Primeira Impressão
www.scoretrack.net

Josh Hartnett em The Black Dahlia, de Brian De Palma

18 de setembro de 2006

Palmas para DÁLIA NEGRA
(A cada movimento uma nova possibilidade)

Como disse tio Ben a Peter Parker, “um grande poder traz grandes responsabilidades”. O mesmo ocorre com um grande diretor. Brian De Pelma é sem sombra de dúvidas um GRANDE diretor, sendo assim, é extremamente cobrado. E Dália Negra é um excelente filme que, apesar de um elenco de primeira, tem seu maior trunfo na direção.

Uma história fictícia sobre obsessão, amor, corrupção, ganância e depravação, tem como pano de fundo a história verídica do brutal assassinato de uma jovem que ambicionava ser uma estrela de Hollywood. Em 1947, este crime chocou e fascinou a nação americana e permanece sem solução até hoje. Dois policiais ex-pugilistas, Lee Blenchard (Aaron Eckhart) e Bucky Bleichert (Josh Hartnett) são designados para investigarem o homicídio desta jovem que, por sempre usar preto, ficou conhecida como Dália Negra.

O assassinato investigado foi tão brutal que as imagens do crime nunca foram mostradas ao público e, talvez por isso, causou em Blanchard uma obsessão incomum para a solução do caso. Tecnicamente falando o filme é bem feito – o clima escuro mantém não só o suspense, mas também o lado Negro da história. A trilha de Mark Isham é “boa” e nada mais que isso, mas não compromete o produto final. Dália Negra é um filme pesado que por alguns momentos torna-se cansativo, mas é aí que De Palma prova sua maestria em dirigir, já que ser um grande diretor traz a responsabilidade de dirigir uma grande obra.

O filme tem sua estréia no Brasil prevista para o dia 6 de outubro, uma data interessante para um filme que no fundo envolve a politicagem da vida. O grupo Imagem Filmes tem em Dália Negra o que pode ser um trunfo ou uma incógnita. Pois qualquer estréia no ramo suspense policial ficará pequena este ano, após o que foi para mim o melhor filme apresentado até agora, Xeque-Mate.

Lucas Vandanezi
lvandanezi@scoretrack.net

PRIMEIRA IMPRESSÃO
VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL