Antes que o Diabo Saiba que Você está Morto (Before the Devil Knows You're Dead, EUA, Inglaterra, 2007)
Gênero: Suspense
Duração: 117 min.
Elenco: Philip Seymour Hoffman, Ethan Hawke, Albert Finney, Marisa Tomei, Rosemary Harris, Aleksa Palladino, Michael Shannon, Amy Ryan, Brian F. O'Byrne, Blaine Horton, Arija Bareikis
Compositor: Carter Burwell
Roteirista: Kelly Masterson
Diretor: Sidney Lumet

Lumet está muito vivo

O veterano diretor Sidney Lumet retorna com um dos melhores filmes de sua carreira, um filme noir onde nada é simples e o elenco brilha

Supervalorizado nos anos 70, o cineasta Sidney Lumet nunca apresentou, em sua carreira, uma filmografia que justificasse o prestígio obtido naquela época - filmes como DOZE HOMENS E UMA SENTENÇA (seu primeiro, realizado em 1957), REDE DE INTRIGAS (de 1976) e O VEREDICTO (de 1982) concorreram ao Oscar de melhor filme em seus respectivos anos, proporcionaram ao cineasta indicações ao Oscar de melhor diretor, mas, sob uma análise atenta, revelam-se boas idéias conduzidas de forma burocrática, sem grandes proezas na direção e bastante desinteressantes em seu resultado final - aquém, inclusive, de muitos filmes similares realizados por diretores não tão prestigiados.

Curiosamente, quando o nome do cineasta nem mais era lembrado, eis que Lumet surge com um dos melhores filmes de toda a sua carreira: ANTES QUE O DIABO SAIBA QUE VOCÊ ESTÁ MORTO revela-se uma surpreendente mistura de estilos como os de John Huston e Quentin Tarantino - curiosamente, um nome anterior e outro posterior ao auge do prestígio de Lumet, e cujos apogeus cinematográficos são separados por nada menos que 40 anos.

Para muitas pessoas, 40 anos é quase toda uma vida (e, para outras, é mais que uma encarnação inteira). Mas, para os irmãos Andy e Hank Hanson (Philip Seymour Hoffman e Ethan Hawke, respectivamente), toda a sua existência pode praticamente ser resumida aos quatro dias nos quais se passa a ação do filme. E, logo na segunda cena da metragem, sem maiores explicações, travamos contato com um assalto não muito bem sucedido (na verdade, pessimamente sucedido) a uma elegante porém erma joalheria de bairro. A única funcionária presente naquele momento é uma senhora de idade. E um dos irmãos diria para o outro, informando o público, que a única funcionária da loja - uma senhora com deficiência visual - seria também a única pessoa que estaria presente naquele dia e hora. Para pessoas mal-intencionadas, parece bastante simples executar um assalto a tal lugar. Mas, em ANTES QUE O DIABO SAIBA QUE VOCÊ ESTÁ MORTO, tudo parece simples, mas na verdade, nada o é. Ver a apresentação teatral da própria filha não é simples. Tirar o dia para fazer um exame de vista e poder renovar a habilitação também não é simples. Na verdade, é menos simples ainda. E o filme em questão não é nem um pouco simples. O que não diminui em nada sua altíssima qualidade.

Esplendidamente escrito pelo roteirista estreante Kelly Masterson e construído por Lumet ao estilo sardônico dos filmes noirs dos anos 40, ANTES QUE O DIABO SAIBA QUE VOCÊ ESTÁ MORTO traz em seu âmago todo o manancial de neuroses urbanas que, se não justificam, certamente explicam o porquê do procedimento de seus personagens - protagonistas e coadjuvantes. É curioso observar que, no filme, não há propriamente heróis ou vítimas, ou, melhor dizendo: principalmente aqueles que conduzem a ação são indignos de serem definidos como heróis, e os que agem através do mal acabam por ser os que mais especificamente merecem a condição de vítimas.

Finalizando, seria praticamente impossível falar de ANTES QUE O DIABO SAIBA QUE VOCÊ ESTÁ MORTO sem mencionar o espetacular trabalho do elenco: Philip Seymour Hoffman e Ethan Hawke, como os irmãos Hanson, Marisa Tomei, com a esposa de um e amante do outro, Rosemary Harris e a estrela em ascensão Amy Ryan alcançam extraordinário trabalho de interpretação. Mas, principalmente em sua segunda metade, o destaque interpretativo cabe ao grande Albert Finney que, mais uma vez, revela aqui o porquê de poder ser definido como um dos maiores atores que o cinema jamais conheceu. Só pelo excepcional trabalho desse grande ator, ANTES QUE O DIABO SAIBA QUE VOCÊ ESTÁ MORTO já seria um filme magnífico. Que dizer, então, ao constatarmos que, se esse pode ser o grande destaque do filme, nem por isso é o único - afinal, esse grande filme noir tem tantas qualidades que não há porquê reduzi-lo a apenas uma.

Cotação:
Carlos Dunham
FILME EM DESTAQUE