Cine & Música
www.scoretrack.net

Video Games Live de volta ao Brasil

A galera da Nintendo marca presença

Martin Leung, o pianista do videogame

O "Mestre" Tommy Tallarico faz o seu som

Fama I: desenhos autografados do Lucas
Fama II: Lucas é entrevistado após o show
Fama III: Martin, Tommy, Lucas e Jack Wall

19 de setembro de 2007

Lucas Vandanezi no Video Games Live 2007

Caros Scoretrackers, mais uma vez o show Video Games Live veio ao Brasil e, mais uma vez, o enviado do ScoreTrack Network esteve lá.... mas desta vez não apenas como jornalista, mas como músico! Sim, o colunista Lucas Vandanezi foi convidado por Tommy Tallarico, criador do evento, para tocar no maior festival de música de vídeogame do mundo. Vamos aos fatos!

16 de setembro de 2007, Via Funchal, SP. Casa lotada, fãs ansiosos por um super show. Muitos dos presentes na casa estavam vendo o espetáculo pela segunda vez, afinal, quem viu uma vê dez. Como de costume, o show começa com uma homenagem aos clássicos dos consoles 8 bits, nada mais justo, afinal foi assim que nasceram os games, em seguida temas de games modernos são extremamente bem executados pela Orquestra Petrobrás Sinfônica. Logo após o medley dos 8 bits o tema de Metal Gear Solid é interpretado no palco e, mais uma vez, o ninja da exclamação azul dá as caras. A famosa caixa de papelão está no palco e o público tem certeza de que em seguida Tommy Tallarico sairia debaixo dela... ledo engano meus amigos. Logo após o tema de Metal Gear e Sonic, Tallarico volta ao palco e brinca com a platéia perguntando “Quem de vocês esteve aqui ano passado?” Metade da platéia ergue as mãos, então Tallarico faz outra pergunta “E quem achou que era eu quem estava debaixo da caixa?” A mesma metade continua de braços erguidos, dentre elas, eu, Lucas Vandanezi, que tinha certeza de que Tallarico estaria embaixo da já conhecida caixa.

“Viu como vocês estavam enganados?” fala Tallarico e em seguida Martin Leung, "o Pianista do Videogame", sai debaixo da caixa, causando verdadeiro alvoroço na platéia. Era hora do tema de Chrono Trigger ("Time Scar Piano Solo"). Simplesmente divino, uma interpretação mágica  do pianista de apenas 20 anos de idade. Seguindo o show com o mesmo carisma de sempre, Tallarico convida ao palco duas garotas para jogar Frogger em uma batalha que foi esmagadora, uma jogou muito e a outra não jogou nada, mas enfim, o que vale é a diversão. A propósito, Markon “o Gordinho” foi uma atração a parte, pesando seus 105 quilos o cara se saiu muito bem jogando Space Invaders e também entrou nas brincadeiras de Tallarico, para a diversão da platéia. Ponto para ao Gordinho, que saiu de lá com uma camiseta (tamanho “P”) e um pacote de jogos antigos para se divertir em seu PC.

Conversa vai, conversa vem, música vai, música vem, Tallarico chama novamente ao palco o mestre do piano Martin Leung - mas, espere, agora ele terá uma surpresa. Vestindo a camisa da seleção brasileira, Tallarico pede que Martin aguarde e começa uma conversa com a platéia.

“Há alguns meses, eu recebi uma mensagem na internet. Uma pessoa me contatou pelo Youtube e disse que é um grande fã de Martin. Essa pessoa disse que mora aqui em São Paulo e que gravou um vídeo tocando Super Mario vendado no violão”. A platéia esboça alguns risos.

“Portanto, eu gostaria de chamar aqui ao palco, ele, diretamente de São Paulo – Lucas Vandanezi!”

É chegada a hora. O nervosismo de tocar diante de aproximadamente 2.500 pessoas é inevitável, porém, necessária. Vou em direção ao carro de corrida, que foi objeto de um game de Fórmula 1 e me preparo para encarar os olhares de Martin, Tallarico e platéia. Algumas engasgadas são inevitáveis, mas logo em seguida, após a aceitação da platéia, tudo começa a fluir como o esperado. Tocando temas de Mário 1, 3 e World, as pessoas abriam seus sorrisos e acompanhavam as músicas fazendo marcações com as mãos.

Achando que tudo estava perfeito a música chega ao final e Tommy, querendo mais, pede que eu toque vendado. A platéia vai ao delírio. Um brasileiro representando os gamers nacionais no palco? É muita emoção. Coloco minha venda, que na verdade é meu cachecol... e começo um tema de Mario World, o pessoal aceita e acompanha com aplausos e gritos. Ao final, tudo ocorreu bem e pude ver alguns brasileiros honrados, como eu, de ter alguém agindo da maneira (Aqui é Brasil).

Já era quase final do espetáculo e Tallarico anuncia temas de Halo e Final Fantasy ("One Winged Angel"). O povo deliria, ainda mais os que viam o show pela primeira vez. Logo após os agradecimentos, Tallarico anuncia que estaríamos dando autógrafos e tirando fotos no bar da casa, e, em alto e bom som: “Nos vemos aqui em 2008”.

Texto: Lucas Vandanezi
Lvandanezi@scoretrack.net

Imagens: Elder Giangrossi


Comentários de outros veículos sobre a performance do colunista

Videogameslive.com.br

O show também traz novas faixas de Halo e, agora, em São Paulo rolou a apresentação de um músico brasileiro solo que tocou a versão de Mario Bros no violão, deixando a peça com um ar de chorinho.

G4M3R – O Blog de Video Games do G1

De olhos fechados

Tommy chama Martin Leung novamente ao palco – ele promete que é a última. A missão é tocar o tema de Super Mario Bros., mas antes, uma surpresa.

Tommy, com a camiseta da seleção brasileira, chama ao palco o brasileiro Lucas – ele vai tocar a música de Super Mario no violão diante de seu ídolo – Martin.

Lucas manda bem, e não toca apenas o tema principal, mas também outras variações dela. Não contente, Tommy desafia Lucas a tocar vendado. Ele aceita, e não erra.

Blöki ~ Afinal, o blog do Löki

Clássicas de Mario e Sonic não faltaram, Metal Gear Solid e World of Warcraft novemente e contamos com algumas coisas a mais como maior repertório de Martin Leung, a inesperada aparição de um brasileiro que toca músicas de Mario no violão.

http://www.xboxtoday.com.br/detalhen.php?id=412

A apresentação deste ano foi marcada por premiéres mundiais de algumas músicas (ou seja, foram tocadas aqui antes de qualquer lugar do mundo), por apresentações inesperadas, como a de um gamer paulista, fã de Martin Leung (The Videogame Pianist), que foi convidado para tocar as músicas da trilha sonora de Super Mario Bros no violão (inclusive vendado), tendo sido muito aplaudido ao final de sua apresentação.


Assista o vídeo da apresentação de Lucas Vandanezi

 

GAME OVER

TODAS AS COLUNAS
VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL