Cine & Música
www.scoretrack.net

06 de maio de 2008

RESQUÍCIOS DO IÉ IÉ IÉ

No dia 29 de abril de 2008, Ricardo Junior fez um show de lançamento de seu primeiro CD solo no Teatro do Hotel Crowne Plaza, em São Paulo. Estive presente no evento que lotou o aconchegante teatro, e dentre o público estava o vocalista do Ultraje a Rigor e amigo de Ricardo, Roger.

O show começou no horário marcado e foi repleto de surpresas. Ricardo tocou diversos instrumentos, dentre eles o baixo (sua especialidade), violão e piano elétrico. Acompanhado de uma excelente banda, Ricardo tocou músicas de sua autoria além de alguns covers realizados em jam session.

Em um dado momento Ricardo e banda interpretaram uma música composta por seu guitarrista
Hilton Junior, e Ricardo aproveitou para lançar a já famosa piada de Roberto Gomez Bolaños (Chaves) “Por favor, não caçoem dele”. Claro que isso foi apenas para arrancar algumas gargalhadas do público, já que a música do guitarrista também era de altíssima qualidade.

Nascido em Goiânia, Ricardo Júnior desde criança já tinha contato com o meio artístico, participando de comerciais para televisão. Interpretando Beatles em um desses comerciais, aconteceu o seu primeiro contato com a música. A partir dai começou a ter aulas de violão e com sete anos montou sua primeira banda chamada Revolution, com o amigo Júnior, seu primeiro parceiro musical. Em 1995, a banda assinou contrato com a gravadora Polygram, agora com nome de Bitkids.

Em 1999 ele veio morar em São Paulo e integrou a banda Itariri com Nandinho, sobrinho de Netinho da banda Os Incríveis, na bateria, e Júnior na guitarra. E desde então começou uma ascensão que só tende a crescer com a qualidade de sua música. O
Cine & Música teve o prazer de entrevistar este músico promissor no cenário do Rock Nacional.

Lucas Vandanezi - Porque o baixo?
Ricardo Junior
- Comecei a tocar com o violão, mas na primeira banda que participei faltava o baixista e assim comecei a tocar baixo. Comecei a gostar do som grave e pulsante do instrumento, daí em diante não consegui mais parar!! Toco vários instrumentos nos meus shows, mas me sinto mais a vontade com o baixo.

Vandanezi - Como surgiu o convite para você tocar no Beatles 4Ever?
Ricardo Junior - Eu comecei no 4ever como músico de apoio, até que me convidaram para substituir o (Paul) da banda que estava doente... após alguns anos acabei ficando em seu lugar por definitivo.

Vandanezi - Foi sua a idéia de aprender a tocar como canhoto? Deu muito trabalho?
Ricardo Junior - Na verdade eu não pensava em me tornar canhoto. Eu precisava de um contrabaixo Rickenbacker para o espetáculo, mas não encontrava... Apareceu um à venda só que para canhoto, percebi que poderia treinar e tocar do lado esquerdo (ficaria perfeito para o show já que o Paul era canhoto), após alguns treinos decidi comprar o instrumento e me tornei um baixista canhoto!!

Vandanezi - Fale um pouco sobre o seu CD e o público que você pretende atingir.
Ricardo Junior - Sempre tive a intenção de ter um trabalho próprio, mas não encontrei músicos que compartilhassem as mesmas idéias de composição. Decidi então gravar o CD sozinho, toquei todos os instrumentos e depois de tudo pronto procurei músicos que curtissem a idéia. Quanto ao público, não tenho um alvo certo. Pretendo atingir a todos sem distinção!

Vandanezi - Quais são as suas maiores influências?
Ricardo Junior - Gosto do rock feito nos anos 50, 60 e 70. Beatles, Stones, Deep Purple, Ac/Dc, Casa das Máquinas, Tutti Frutti, etc.

Vandanezi - Você já assistiu a algum filme dos Beatles? O que achou? Gosta deles como atores?
Ricardo Junior – Assisti todos! Acho que pelo fato deles interpretarem a sí mesmos nos filmes faz com que o papel seja mais fácil. Mesmo assim acho que eles fizeram um bom trabalho. Ringo Star chegou a fazer mais filmes depois dos Beatles, e além do cinema ele apareceu em uma adaptação para a TV do filme Alice no País das Maravilhas feito em 1985. Paul McCartney escreveu um filme em que ele faz o papel principal, chamado Give my Regards to Broad Street.

Vandanezi - Você gosta de trilhas sonoras? Algum compositor específico? Fale a respeito.
Ricardo Junior - Algumas trilhas marcaram muito minha infância, Superman, Rocky, Os Caça-Fantasmas, etc. Atualmente, Os Simpsons ( essa trilha é genial!!). Paul McCartney fez uma das mais brilhantes canções de trilhas sonoras de todos os tempos, "Live and Let Die" (do filme homônimo de 007) e chegou a ganhar o Oscar, o cara é um gênio!

Vandanezi - Se Ricardo Junior pudesse fazer uma canção original para um filme, para qual gênero de filme ele gostaria de compor?
Ricardo Junior - Com certeza seria ação ou ficção, pois, são os gêneros que mais gosto. Mas gostaria muito de fazer uma trilha para um drama, gosto de passar emoção em minhas músicas. Na verdade quero fazer trilha pra todo tipo de filme! (risos)

Para quem quiser conhecer mais sobre o trabalho de Ricardo Junior:
Sua página na internet  http://www.ricardojunior.net

Sua comunidade no Orkut http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=6420258

A BANDA:
Ricardo Junior: baixo, violão, piano e voz
Hilton Junior: guitarra e voz
Fridinho Borges: guitarra
Ale Alvez: bateria
Renato Rigon: teclados
Julio Cesar: violão, percussão e violino

Lucas Vandanezi
Lvandanezi@scoretrack.net

TODAS AS COLUNAS
VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL