Primeira Impressão
www.scoretrack.net

Título Original: SPACE CHIMPS

Gênero: ANIMAÇÃO

Tempo de Duração: 81 MIN.

Ano de Lançamento (EUA): 2008

Distribuição: PAris filmes

Diretor: Kirk De Micco

Roteiristas: Kirk De Micco, Robert Moreland

Produtores: Barry Sonnenfeld, John H. Williams

Elenco (Vozes): Andy Samberg, Cheryl Hines, Patrick Warburton, Omid Abtahi, Jeff Daniels, Patrick Breen, Kenan Thompson, Carlos Alazraqui

21 de julho de 2008

SPACE CHIMPS - MICOS NO ESPAÇO

Macaquices bem-humoradas

Estréia do cineasta (mais experiente como roteirista) Kirk De Micco na direção, seria cruel condenar o simpático SPACE CHIMPS - MICOS NO ESPAÇO por não ser um grande momento da animação, como os clássicos de Walt Disney e alguns recentes filmes da Dreamworks e de outros grandes estúdios - do nível, por exemplo, de um HAPPY FEET - O PINGÜIM. SPACE CHIMPS não se propõe a rivalizar em magnitude com as animações de primeira grandeza, ao contrário - é um filme apenas correto, que cumpre sem dificuldades o que se propõe: oferecer ao seu público, o infantil (principalmente aos meninos na faixa dos 07 aos 10 anos), 81 minutos de diversão e aventura, situadas em um universo ágil, criativo e colorido. De certa forma, o filme cumpre sua missão de forma bem mais sucedida que seu protagonista, um macaquinho neto de um grande astronauta símio que, em sua primeira viagem espacial, mete-se em milhares de trapalhadas antes de provar ser tão grande como viajante espacial como o avô o fora.

Ham III é um pequeno macaco adolescente que adoraria ter o mesmo prestígio de seu ascendente de duas gerações atrás, o astronauta Ham I. Mas, certamente, preferiria ter esse prestígio ficando no sofá de sua casa. Quando surge a oportunidade de ir para o espaço a fim de defender um planeta - e, mais especificamente, um vilarejo (cujas casas nos remetem a cogumelos com colorido de bala) - da perversidade de um monstro do espaço que planeja dominar (aquele) mundo, surge também sua grande oportunidade para provar ser uma pessoa (melhor dizendo: um macaco) de valor. O que o pequeno símio não conseguiu prever é que iria, também, se apaixonar pela macaquinha Luna, outra astronauta, com quem partilha a ida ao planeta em questão e, também, a luta pela sobrevivência. Em sua empreitada, Ham III e Luna são auxiliados, entre outros, por um ser formado por balas de goma e uma simpática (e calorosa em todos os sentidos) lâmpada viva.

A estória é simples, o traço é afetuoso e os personagens coadjuvantes são bastante criativos - Kirk De Micco aproveita bem o fato de que, para se criar personagens extraterrestres há liberdade total, devido à completa falta de referências - o que certamente irá fazer a festa da criançada. SPACE CHIMPS, que estréia no Brasil no dia 25 de julho, não é um filme extraordinário, não se propõe a isso e prova que não é preciso ser para alegrar as crianças.

Carlos Dunham

PRIMEIRA IMPRESSÃO
VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL