ESCOLA DE ROCK (The School of Rock, EUA, 2003)
Gênero: Comédia
Duração: 108 min.
Elenco: Jack Black, Mike White, Joan Cusack, Sarah Silverman, Joey Gaydos Jr., Miranda Cosgrove, Kevin Alexander Clark, Robert Tsai
Compositores: Jack Black, Warren Fitzgerald, Craig Wedren, Mike White
Roteiristas: Mike White
Diretor: Richard Linklater

Pelo amor ao rock

Deliciosa comédia com Jack Black critica o sistema educacional norte-americano e homenageia o bom e velho rock' n roll

Em certo momento de ESCOLA DE ROCK, o personagem de Jack Black diz a seguinte frase: "Para lutar contra o homem, inventamos o rock'n roll. Mas o homem também destruiu isso, com uma coisa chamada MTV". E é esse o espírito que esta nova empreitada de Richard Linklater, diretor de jóias como ANTES DO AMANHECER e DAZED AND CONFUSED, leva ao espectador. Ao ser analisado, podemos ver não apenas uma simples comédia, mas uma crítica tremenda ao sistema de educação, e não menos à depreciação do rock tradicional, o rock de verdade. 

Jack Black interpreta um guitarrista que é demitido de sua banda por executar solos de meia hora de duração - a crítica começa aí, a falta de vistuosismo musical é típica de uma banda vazia e para consumo rápido, como as que dominam o mercado hoje. Correndo o risco de ser despejado, ele se faz passar por um amigo (o também roteirista Mike White) e consegue um emprego de professor substituto em uma escola de ensino fundamental. Após decretar recreio o dia inteiro na primeira semana, percebe o talento dos alunos para a música, e vê que ali pode estar a sua chance. 

Sem dúvida não é um filme original, mas a diferença reside na paixão com a qual Linklater filma tudo isso. É uma maravilha ouvir "Smoke on the Water" sendo tocada por um garoto de 10 anos, ou diversas citações a músicas como "Rondabout" e "The Great Gig in the Sky". Além, é claro, de críticas diretas ao que está "na moda", como White Stripes e Christina Aguilera. 

Assim, a simplicidade da história, aliada a tudo que está por trás dela, torna o filme uma das melhores comédias dos últimos tempos. Isso sem citar os méritos mais típicos... A atuação de Jack Black, que há anos possui sua própria banda de rock, é perfeita. É possível ver a paixão em seu sangue (exagero básico...). E as crianças também são todas ótimas, com destaques para o guitarrista e a "empresária" da banda. 

Cinema, assim como música, é paixão. E quando os dois se aliam, surgem obras deliciosas como essa.

Cotação:
Carlos Massari
FILME EM DESTAQUE