Primeira Impressão
www.scoretrack.net

Título Original: Huo Yuan Jia / Fearless
Direção: Ronny Yu
Roteiro: Chris Chow. Christine To
Produção: William Kong, Jet Li, Buting Yang
, Ronny Yu
Fotografia: Poon Hang-Sang
Coreografia de lutas: Yuen Wo Ping
Edição: Virginia Katz
, Richard Learoyd
Figurino:
Thomas Chong
Música: Shigeru Umebayashi
Elenco:
Jet Li, Shido Nakamura, Betty Sun, Yong Dong, Hee Ching Paw, Collin Chou, Yun Qu, Masato Harada, Nathan Jones, Brandon Rhea, Anthony De Longis, Jean Claude Leuyer, Jon T. Benn, John Paisley

16 de fevereiro de 2007

"Eu acho que MESTRE DAS ARMAS é o meu filme mais pessoal e importante sobre artes marciais. Este filme capta as crenças e filosofias sobre artes marciais que eu aprendi e vivi nos últimos 30 anos."
-- Jet Li

Após o belíssimo filme A Promessa a Imagem Filmes lança mais um excelente filme da cultura oriental. Em Mestre das Armas, produzido por Bill Kong, de Herói, e coreografado por Yuen Wo Ping, de Cão de Briga, Jet Li tem uma de seus melhores atuações. Claro que a história e a beleza do filme ajudam muito ao desempenho de Li, que não é a única figura do filme.

A história descreve a história de Huo Yuanjia – o lutador mais famoso da China na virada do século XX, que após enfrentar uma tragédia pessoal seguiu seus estudos da arte marcial para propagar o equilíbrio, e não somente a pancadaria em vão. Filho de um grande lutador, Huo decide percorrer sua jornada como autodidata, ficando em alguns momentos confuso - afinal, um mestre é sempre importante para abrir as portas. Contudo Huo acaba se tornando um dos mestres mais conceituados no vilarejo onde vive, e muitos dos que lá habitam buscam nele inspiração e conselhos.

O grande vilão “ego” acaba por cegar Huo. Com sua fama crescendo e seu dinheiro se multiplicando, ele começa a tomar atitudes que se chocam diretamente com o espírito da arte de lutar – e é aí que alguns erros irreversíveis começam a ser cometidos por ele. Um desses erros é uma luta – por nada, algo como uma briga de trânsito – que acaba em uma morte estúpida. Assim, envergonhado pelo ocorrido, Huo busca na fuga uma maneira de recuperar seus valores.

Após muito tempo vagando pelo país em estado de choque, Huo se vê em péssimas condições físicas e emocionais. Próximo da morte, ele é salvo pelas mulheres de um vilarejo que lhe proporcionam carinho e generosidade, ajudando-o a se curar e a recuperar o seu equilíbrio durante vários anos. Assim, Huo percebe que o verdadeiro espírito da artes marciais vai além do confronto fatal – mas anda diretamente de mãos dadas com o espírito esportivo.

Como a maioria dos filmes de cultura oriental, Mestre das Armas conta com uma fotografia e um figurino de primeira, mas o que mais me chamou a atenção na parte técnica foi a trilha sonora (ainda bem!). Composta, orquestrada e regida por
Shigeru Umebayashi, a música acompanha o filme de uma maneira lindíssima. Temas totalmente voltados à cultura chinesa são entoados não só por instrumentos da região, mas também por cordas tradicionais como baixo, cello, viola e violinos.

O filme tem data de estréia prevista para o dia 16 de fevereiro, entretanto entrará em cartaz em poucas salas – aconselho a todos ScoreTrackers vasculhar os circuitos – afinal, o filme é LINDO.

 

Lucas Vandanezi
Lvandanezi@scoretrack.net

PRIMEIRA IMPRESSÃO
VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL