Primeira Impressão
www.scoretrack.net

TÍtulo Original: MR. BROOKS
Gênero: Suspense
Tempo de Duração: 158 MIN.
Ano de Lançamento (EUA): 2007
Distribuição: MGM / IMAGEM FILMES
Direção: BRUCE A. EVANS
Roteiro: Raynold Gideon, Bruce A. Evans
Produção: Kevin Costner, Raynold Gideon, Jim Wilson t
Música: Ramin Djawadi
Fotografia: John Lindley
Desenho de Produção: Jeffrey Beecroft
Direção de Arte: William Ladd Skinner
Edição: Miklos Wright
Elenco:
Kevin Costner, Demi Moore, Dane Cook, William Hurt, Marg Helgenberger, Ruben Santiago-Hudson, Danielle Panabaker, Aisha Hinds, Lindsay Crouse, Jason Lewis, Reiko Aylesworth, Matt Schulze, Yasmine Delawari, Kit Gwin, Marcus Hester, Traci Dinwiddie

11 de setembro de 2007

INSTINTO SECRETO


Tenha cuidado, as aparências enganam!

Vocês já repararam que a maioria dos serial killers é gente calada, retraída e que você jamais imaginaria ser capaz de cometer tais atrocidades? Pois bem, esse não é o caso de Brooks (Kevin Costner), ele não chega a ser calado e retraído, sendo na verdade um excelente pai e marido, um filantropo bem sucedido da sociedade que o rodeia.

Mas assim como em “O Médico e o Monstro”, Brooks tem o seu lado vilão da história, e o mais legal em Instindo Secreto é que esse seu outro lado é interpretado por um outro ator, William Hurt, que fez um excelente trabalho. 

Sobre a história

Brooks, tendo esse seu lado mal, comete alguns assassinatos, ele sabe que é errado mas é como um droga que o consome. Prometendo ao seu outro lado que cometeria o último assassinato, Brooks acaba entrando em um jogo, pois ao matar um casal (que seria seu último alvo) ele é flagrado por um fotógrafo amador que  observava o casal já há algum tempo. E agora, o que fazer?

Obviamente o mais sensato seria entregá-lo à polícia, ou, então, exigir dinheiro para ficar calado. Mas não, parece que a loucura também fazia parte do fotógrafo e ao invés de dinheiro ele quer participar dos assassinatos de Brooks... e assim começa o jogo. Tentando desvendar o mistério do serial killer que sempre deixa uma digital de suas vítimas marcada em algum lugar, a detetive Atwood (Demi Moore) segue todos os passos do assassino para ver se consegue fechar o caso e dar um salto em sua carreira.

O filme, que estréia no Brasil dia 14 de setembro, possui uma trama muito interessante onde as atuações tem papel importantíssimo na história. Um thriller na linha de A Estranha Perfeita, que vale a pena conferir.

Sobre o compositor da trilha, Ramin Djawadi

Djawadi, um bem sucedido e promissor compositor de filmes, recentemente recebeu uma indicação ao Emmy pelo tema de abertura da série Prison Break. Nascido em Duisburg, Alemanha, Djawadi começou sua carreira musical como um guitarrista em inúmeras bandas na Alemanha. Em 1995, ele decidiu se mudar para os EUA para conseguir um diploma em composição para filmes na Berklee College of Music.

Em 2000, Ramin se mudou para a Califórnia para se juntar à Media Ventures, lar do vencedor do Oscar® Hans Zimmer, o que o levou à colaboração com Klaus Badelt e Zimmer em filmes como Alguém Tem Que Ceder, Piratas do Caribe e Os Thunderbirds. Ele orquestrou e compôs a trilha sonora de Blade: Trinity, o filme de Robert Towne Pergunte ao Pó, e o desenho animado O Bicho Vai Pegar. Para a televisão, compôs para Threshold, Blade: The Series e Prison Break.

Lucas Vandanezi
Lvandanezi@scoretrack.net

PRIMEIRA IMPRESSÃO
VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL