Cine & Música
www.scoretrack.net

02 de agosto de 2005

O TOQUE FEMININO (RACHEL PORTMAN)

Marilyn Monroe, Kim Basinger, Ava Gardner, Sharon Stone e tantas outras... todas tiveram papel muito importante para o cinema – não apenas com suas atuações, mas também por sua beleza – mas será que foi essa a única contribuição das mulheres para a Sétima Arte? Quando falamos de compositores, logo nos vem à cabeça nomes como John Williams, Ennio Morricone, Jerry Goldsmith... porém, o que muitos não sabem é que também existem mulheres que compõem e regem os instrumentos que dão graça às cenas. Rachel Portman é um bom exemplo.

A compositora britânica de 44 anos tem em seu currículo trilhas como Regras da Vida e Chocolate, esta inclusive tendo concorrido ao Oscar® - o qual conquistou em 1996 por sua trilha sonora de Emma. Suas partituras são desprovidas de referências a um tema principal, o que pode ser um dos motivos para a sua falta de um maior reconhecimento junto ao público. De qualquer modo ela é uma artista completa - arranjadora, compositora, regente, enfim, ela exerce tudo que, no ramo, geralmente é atrelado ao sexo masculino.

Assim como ela algumas compositoras, estas mais comerciais e voltadas ao psicodélico, têm participação no cinema. A incomparável Björk se arriscou algumas vezes, compondo trilhas não muito agradáveis ao meu ouvido, mas que servem como uma “porta” para o seu crescimento musical. A cada dia que passa o mercado das trilhas sonoras se vê menos afeminado, mas apesar de nunca ter sido dominado pelas mulheres, muitas delas tiveram papéis importantes, ou ao menos memoráveis no mundo dos scores, como Deborah Luria, Jane Livermore, Anne Dudley e Shirley Walker.

Nem tudo são rosas

Trabalhar na firma do pai ou na loja da mãe é o trabalho de muitos adolescentes, e não acho isso errado. Stanley Kubrick pensava da mesma forma. Ele colocou sua filha Vivian para atuar em alguns de seus filmes, mesmo sendo papéis sem fala ou de pouca importância. O mais interessante é que ela se propôs a ser compositora, e com pouca experiência e aptidão também não deu em nada. Vivian escreveu a trilha do filme Full Metal Jacket. Além de compor a trilha ela interpretou a mesma em teclados Fairlight – bem, parece que usar sintetizadores é (uma mesmo) boa pedida quando não se sabe como combinar os timbres de uma orquestra.

Claro que se não fossem algumas instrumentistas, jamais teríamos a sensibilidade de (algumas) notas, mas a impressão que tenho é que os compositores e diretores da atualidade são machistas, porém com um propósito – manter a qualidade das composições. Por certo que algumas exceções como Portman deveriam ser mais respeitadas no meio musical. Mas o que dizer dos opostos que se aproveitam do nome para dizer “sou compositor”?

Quando tratamos de musicais, fica inegável a importância das mulheres com suas vozes maravilhosas e suas atuações impecáveis, como é o caso da personagem Dorothy de O Mágico de OZ - além de Mary Poppins, A Noviça Rebelde, etc. Mas como musicais hoje em dia estão cada vez mais raros, parece que o FemaleScore no momento está mesmo nas mãos de Rachel Portman, que se ainda não me decepcionou, tampouco impressionou.

Discografia:

Because of Winn-Dixie 
The Manchurian Candidate 
Mona Lisa Smile 
The Human Stain 
Hart's War 
Nicholas Nickleby 
The Truth About Charlie 
The Emperor's New Clothes 
Chocolat 
The Closer You Get 
The Legend of Bagger Vance 
Ratcatcher 
The Cider House Rules 
The Other Sister 
Beloved 
Home Fries 
Addicted to Love 
Beauty and the Beast: The Enchanted Christmas 
Emma 
Marvin's Room 
Palookaville 
The Adventures of Pinocchio 
A Pyromaniacs Love Story 
Smoke 
To Wong Foo, Thanks For Everything! Julie Newmar 
War Of The Buttons 
Only You 
Sirens 
The Road To Wellville 
Benny And Joon 
Ethan Frome 
Friends 
Great Moments in Aviation 
The Joy Luck Club 
Elizabeth R : A Year In The Life Of The Queen 
Mr. Wakefield's Crusade 
Rebecca's Daughters 
The Cloning Of Joanna May 
Used People 
Antonia And Jane 
Flea Bites 
Life Is Sweet 
Where Angels Fear To Tread 
"The Storyteller: Greek Myths" 
Oranges Are Not the Only Fruit 
Shoot to Kill 
The Widowmaker 
Living with Dinosaurs 
Monster Maker 
Precious Bane 
The Woman in Black 
Young Charlie Chaplin 
High Hopes 
Loving Hazel 
Sometime in August 
"The Storyteller" 
1914 All Out 
90 Degrees South 
The Falklands War: The Untold Story 
The Short and Curlies 
A Little Princess 
Good as Gold 
Sharma And Beyond 
Four Days in July 
Last Day of Summer 
Reflections
Experience Preferred… But Not Essential
Privileged

Lucas Vandanezi
lvandanezi@scoretrack.net

TODAS AS COLUNAS
VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL