Devorador de Pecados (The Order, EUA, Alemanha, 2003)
Gênero: Suspense
Duração: 102 min.
Estúdio: Fox
Elenco: Heath Ledger, Shannyn Sossamon, Benno Fürmann, Mark Addy, Peter Weller, Francesco Carnelutti, Mattia Sbragia, Mirko Casaburo
Compositor: David Torn
Roteirista: Brian Helgeland
Diretor: Brian Helgeland

Assustador - de tão ruim...

Terror de Brian Helgeland é ruim do início ao fim, e assistí-lo é um absoluto desperdício do nosso precioso tempo

Brian Helgeland não é exatamente o que se pode chamar de grande diretor, mas é inegável que conseguiu fazer um trabalho no mínimo aceitável em CORAÇÃO DE CAVALEIRO. Portanto, é espantosa a ruindade desse DEVORADOR DE PECADOS, até porque ele mesmo escreveu a fita.

O trabalho de Helgeland infelizmente pode ser classificado como “porco”, “tosco” e outros adjetivos do tipo. A começar pelo texto, que esbanja diálogos manjados e sem-sentido, não tem clímax e passa longe de levar a algum lugar. Parece que o diretor tinha a intenção de fazer uma crítica forte à igreja, porém acabou sendo tão inofensivo quanto um mosquito.

Após um início de projeção bastante confuso (como o filme torna a ser outras vezes, mesmo não tendo uma trama complicada), somos apresentados a Alex, um padre de uma ordem em decadência que tem seu superior assassinado por um “devorador de pecados”. Então ele parte para Roma, com a ajuda de uma bela ex-namorada, para tentar solucionar o caso.

Em certos momentos, o filme comete erros absolutamente primários (três pessoas estão conversando, na tomada seguinte são apenas duas) que chegam a causar risos involuntários. Não há nenhuma construção de personagens, apenas dilemas sexuais entre o padre e sua colega. A dramaticidade do final (se é que pode ser chamado de final) é nula. Chega a ser desesperador saber que perdemos 100 minutos de nosso tempo, olhando para uma tela e assistindo algo tão inconseqüente.

Com uma fotografia absurdamente escura, efeitos especiais do nível de PLAN 9 FROM OTHER SPACE (minhas desculpas ao Ed Wood por ter de citá-lo aqui) e um elenco de apoio de vigésima nona categoria, DEVORADOR DE PECADOS é uma coisinha intragável. Passe o mais longe possível.

Cotação:
Carlos Massari
FILME EM DESTAQUE