Primeira Impressão
www.scoretrack.net

21 de dezembro de 2006

Sessão tripla: A PROMESSA, ERAGON, DIAMANTE de sangue

Caros leitores, a Primeira Impressão está a algum tempo sem atualizações devido ao grande número de filmes que tenho assistido ultimamente. Hoje, uma sessão especial com algumas estréias interessantes deste fim de ano, de gêneros diferentes. Boa leitura!


A Promessa - Com estréia prevista para o dia 22 de dezembro, este filme de produção asiática (China / Hong Kong / Japão / Coréia do Sul) dirigido por Chen Kaige mostra de uma forma muito bela a cultura oriental. A história é bonita e simples, mas o filme é praticamente uma galeria de arte em todos os aspectos – começando pela trilha de Klaus Badelt. Mais uma vez ele mostrou ser um compositor de muita categoria, criando uma trilha sonora com cordas ao fundo e melodias orientais destacadas por instrumentos típicos de sua cultura. A trilha ambienta bem o filme. que visualmente é irretocável. A fotografia do filme é belíssima – a cada cena verdadeiros quadros são expostos ao espectador. A atuação e os efeitos especiais não perdem em nada e o filme, para quem aprecia a arte oriental, é praticamente perfeito.

 
“Assim  que você aceita o seu destino, nada poderá  alterá-lo a não ser que as águas do rio ascendam as colinas, que o tempo volte para trás e que os mortos voltem à vida."

Mansen - A Deusa da Fortuna

FICHA TÉCNICA
Diretor: Chen Kaige
Roteiristas: Chen Kaige  e Tan Zhang

Diretor de Fotografia: Peter Pau
Diretor de Arte:
Tim Yip

Efeitos Visuais: Centro Digital Pictures Ltd.
Coreógrafos de Ação: Tung Wai, Dion Lam

Produtores: Sanping Han e Chen Hong
Elenco: Jang Dong-Kun, Hiroyuki Sanada, Cecilia Cheung, Nicholas Tse, Chen Hong


Eragon - Este primeiro filme da trilogia tem entre seus pontos positivos a trilha sonora. Patrick Doyle faz um trabalho competente e acima de tudo funcional. A música está presente o tempo todo, poucos são os momentos em que a história não tem uma melodia entoada. Os efeitos visuais, que estão concorrendo na categoria do Oscar, são interessantes, porém, nada que já não tenha sido visto.

O filme é divertido para adolescentes (adoradores de RPG) e até mesmo para assistir com a namorada. Contudo, é uma colagem de muitos outros filmes. Saí do cinema com a impressão que foi feita uma junção de Coração de Dragão, História sem Fim, Senhor dos Anéis, etc. Levando em conta que citei apenas filmes interessantes o filme também acaba se tornando interessante – mas perde em originalidade.

As atuações não pecam e a fotografia é “legal”. Ao contrário da maioria dos épicos, Eragon não tem uma duração de três horas, e por isso não fica cansativo.
É uma boa pedida para quem vai viajar no Natal e deseja pegar um cineminha logo após o feriado - afinal, sua estréia está prevista para o dia 25 de Dezembro.

FICHA TÉCNICA

Diretor: STEFEN FANGMEIER

Roteirista: PETER BUCHMAN, baseado no romance de CHRISTOPHER PAOLINI

Produtores: JOHN DAVIS, WYCK GODFREY

Produtores Executivos: GIL NETTER, CHRIS SYMES

Diretor de Fotografia: HUGH JOHNSON

Desenhista de Produção: WOLF KROEGER

Editor & Co-Produtor: ROGER BARTON

Figurinista: KYM BARRETT

Música: PATRICK DOYLE

Elenco: ED SPELEERS, JEREMY IRONS, SIENNA GUILLORY, ROBERT CARLYLE, DJIMON HOUNSOU, GARRETT HEDLUND, JOHN MALKOVICH


Diamante de Sangue - Fantástico!!! Essa é a palavra que melhor resume o filme Diamante de Sangue. Uma história envolvente e ao mesmo tempo perturbadora, que alfineta os nossos conceitos com relação às jóias. É claro que uma jóia é bonita. O que não é bonito é o que passam as pessoas de países como Serra Leoa, e não ganham nada em troca. A injustiça e a diferença entre os povos é fortemente expressada nesse longa, que conta a história de uma família que é destruída e separada por um grupo que domina a região.

Destaco neste filme três belas atuações e um bônus. DiCaprio está ótimo e na briga com Os Infiltrados tem duas excelentes atuações. Hounsou mais uma vez prova ser um grande ator – que desde a era Gladiador e Amistad tem se mostrado cada vez melhor. E Connelly, que além de lindíssima interpreta com maestria o papel de uma jornalista que busca uma boa história para abrir os olhos da população alienada aos fatos. O bônus a qual me refiro é a atuação do pequeno Kagiso Kuypers que interpreta Dia, filho de Solomon (Hounson).

As imagens do filme são ótimas e algumas metáforas como o solo vermelho são usadas durante o filme, o que na minha opinião enriquece muito a obra. A trilha de James Newton Howard é apenas mais uma trilha – bonita é claro, mas nada fenomenal.  Contudo, eu posso ter tido essa impressão pela magnitude do filme, que me impressionou tanto que talvez tenha ofuscado a trilha.
Sua estréia está prevista para o dia 05 de janeiro e vamos torcer para que as estréias de 2007 sejam tão boas quanto esta, pois assim teremos certeza de que o ano promete, e muito!

FICHA TÉCNICA

Diretor: EDWARD ZWICK

Roteirista/História: CHARLES LEAVITT, baseado na história de CHARLES LEAVITT & C. GABY MITCHELL

Produtores: EDWARD ZWICK, MARSHALL HERSKOVITZ, PAULA WEINSTEIN, GRAHAM KING, GILLIAN GORFIL

Produtores Executivos: LEN AMATO, KEVIN DE LA NOY, BENJAMIN WAISBREN

Diretor de Fotografia: EDUARDO SERRA, A.S.C., A.F.C

Desenhista de Produção: DAN WEIL

Editor: STEVEN ROSENBLUM, A.C.E

Figurinista: NGILA DICKSON

Música: JAMES NEWTON HOWARD

Consultores Técnicos: SORIOUS SAMURA, RON McCULLAGH

Elenco: LEONARDO DICAPRIO, JENNIFER CONNELLY, DJIMON HOUNSOU, MICHAEL SHEEN, ARNOLD VOSLOO, KAGISO KUYPERS, DAVID HAREWOOD, BASIL WALLACE, NTARE MWINE

Lucas Vandanezi
lvandanezi@scoretrack.net

PRIMEIRA IMPRESSÃO
VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL