Primeira Impressão
www.scoretrack.net

Título Original: Lucky Number Slevin
Gênero: Suspense
Tempo de Duração: 109 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 2006
Site Oficial: www.luckynumberslevin-themovie.com
Distribuição: MGM / The Weinstein Company / Imagem Filmes
Direção: Paul McGuigan
Roteiro: Jason Smilovic
Produção: Christopher Eberts, Andreas Grosch, Kia Jam, Robert Kravis, Tyler Mitchell, Anthony Rhulen e Chris Roberts
Música: Joshua Ralph
Fotografia: Peter Sova
Desenho de Produção: François Séguin
Direção de Arte: Pierre Perrault e Colombe Raby
Figurino: Odette Gadoury
Edição: Andrew Hulme
Efeitos Especiais: C.O.R.E. Digital Pictures / Les Productions de l'Intrigue Inc. / Intrigue Productions
Elenco: Josh Hartnett, Bruce Willis, Lucy Liu, Morgan Freeman, Ben Kingsley, Michael Rubenfeld, Peter Outerbridge, Stanley Tucci, Kevin Chamberlin, Dorian Missick, Mykelti Williamson, Scott Gibson, Sam Jaeger, Danny Aiello, Oliver Davis, Corey Stoll, Howard Jerome, Robert Forster

31 de julho de 2006

XEQUE-MATE

(A cada movimento uma nova possibilidade)

Slevin (Josh Hartnett) não está passando por uma fase muito boa. O prédio onde mora está condenado, sua carteira de identidade foi roubada por um assaltante e, como se isso não bastasse, ele pega sua namorada com outro na cama. Tentando escapar da má fase que enfrenta em Los Angeles, Slevin pede emprestado o apartamento de seu amigo Nick Fishir em Nova York, e lá as coisas tendem a piorar.

O submundo do crime de Nova York é chefiado por dois inimigos: de um lado O Rabino (Sir Ben Kingsley), do outro O Chefe (Morgan Freeman). Sócios no passado, hoje travam uma disputa pelo poder sujo e a honra, além do dinheiro é claro – o mais interessante é que seus escritórios estão localizados em dois prédios idênticos, um de frente para o outro, onde cada um pode observar o movimento alheio.

O clima entre os dois vai de mal a pior, pois para vingar a morte de seu filho O Chefe planeja aplicar um golpe no Rabino. Golpe que toma proporções catastróficas. Para resolver seu problema O Chefe contrata o infame assassino de aluguel Goodcat (Bruce Willis), cuja tarefa é encontrar um apostador que lhe deva muito dinheiro e que, para sanar sua dívida, seja capaz de assassinar o filho do Rabino. Para que o Xeque-Mate seja aplicado com perfeição todos os movimentos devem ser cautelosos, porém, diferentemente do que ocorre em um jogo de xadrez, a vida real prega algumas peças e barreiras inesperadas surgem sem prévio-aviso.

Enquanto isso, agora com a vida tranqüila, Slevin se instala no apartamento de seu amigo Nick Fisher, onde conhece Lindsey (Lucy Liu), a bela e elétrica vizinha de Nick, que por uma simples xícara de açúcar conhece o homem que vai mudar sua rotina. Após a visita de Lindsey, Slevin recebe a visita, nada cortês, dos capangas do Chefe, que aparecem para encurralar ninguém menos que Nick Fisher. E agora? Como explicar que ele não é Nick Fisher (não se esqueçam que sua identidade foi roubada)?

É caros leitores, a partida de xadrez é iniciada de forma eletrizante. E a cada movimento de Slevin e Goodcat, mais possibilidades são abertas para o desfecho da história. Chegou um momento do filme onde pensei que a história terminaria  sem que eu entendesse nada. Porém, de uma forma genial e muito empolgante, o filme tem um desfecho maravilhoso, onde todos os quebra-cabeças criados nas diversas situações são explicados passo a passo.

Dirigido pelo escocês Paul Mcguigan, o super-elenco de Xeque-Mate não desaponta. A atuação é tão boa quanto o filme em si, que em aspectos técnicos não fica atrás. A trilha sonora, longe de ser brilhante, está presente o tempo todo, e muitas vezes é responsável pelo clima de tensão e de suspense que o filme pede. Com sua estréia no Brasil prevista para o dia 15 de setembro, Xeque-Mate é com certeza um filme suspense/criminoso que vale a ida ao cinema – porque apesar das cenas violentas e pesadas, o filme traz também uma história inteligente e cativante.

Que comece o jogo!

Lucas Vandanezi
lvandanezi@scoretrack.net

PRIMEIRA IMPRESSÃO
VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL