EXTERMÍNIO (28 Days Later, EUA, 2002)
Gênero: Terror, Ficção Científica
Duração: 112 min.
Estúdio: Fox
Elenco: Cillian Murphy, Naomie Harris, Megan Burns, Brendan Gleeson, Christopher Eccleston, Alex Palmer, Bindu De Stoppani, Jukka Hiltunen
Compositor: John Murphy
Roteirista: Alex Garland
Diretor: Danny Boyle

A volta dos mortos-vivos... com estilo

Danny Boyle nos dá sua versão de um tema batido da FC e do terror, em um dos melhores filmes do gênero

Surpresa absoluta do verão americano e sendo um dos poucos filmes do período que conseguiram se pagar, EXTERMÍNIO é a nova versão do diretor Danny Boyle para um tema já várias vezes retratado pela ficção científica e o terror: zumbis/mutantes acabam com a humanidade. A diferença das diversas bombas com tema idêntico é que este filme possui um comandante de verdade. 

Boyle é conhecido por seus trabalhos em TRAINSPOTTING e COVA RASA, dois grandes sucessos do cinema independente, com bastante qualidade no impacto por eles pretendido. Aqui, mais uma vez com um tema polêmico, ele constrói uma narrativa tensa e elegante, que supera as expectativas. Porém, como nada é perfeito, há um problema - toda a primeira metade de EXTERMÍNIO é muito semelhante a ZOMBIE - O DESPERTAR DOS MORTOS, de George Romero. 

Mais adiante, Danny Boyle finalmente acerta a mão quando o grupo liderado por Cillian Murphy acha um local onde soldados se escondem das criaturas, e assim nasce um grande dilema que passa a comandar o tom da projeção - vemos que os seres humanos, naquele curto espaço de tempo, oferecem mais risco aos fugitivos que os zumbis em toda a primeira metade de projeção. Humanos matando humanos, como é muito bem dito em um diálogo do capitão. Passamos a ter uma narrativa nervosa, contundente, até chocante, em torno de questões que chegam muito perto de ser reais. Os zumbis são apenas pano de fundo para uma grande divagação sobre a situação violenta do mundo. Ponto pra Boyle.

Tecnicamente excelente (rodado com câmera digital em cenários reais, ou seja: um grande filme feito com escassez de recursos), EXTERMÍNIO consegue passar sua mensagem de maneira exata, mesmo com suas falhas narrativas do início, bastante batido.

Em geral, é um dos melhores filmes do ano, mais uma prova de que honestidade é essencial para a qualidade de uma fita.

Cotação:
Carlos Massari
FILME EM DESTAQUE