STAR WARS EPISÓDIO iI - ATAQUE DOS CLONES
Direção: George Lucas
Elenco:
Ewan McGregor, Hayden Christensen, Natalie Portman, Samuel L. Jackson, Christopher Lee, Ian McDiarmid
Distribuidora: Fox
Região: 4
Lançamento: 2002

Nº de discos: 2
Cotações:
Filme:
DVD:

Comentários de
Jorge Saldanha

George Lucas pode ter todos os defeitos que dele falam por aí - diretor limitado, roteirista medíocre, obcecado por efeitos especiais, etc. - mas certamente não é burro. Após a decepção de grande parte dos fãs com o Episódio I da saga de Star Wars, lançado em 1999, Lucas buscou corrigir os problemas que foram apontados naquele filme, e indiscutivelmente este Star Wars Episódio II - Ataque dos Clones resultou em um produto superior. Para começar, ele dividiu a tarefa de escrever o roteiro com Jonathan Hales, e juntos criaram uma trama bem mais fluída e movimentada e que praticamente ignora o execrado personagem digital Jar-Jar Binks. Dez anos depois dos acontecimentos narrados no episódio anterior, Amidala (Natalie Portman) não é mais a Rainha do planeta Naboo, mas sim senadora da República. Após um atentado fracassado contra a sua vida, o agora Mestre Jedi Obi-Wan Kenobi (Ewan McGregor) e seu aprendiz - e futuro Darth Vader - Anakin Skywalker (Hayden Christensen) são destacados para protegê-la. Logo ocorre um novo atentado a cargo da assassina Zam, contratada pelo caçador de recompensas Jango Fett. Após uma alucinante caçada pelos céus do planeta-cidade Coruscant, Kenobi e Anakin capturam Zam, mas antes que ela fale alguma coisa Fett, à distância, a mata. Amidala retorna a Naboo acompanhada por Anakin, e lá o romance proibido entre os dois (Jedis não podem amar...) inicia. Kenobi, por sua vez, continua suas investigações, que o levam a um distante planeta onde milhares de clones de Jango Fett estão sendo criados e treinados para formar um grande exército da República. Anakin tem um pesadelo com sua mãe e decide retornar ao seu planeta natal, Tatooine. Lá, contudo, ocorre uma tragédia que o levará mais para perto do Lado Negro da Força. A bordo de seu caça estelar Jedi, Kenobi, após escapar de um feroz ataque da nave espacial de Jango Fett, chega ao planeta Geonosis. Logo descobre uma conspiração que busca separar da República vários sistemas estelares, liderada pelo ex-Jedi Conde Dookan (Christopher Lee), tendo a Federação de Comércio como aliada. Kenobi é aprisionado, não sem antes mandar uma mensagem para Anakin e o Conselho Jedi. Anakin, Amidala e os andróides R2-D2 e C3-P0 vão resgatar Kenobi, porém também são aprisionados por Dookan. Condenados à morte, os três humanos são colocados em uma gigantesca arena, onde para a diversão dos insectóides geonosianos, deverão ser devorados por feras monstruosas. Quando tudo parecia perdido, centenas de Jedi liderados por Mace Windu (Samuel L. Jackson) surgem para salvá-los. Inicia-se um feroz combate dos Jedis contra os geonosianos e os andróides da Federação, e no momento em que a balança começa a pender para os vilões, chegam naves carregadas com o exército de clones, comandado pelo baixinho (mas poderoso) Mestre Yoda. Inicia a "Guerra dos Clones", que no entanto não se compara ao antológico duelo de sabres de luz entre Yoda e Dookan! Cena esta, aliás, que resgata muito da magia e do espírito da trilogia original de Star Wars.

Mesmo que por vezes pareça um videogame filmado e não possua a novidade e o charme dos primeiros filmes da saga, é inegável que Ataque dos Clones é um grande entretenimento que apresenta cenas de efeitos alucinantes, nas quais é utilizado todo o potencial dos computadores da ILM. Dificilmente alguém que seja jovem (mesmo de alma), deixará de se divertir com esta fantasia escapista high tech. Claro, Lucas poderia ter sido menos clichê em alguma situações e diálogos, e o desempenho dos atores às vezes é prejudicado por atuarem, na maior parte do tempo, na frente de um fundo azul... mas, sinceramente, já falam desses "defeitos" de Star Wars desde o seu lançamento, em 1977. Na verdade Lucas sempre mostrou-se apaixonado pela tecnologia, com os atores sendo meros complementos de seus revolucionários efeitos visuais. Abaixo, confira o que os dois discos do Episódio II oferecem:

DISCO 1: Contém essencialmente o filme, com o recurso adicional de poder ser assistido acompanhado pelos comentários de áudio de George Lucas, do produtor Rick McCallum, do editor de imagens e designer de som Ben Burtt e de mais quatro técnicos em efeitos da ILM. O filme é apresentado no formato widescreen anamórfico na proporção original de 2.35:1, e por ter sido rodado com câmeras digitais (que dispensam o uso de película) não apresenta nenhuma imperfeição típica dos filmes, como riscos, granulações, manchas de sujeira, etc. Ou seja, a master digital original tão somente foi convertida ao formato Mpeg-2 e posteriormente transferida para o disco, sem qualquer processo analógico. No que se refere ao som, estão disponíveis dublagens em português e espanhol somente em Dolby Surround 2.0, destacando-se portanto o áudio no original em inglês em Dolby Digital 5.1 EX. Este aprimoramento do sistema inclui um terceiro canal traseiro, centralizado, a fim de realçar os efeitos sonoros surround e, ao mesmo tempo, proporcionar uma melhor ambientação 3D. Mas não se preocupe, se o seu receiver não dispõe deste recurso, este terceiro canal será automaticamente distribuído entre os outros dois traseiros. Sem dúvida o áudio está à altura da imagem, especialmente nas grandes cenas de ação, como a caçada aérea em Coruscant, a perseguição de Jango Fett a Ben Kenobi no cinturão de asteróides e na grande batalha dos clones. O canal de graves é potente e constantemente acionado, e a ambientação sonora tridimensional impressiona. O que leva-me a imaginar como seria o áudio deste filme no sistema DTS ES, correspondente ao DD  EX mas que é superior por apresentar menor compressão. De qualquer sorte, mesmo sem disponibilizar áudio em DTS, é um DVD que por sua excelência visual e sonora está à altura da certificação THX que ostenta.

DISCO 2: Como não poderia deixar de ser, o material adicional presente no segundo disco é um show à parte, principalmente se você aprecia os aspectos técnicos na realização de um filme deste tipo. Praticamente todo o trabalho realizado pela ILM de Lucas, em efeitos visuais e sonoros, é esmiuçado em detalhes. Agora, se você gostaria de saber mais sobre o processo criativo da elaboração da história e do script, ou mesmo de ver algo relativo à trilogia clássica de Star Wars (pouco mencionada), poderá se decepcionar:
 
1. Cenas Excluídas: Oito cenas não utilizadas, que totalizam aproximadamente 25 minutos, que a exemplo do que foi feito para o Episódio I foram finalizadas com a inclusão de efeitos especialmente para o lançamento em DVD. Podem ser assistidas individualmente ou de uma vez só, com ou sem introduções de George Lucas, Rick McCallum e Ben Burtt
;
2. Dos Fantoches aos Pixels: Neste documentário acompanhamos a criação dos personagens digitais. O destaque é o processo de transformação de Yoda, que na trilogia original era um fantoche manipulado por Frank Oz, em um personagem totalmente gerado em computador apto a duelar com seu sabre de luz. Mas também há algumas surpresas, como as cenas nas quais os atores são substituídos por dublês digitais de modo muito convincente;
3. Estado da Arte - A Pré-visualização do Episódio II: Documentário que mostra como cada cena do filme foi elaborada, desde os storyboards iniciais, passando por animatics feitos em computador até chegar ao produto final; 
4. Filmes não são lançados: Eles escapam: Apresentado por Ben Burtt, que criou todos os sons para a saga Star Wars. Interessante e divertido, mostra Burtt supervisionando o som do Episódio II, que inclui, além do processo de criação dos efeitos sonoros, a substituição automatizada de diálogos, a criação das linguagens alienígenas, etc.;
5. Featurettes: Há três, bem curtos, destacando a trama, a ação e o romance de Ataque dos Clones;
6. Documentários da Web: 12 pequenos documentários originalmente divulgados no site oficial durante a produção do filme, basicamente cenas de bastidores e entrevistas com elenco e equipe de produção; 
7. Clipe Musical "Across the Stars": apesar de destacar o tema de amor de Anakin e Padmé, no clipe assistimos John Williams regendo também outros trechos da partitura musical. Certamente alguns scoretrackers comprarão este DVD somente por este clipe...; 
8. Trailers de Cinema e Spots de TV: Quatro trailers e doze chamadas feitas para a TV, sendo que estas são as melhores, curtas e dando ênfase a um personagem de destaque; 
9. Pôsteres de Cinema e Campanha Publicitária: Diversos pôsteres em idiomas variados, além de outros materiais de propaganda; 
10. R2-D2: Sob a Cúpula: Trecho de um falso documentário "engraçadinho" sobre a vida do R2-D2, que seria um personagem real... Inclui entrevistas com amigos do andróide (na verdade, de Lucas), como Richard Dreyfuss e Francis Ford Coppola. O DVD possui um link para o site oficial, onde é possível assistir ao documentário na íntegra; 
12. Galeria de Fotos Inéditas de Produção: Muitas fotos da produção, que incluem as locações na Austrália, Espanha, Tunísia e Londres; 
13. Montagem de Efeitos Visuais ILM do Episódio II: é mostrado o desenvolvimento de mais de 30 das 2000 cenas de efeitos especiais, desde o esboço até a versão final; 
14. DVD-ROM com weblink para conteúdo exclusivo de Star Wars: se você possui um drive de DVD Rom em seu computador, através deste DVD terá acesso a um site exclusivo, com direito a notícias em primeira mão e conteúdo multimídia, que incluem os filmes já lançados e o futuro Episódio III.

Em suma, dentre os filmes até hoje lançados no formato, indiscutivelmente este é o DVD que apresenta a melhor qualidade de som e imagem. E além de ser tecnicamente impecável, seus dois discos garantirão horas e horas de entretenimento.

DVDs COMENTADOS