DIAMANTE DE SANGUE (Blood Diamond, EUA, 2006)
Gênero: Aventura, Drama
Duração: 138 min.
Elenco: Leonardo DiCaprio, Jennifer Connelly, Djimon Hounson, Kagiso Kuypers, Arnold Vosloo, Antony Coleman, Benu Mabhena, Anointing Lukola,David Harewood, Basil Wallace, Jimi Mistry
Compositor: James Newton Howard
Roteiristas: Charles Levitt, C. Gaby Mitchell
Diretor: Edward Zwick

Herói lapidado

Filme do diretor Edward Zwick transita mais pela aventura do que pelo drama, e prova que Leonardo DiCaprio pode ser um bom herói de ação

Tradicionalmente, o início do ano é marcado pelos concorrentes ao Oscar. Ainda não saiu a lista dos indicados ao prêmio da Academia, mas o Globo de Ouro já funciona como um bom termômetro para o Oscar. Apesar de filmes como os bem cotados OS INFILTRADOS, PEQUENA MISS SUNSHINE e O DIABO VESTE PRADA já terem chegado por aqui em 2006, pode-se dizer que DIAMANTE DE SANGUE (2006) é o filme que deu o pontapé inicial nessa temporada que se estende pelos meses de janeiro e fevereiro no Brasil.

Leonardo Di Caprio conseguiu uma dupla indicação ao Globo de Ouro nesse ano. Uma por OS INFILTRADOS e outra por DIAMANTE DE SANGUE. Mas por qual dos dois filmes ele vai ser indicado ao Oscar? Claro que o filme de Scorsese é muito melhor, mas em DIAMANTE DE SANGUE Di Caprio tem uma melhor oportunidade de mostrar os seus dotes na pele de um personagem mais rico em nuances, já que Scorsese perdeu a chance de colocar um pouco de veneno no protagonista de OS INFILTRADOS.

Dos três personagens principais de DIAMANTE DE SANGUE, o de Di Caprio é o único que não tem objetivos nobres. Ele é um mercenário sul-africano que pouco se importa se o povo de Serra Leoa está se matando por causa dos diamantes. O que ele quer é lucrar. Jennifer Connelly é a jornalista americana que está fazendo uma reportagem sobre a Guerra Civil em Serra Leoa e está particularmente interessada no comércio ilegal de pedras preciosas. O pescador interpretado por Djimon Hounsou é o mais nobre dos três. Tudo que ele quer é encontrar a sua família, que se dispersou por causa dos atentados violentos causados pela frente rebelde. O filme, aliás, já começa bem violento, com cenas de mutilação, agressão e morte. Os agressores perguntam às vítimas: "manga curta ou manga longa?", se referindo ao local onde o facão irá amputar o braço da vítima. Djimon Hounsou escapa de perder um braço graças ao seu porte atlético. Assim, ele é levado para as minas, a fim de procurar diamantes para os malvadões. É lá que ele encontra um diamante dos grandes, valiosíssimo. Essa pedra será o elo de ligação dos três protagonistas.

Para quem procura um filme sério sobre a causa dos africanos é melhor alugar HOTEL RUANDA. Em DIAMANTE DE SANGUE, Edward Zwick opta pelo gênero "filme de ação". E nesse quesito, o filme é muito bom. O problema é que Zwick não tem a mão muito boa para dramas e isso pode ser sentido à medida que o filme vai se aproximando do final. Mas Zwick tem bom senso de ritmo e quando faz filmes de guerra ou com estratégia militar, geralmente é bem sucedido, como foi o caso de TEMPO DE GLÓRIA (1989), NOVA YORK SITIADA (1998) e O ÚLTIMO SAMURAI (2003).

Leonardo Di Caprio empresta ao seu personagem uma força invejável. Ao vê-lo se esquivando dos tiros, atirando na cabeça dos inimigos ou dirigindo uma van, eu senti uma ponta de inveja dele. Eu queria ser forte e cool assim. É mais ou menos uma sensação que tenho quando vejo os antigos filmes protagonizados pelo Clint Eastwood. É possível que Di Caprio se transforme com o tempo num bom herói de filmes de ação. Já Jennifer Connelly, eu sou fã dessa mulher. Sempre fico encantado com a sua beleza extraordinária. Para mim, Jennifer consegue salvar qualquer filme.

Cotação:
Ailton Monteiro
FILME EM DESTAQUE