2009

Cotações:
Filme -

Imagem:
Áudio:
Extras/Menus:
Média:

Comentários de
Jorge Saldanha

SINOPSE
Bruce Willis é Hartigan, um policial com a missão de proteger uma dançarina, Nancy (Jessica Alba); Mickey Rourke é Marv, um marginal de rosto deformado decidido a vingar-se da morte de seu único e verdadeiro amor; e Clive Owen é Dwight, o amor clandestino de Shellie (Brittany Murphy), que passa a noite inteira protegendo Gail (Rosario Dawson) e suas garotas de Jackie (Benicio del Toro), um sujeito durão com tendências violentas. Prepare-se para viver uma experiência única, neste estilizado universo de policiais, assassinos e prostitutas, mostrado com a qualidade de som e imagem que somente o Blu-ray pode proporcionar.

COMENTÁRIOS
SIN CITY: A CIDADE DO PECADO é baseado na aclamada série de graphic novels do mestre Frank Miller, cuja influência na produção do filme foi tão grande que ele acabou ganhando o crédito de co-diretor ao lado de Robert Rodriguez, além de fazer uma ponta. Foi de Rodriguez, aliás, a idéia de levar para as telas estes trabalhos, que nem o próprio Miller acreditava que poderiam ser adaptados decentemente para o cinema. Pois as histórias de Miller viraram mais do que um filme, e digo isto porque SIN CITY, indiscutivelmente, é das mais fiéis transposições de uma HQ para as telas - não que isso signifique que seja a melhor. Também inspirado em uma obra de Miller temos o igualmente fiel 300 (2006), de Zack Snyder, e o próprio Frank levou o SPIRIT de Will Eisner às telas em 2008 – mas nesse último tudo deu errado.

Em SIN CITY o
s diálogos são idênticos aos dos quadrinhos e o clima noir foi captado à perfeição, com cada fotograma buscando reproduzir com exatidão as ilustrações de Miller, em preto e branco e apenas com alguns detalhes colorizados. Esta transposição quase literal do papel para a tela pode prejudicar o filme em alguns aspectos, afinal, filmes e gibis são mídias diferentes e muitos poderão se perguntar o porquê de gastar milhões num filme de conteúdo e visual praticamente idênticos aos dos quadrinhos originais. Aqui, as vantagens do filme sobre os quadrinhos são as de agregar uma ótima trilha sonora (cortesia do próprio Rodriguez e dos compositores John Debney e Graeme Revell, leia resenha AQUI) e um elenco de respeito (com muitos atores sob pesada maquiagem), onde se destacam Mickey Rourke, perfeito na caracterização de Marv (foi o filme que recolocou o astro decadente em evidência), Bruce Willis (apesar de novo demais para ser Hartigan), Clive Owen, Elijah Wood, Nick Stahl, Rosario Dawson, Benicio del Toro e a sempre linda Jessica Alba.

Além disso, Quentin Tarantino, amigo do peito de Rodriguez e parceiro dele em alguns projetos (como o posterior GRINDHOUSE, de 2007), creditado como diretor especialmente convidado, dirigiu a cena do carro com Clive Owen e Benicio del Toro, em “A Grande Matança”. Para mim, que até então nunca havia lido as graphic novels, quando lançado SIN CITY foi uma grata e, por vezes, forte surpresa. Sem dúvida é um filme de extremos, violento, para amar ou odiar. E esta edição em Blu-ray tem um atrativo especial: traz como extras as versões estendidas e sem censura das histórias que formam o filme, que podem ser vistas isoladas ou em sequência, que agregam ao filme, no total, 23 minutos adicionais que só o deixam melhor.

O BD
Em 2005 SIN CITY chegou como um dos filmes mais visualmente inovadores surgido nas últimas décadas. Os atores foram filmados quase que o tempo todo na frente de fundos verdes, com cenários criados em computador adicionados na pós-produção. A imagem é quase que totalmente em preto e branco, para reforçar o aspecto noir das histórias. O resultado visual ficou excelente, um misto de quadrinhos com filme policial de Humprey Bogart, e em Blu-ray ficou tão bom como no cinema. As cores são usadas apenas para realçar elementos específicos, como o vermelho dos lábios e do vestido de uma bela mulher (e, obviamente, do sangue), os tons sépias de um bar, o amarelo da pele de um assassino doentio, e por aí vai. O perfeito contraste destas cores com as fortes tonalidades do preto e do branco, assim como nas páginas de Miller, é impressionante. Tendo o filme sido rodado em vídeo de alta definição, a transferência anamórfica 1.85:1 (1080p/AVC MPEG-4), feita diretamente a partir da fonte digital, é simplesmente perfeita, livre de artefatos, ruídos ou filtros de conversão.

O áudio lossless original em inglês DTS HD Master Audio 5.1 (24-bit) é marcante, poderoso, estando à altura dos visuais do filme. Os canais frontais possuem grande separação, e os traseiros são muito bem utilizados por efeitos surround de balas e carros cruzando a sala. Os graves são profundos, e os diálogos, no canal central, sempre claros. Nas cenas calmas, a ambientação é imersiva, sendo claramente perceptíveis os “pequenos” sons que cercam o ouvinte. Os que gostam de dublagem ficarão felizes em saber que foi incluída uma faixa em português Dolby Digital 5.1 que, dentro das especificações do formato, possui qualidade muito boa. Também há uma faixa em espanhol DD 5.1, e as legendas estão disponíveis em português, espanhol e inglês.

Até por ter ficado devendo uma edição decente de SIN CITY em DVD no Brasil, devemos parabenizar a Disney por agora lançar, aqui, esta edição primorosa do filme que é idêntica à comercializada nos EUA – com dois Blu-rays de dupla camada (50Gb) trazendo vários extras e perfeitamente localizada para o nosso mercado. Quase tudo possui opções de legendas em português (dos menus aos normalmente esquecidos comentários em áudio – e aqui são dois!). Melhor que isso só se a distribuidora praticasse preços mais condizentes com os das concorrentes.

OS EXTRAS
Esta versão em alta definição de SIN CITY inclui todos os extras da edição em DVD Recut, Extended & Unrated, que não fora lançada no Brasil, e ainda traz algumas exclusividades do Blu-ray. Como se vê adiante há muita coisa a se conferir, seja em definição 480p (SD) ou 1080p (HD):

 Disco 1

  • Comentários em Áudio – A versão de cinema pode ser assistida acompanhada por nada menos que duas faixas de comentários e, acredite se quiser, as duas receberam legendas em português. Na primeira, Robert Rodriguez e Frank Miller falam sobre o material original, como foi decidido levar adiante o projeto, as mudanças feitas na adaptação, etc. Na segunda faixa Rodriguez, Quentin Tarantino e algumas participações “surpresa” nos passam de forma bem-humorada informações sobre a produção. Audição obrigatória;

  • Reação da Platéia em Austin – Acionada esta opção, você pode assistir à versão do cinema com áudio em inglês Dolby Digital 5.1, gravado em uma exibição realizada na cidade de Rodriguez - Austin, Texas -, que captou as reações da platéia. Interessante por reproduzir a sensação de assistir ao filme em um cinema de verdade, e no meio de uma platéia bem animada;

  • Assista ao Filme com o Cine-Explore – Interessante faixa PIP que, ativada, aciona os comentários em áudio de Rodriguez e Miller (e infelizmente desabilita as legendas em português), e durante o filme usa janelas menores para mostrar as versões em tela de verde de várias cenas, imagens da arte original de Miller nos quadrinhos e outros materiais interessantes da pré e pós-produção;

Disco 2

  • Histórias Remontadas (HD, 147min.) – O grande destaque dos extras do disco 2 são as versões estendidas, remontadas e sem censura de cada história que compõe SIN CITY, e que podem ser vistas isoladamente ou em ordem cronológica. No total há 23 minutos adicionais espalhados pelos quatro segmentos, e é difícil apontar o que foi adicionado ou aumentado já que tudo foi integrado de forma perfeita. A ordem na qual as histórias aparecem são: “O Carro Amarelo” (não sei porque cargas d’água o “Assassino” virou “Carro”), “O Freguês Sempre Tem razão” (a mais curta e provavelmente a única que não recebeu cenas adicionais), “Uma Difícil Despedida” e “A Grande Matança”. Felizmente as mesmas especificações de áudio, vídeo e legendas da versão de cinema se aplicam aqui, com o acréscimo de uma faixa de áudio em francês;

  • Matança: Livro em Quadrinhos Interativo (8:27min.) – Gibi interativo (levemente animado) com narração de Mickey Rourke (e único extra do disco 2 sem legendas em português). Há trechos em que, como num videogame, o espectador deve assumir o controle da ação com o controle remoto para prosseguir adiante;

  • Como Aconteceu: Convencendo Frank Miller a Fazer o Filme (HD, 5:45min.) – Featurette sobre como Rodriguez convenceu Miller a realizar o filme – o diretor rodou algumas cenas em seu estúdio de Austin e as mostrou a Miller, que se impressionou. Nada que você não tenha ouvido em outros extras do disco;

  • Diretor Especialmente Convidado: Quentin Tarantino (SD, 7:13min.) – Na essência trata-se de um extra sobre o relacionamento dos diretores parceiros, e sobre o convite que Rodriguez fez a Tarantino para dirigir parte de uma das histórias de SIN CITY, com a promessa de poder experimentar com fotografia digital (recurso até então inédito para ele);

  • Uma Máquina Decente com Capota: Os Carros de Sin City (SD, 7:34min.) – Interessante visão dos carros clássicos dos gibis de Miller sendo levados para a tela grande;

  • Bebidas, Baralhos e Armas: Os Objetos de Cena (SD, 10:57min.) – Este featurette é focado nos objetos de cena, manufaturados para reproduzir o visual dos quadrinhos;

  • Fazendo Monstros: Efeitos Especiais (SD, 9:04min.) – Outro featurette de bastidores interessante, desta vez focado nos efeitos especiais usados para dar vida a Marv, O Assassino Amarelo e Benny;

  • Capas & Meias: Os Figurinos de Sin City (SD, 7:34min.) – Os cuidados especiais que tiveram de ser tomados no design e na confecção dos figurinos do filme (tecidos e texturas teriam de refletir perfeitamente a luz);

  • Teaser & Trailer (SD, 4:01min.) – Os trailers do filme;

A seguir temos alguns extras feitos ou supervisionados pessoalmente por Rodriguez, selecionáveis em um sub-menu:

  • Escola de Cinema em 15 Minutos (SD, 12:24min.) – Com conteúdo similar a Convencendo Frank Miller a Fazer o Filme, aqui podemos assistir às cenas de teste rodadas por Rodriguez (algumas protagonizadas por ele mesmo);

  • Versão do Filme em Tela Verde (SD, 12:27min.) – Com introdução de Rodriguez, esta é uma “versão ultra-reduzida” com cenas em forma crua, com os atores e objetos de cena filmados na frente de um fundo verde;

  • A Grande Tomada (SD, 17:45min.) – De novo com introdução de Rodriguez, este featurette aborda a filmagem do segmento integral de Tarantino, e sempre é interessante vê-lo interagindo com o elenco e a equipe. As partes utilizadas na montagem final recebem a iluminação e efeitos necessários;

  • Escola de Culinária em 10 Minutos (SD, 6:24min.) – Robert Rodriguez nos mostra sua receita de Tacos, ideais para serem comidos nas longas e solitárias sessões noturnas de pós-produção de SIN CITY;

  • Sin City: Ao Vivo (HD, 9:15min.) – Quando estava em Austin filmando SIN CITY, Bruce Willis foi convidado por Rodriguez a fazer uma apresentação ao vivo com sua banda, “Accelerators”. E o que temos aqui é a gravação feita por Rodriguez de Willis e sua banda interpretando “Devil Woman”. Na platéia, os elencos de SIN CITY e de O HOMEM DUPLO, que na mesma época estava sendo rodado em Austin;

  • Próximos Lançamentos em Blu-ray – Não sei se dá para considerar como extra esta propaganda de outros lançamentos da Disney em Blu-ray, que também é reproduzida automaticamente quando o disco carrega.

DVDs / BDs COMENTADOS