Primeira Impressão
www.scoretrack.net

Título original: Caché
2005, França
117 min, Col, Dolby SRD
Gênero: Drama / Thriller
Censura: 14 anos
Distribuição nacional: California Filmes
Diretor: Michael Haneke
Roteiro: Michael Haneke
Produção: Les Film du Losange / Wega Film
Edição de Som: Jean/Paul Mugel
Fotografia: Christian Berger
Edição: Michael Hudecek / Nadine Muse
Elenco: Juliette Binoche, Daniel Auteuil, Maurice Bénichou, Annie Girardot, Lester Makedonsky

17 de abril de 2006

CACHÉ

A magia do cinema e a criatividade dos roteiristas pode fazer com que uma simples fita VHS tenha diversos significados. Ela pode comprovar que um policial é corrupto, pode matar a pessoa que a assiste após sete dias, etc. É justamente a mistura do mistério com a pressão psicológica que o filme Caché trabalha.

O longa tem um linguagem muito legal, pois apresenta aos espectadores no cinema cenas de tapes que são assistidas pelos próprios personagens. Como a maioria dos filmes europeus, o francês Caché começa devagar – mas com o surgimento de desenhos e fitas VHS misteriosas, o filme começa a tomar rumo.

A trama conta a história de George, um apresentador de um programa literário na televisão que, junto de sua mulher Anne, vive uma vida “perfeita”. Porém, fitas que trazem detalhes íntimos sobre George começam a aparecer em sua residência. Sem alternativa ou pista, o apresentador inicia uma investigação por conta própria – e com o psicológico abalado, crises familiares são iniciadas.

O filme, que não tem trilha sonora alguma (score ou canção original), perde muito em técnica, pois além da falta de música sua edição é muito fraca, efetuando cortes violentos de uma cena para outra. Mas se o filme perde na parte técnica, ganha na atuação. Os atores interpretam muito bem toda a situação que o filme pede. Algumas cenas fortes podem ser observadas no filme – e trabalhando a questão de “como o ser humano é egoísta” – Caché segue seu mistério até o final.

E é justamente o final que deixou uma “?” na minha cabeça. Depois de criar um clima muito interessante e responder algumas das perguntas criadas pelos desenhos e pelas fitas, o filme acabada do nada, deixando alguns espectadores sem entender o final.

Caché tem sua estréia prevista para o dia 5 de maio, e provavelmente será mais um filme destinado às salas alternativas de cinema.

Peço encarecidamente que, após ver o filme, alguém me explique o final, pois na minha cabeça apenas especulações surgiram, e eu não cheguei a conclusão alguma.

Lucas Vandanezi
lvandanezi@scoretrack.net

PRIMEIRA IMPRESSÃO
VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL